terça-feira, 8 de abril de 2014

[Crítica] Glee - 5x14: New New York

Presos em Nova York. 

Review:
(Spoilers Abaixos)

Estou jogado. Gostei desse episódio. Porém foi estranho. Foi diferente. Acho que esse era o objetivo, né? Trazer toda uma mudança pra série, engraçado que foi quase como assisti a uma nova série, não foi? E de novo, não estou dizendo que foi ruim. Mas não teve como não sentir falta da sala de coral e dos personagens que sempre estiveram lá e agora, não estarão mais. E partindo desse principio, de algo totalmente (ou quase) novo, Glee se saiu bem. Foi quase que um piloto, onde já conhecíamos os personagens e todo o blá, blá, blá de apresentação nos foi poupado. 

O que me fez gostar desse episódio, foi a interação entre os personagens, pela primeira vez, senti que os roteiristas sabem direitinho pra onde estão indo. Os personagens que estão atualmente em NY são aqueles que podem render plots e tramas, e não os favoritos dos roteiristas ou do público. Tudo está bem amarradinho. Tudo está caminhando com senso de direção. E as coisas não caminham tão bem na série há bastante tempo.

Agora, desde que a série voltou desse hiato, devo dizer que estou amando cada episódio com minha vida. Me arrisco dizer que a série está na sua segunda melhor fase. O drama, a parte cômica, os plots está tudo muito bom. Não tem o que criticar. Está tudo muito característico de Glee. Nessa nova forma, chega a doer ter a consciência de que a série vai encontrar seu final logo. 

E que puta forma, né? Toda essa ideia de "vamos colocar problemas de adultos" na vida dos protagonistas é ótima e muito bem vinda, lógico que Glee sempre tropeça no timing dos plots dos dramas: ou apressa demais ou arrasta demais. Mas isso foi tão banal e já é tão característico da série, que não comprometeu. Bom, o episódio - obviamente - girou na formação da nova dinâmica de Nova York (lembrando que teve um salto temporal de 3 meses desde o fim do New Directions) e não podia ter sido mais gostosinho de assistir. 



O mais legal é que todo mundo teve que se adaptar, tanto os novatos em NY, quanto os mais antigos. Começamos pelo destaque do episódio, Kurt e Blaine (já posso pular o paragráfo?), assim, não gosto dos dois. E vou repetir isso pra sempre, não me desce. É um casal sem sal. Falta química. Química essa que dá e sobra quando Kurt interage com Elliot.  

Gente, eu não me importaria em acordar todo dia com Darren Criss de cueca me trazendo café na cama, porém, dá pra entender que Blaine estava sufocando Kurt, que convenhamos, já é suficiente mimizento sozinho. E Blaine sabe ser sufocante quando quer. A aula de mímica foi o cúmulo, eu estava me sentindo mal pelo Kurt, odeio gente grudenta. Odeio. Que bom que Mercedes surgiu divando pra dividir esse núcleo. Achei digníssimo. 

Do outro lado, temos Sam. Aquele amigo peso morto, que se acomoda quando a situação fica ruim. Não tem muito o que falar, acho bem digno que Blaine interceda por Blaine - acho o jeito que Glee explora as amizades de um jeito bem real. E olha que verossimilhança não é o mais forte da série. Achei o plot mais bobinho, que bom que acabou tão rápido quanto começou. E finalmente, Sam cortou aquele cabelo! Obrigado, Titia. Ouviu minhas preces. 

Pra fechar, a trama mais fofinha do episódio, Artie e Rachel. Confesso, que amei. Os dois sempre funcionam bem juntos, e Artie é aquele personagem sincero, meio mimizento, mais que funciona e não irrita. Ele e a Rachel tem uma interação fofa, e espero mais dessa amizade. Quero só ver a dinâmica que ele vai trazer pro apartamento. 

No mais, só posso dizer que estou ansioso pra ver aonde mais essa nova fase da série vai nos levar. O que vocês esperam dessa nova etapa na série? Agora é esperar pelo episódio de hoje a noite que parece que vai lacrar tudo, pelo menos pela promo. 

Performance da Semana - Don't Sleep In The Subway (Rachel e Artie)


Vale A Pena Ver De Novo - I'm Still Standing (Quinn e Artie)
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
2 Comentários

Comentário(s)

2 comentários:

  1. Você demorou bastante para postar essa review!
    Então, eu espero muito dessa nova fase. O episódio 'Bash' foi excelente. Rachel me surpreendeu. Não entendo por que reclamam quando a história e movimentada.
    Enfim, gsotei da interação entre Rachel e Artie em 'New New York'. Não engulo Blaine e não enguliria Sam também. Ainda bem que Mercedes foi também. Assim ele fica menos ridículo. Na minha opinião, e claro!
    Elliot esta sendo uma surpresa. Chato não ter dado certo com a personagem da Demi Lovato.
    Como Artie é um personagem que gosto bastante, espero que ele tenha histórias bem desenvolvidas e interessantes.
    Além disso, também estou muito feliz com Glee desde o hiatus. Depois do 3o. episódio da 5a. temporada, a série estava muito decepcionante.

    ResponderExcluir
  2. Blaine interceda por Blaine?

    ResponderExcluir