terça-feira, 8 de abril de 2014

[Crítica] Game Of Thrones - 4x01: Two Swords (Season Premiere)


O inferno são os Outros...

Review:
(SPOILERS Abaixo)

Valar Morhulis, Sor, Ladies. Então, indo direto ao ponto, eu ficarei responsável pelo quarto ano da série. Basicamente, vim parar no MMA por causa. De longe essa é a minha série favorita, não é porque é modinha, já li todos os livros e acho o George R.R. Martin O CARA, ver a série é um plus, a chance de ver meus personagens favoritos ganharem vida e eles são vários. Eu costumo dividir as reviews que escrevo por personagens e não por linearidade. Algumas pessoas não gostam, mas esse é o meu designe. Não consigo ser linear. Sempre que der trarei coisas do livro. Concomitantes ou anteriores. Serei cuidadoso com os spoilers de acontecimentos futuros. E tentarei, embora com dificuldade, separar as duas coisas. Livro e série. 

Não odeio muita gente na série, mas cara, não dá pra não odiar Tywin Lannister, e quando falo isso não estou desmerecendo a inteligência do mesmo, o cara é fodastico, isso não se discute. Mas meu ódio por ele também não. Ele simplesmente começa o episódio destruindo a Gelo, como ele pode? Podendo. Agora são duas espadas. Vale pontuar que a Cumpridora de Promessas marcará um novo início para o Jaime que sim, é um cara legal e passara a mostrar isso a partir de agora, principalmente depois que o Joffrey tripudiou na cara dela, o que foi muito bem vindo, já que o Jaime só chega em Porto Real depois dos acontecimentos do episódio dessa semana. Além disso, ele começou a demonstrar que é um homem honrado e que, às vezes,  fará o que prometeu. Na verdade ele nunca foi um homem alheio a honra, apenas fez o que tinha que ser feito. Mas mesmo desafiando o pai e decidindo que não se tornaria o senhor do Rochedo, que continuaria a servir a guarda real, ainda assim desafiar Tywin não é nada fácil. Assim como nnão será para um cavaleiro renomado ficar sem a mão da espada. Mas o legal da série é isso. Ninguém está a salvo, todos podem ser mortalmente destruídos. 

Outro personagem que promete causar nesses primeiros episódios é o Oberyn, (Vulgo a Víbora Vermelha) sim gente, ele é tão foda na série quanto nos livros. A cena da chegada dele com Podrick lendo as bandeiras foi exatamente como  o esperado. O ódio entre os Martell e os Tyrell também foi evidenciado nessa chegada. Eles tem uma rixa antiga, vale pontuar que o principal objetivo do Oberyn em Porto Real é vingar a irmã morta a mando dos Lannister quando o Rei Louco foi derrotado.  Além disso, ele fez questão de inserir uma bastarda no meio da alta sociedade de Porto Real sabendo que isso provocaria a corte. Ah! a Martell é uma das Casas mais iimportantes de Westeros. Nunca foram derrotados pelos Targaryen. Se aliaram aos mesmos pelo casamento. O lema: "Insubmissos, não quebrados, não curvados" dá pra retirar exatamente as impressões sobre a Casa Martell e também prever o que Oberyn é capaz de aprontar. O apelido dele não foi colocado por acaso.


Daenerys, é sempre válido quando ela aparece, principalmente quando ela aparece com os seus dragões. Há quem diga que ela não seria adorada sem eles. Eu discordo, de longe ela é uma das pessoas que mais amadureceu ao longo da história.  Lembram que antes ela era somente uma garota do verão? Mas  o que vale pontuar dessa aparição é o fato de que ela está cada vez mais interessada pelo Daario Naharis (pena do verme cinzento) mas ela não resistirar a tentação por muito tempo. Mesmo sabendo que uma rainha deverá ter um rei e não um criado. Além disso, a cena dos dragões não foi por acaso, eles estão cada vez maiores, se alimentando de coisas cada vez maiores, chegará a hora que ela não os poderá controla-los, como bem disse o Jorah Mormont. Sem dúvidas, se ela seguir o rumo dos livros irá chocar um pouco os fãs, mas nada que faça ela ser menos merecedora do Trono de Ferro. O que vale destacar é que essa temporada marcará a derrocada de muitos personagens que vem em ascensão.  Não sei se ela estará no meio. Valar Morghulis parece não funcionar com ela. Enfim, a não queimada é diva e ponto.

Vale pontuar:
  • Sor Dontos is back. Essa foi uma grata surpresa. Não sei qual futuro ele terá. O mais provável é que ele não tenha um. Mas o presente dele tem toda relevância. Aproveitando o ensejo a Sansa continua sonsa, isso é lugar comum, mas ela é lugar comum. Não dá pra fugir disso. O fato dela mentir, ela sempre fez isso. É isso que a torna sonsa ou não? Mas se estabilidade não é uma constante na série a insensatez também não. Talvez a sonsa vire Onça.
  • Shae. Gosto mais dela na série que nos livros, deve ser porque ela ganhou mais destaque do que tem no livro. Além de ter ficado mais carismática. O caráter dela é bem claro nos livros. Na série eu tenho dúvidas sobre o que ela é capaz de fazer, mas ela é uma puta, não dá pra confiar.
  • Ygritte é outra que me ganhou na série, mas que eu não curto tanto nos livros, ela não é puta então dá pra confiar, mas...
  • Os Thenns estão fodasticos, mas eu amo o Tormund Terror dos Gigantes, uma dica? Fiquem de olho na tribo dos dois, as coisas irão esquentar.
  • Jon Snow. Vive o dilema de ser encarado como o traidor ou o salvador da patrulha da noite. Ele terá inimigos. Mas aliados também surgiram. Assim como a Daenerys ele também vem amadurecendo. Talvez o garoto do verão consiga resistir ao inverno.


Não, eu não esqueci da Arya, mas é que porra, a cena dela foi a melhor do episódio e também faz parte de uma das minhas favoritas do terceiro livro, muito mais que o Casamento Vermelho. Esperamos muito pelo dia em que a lista  dos nomes que ele reza começasse diminuir, é tão bom ver ela fazendo isso com as próprias mãos. Apesar de não ter sido exatamente igual ao livro a mudança fez todo sentido.  Melhor que isso é saber que no fim da temporada a lista estará muito menor. Além disso essa é chance que a série nos dar de conhecer melhor personagens que sempre estiveram sob a sombra de outros e que por este motivo não os conhecemos bem. Ao individualizá-los tem-se a oportunidade de fazer com que  possamos perceber sua "humanidade" o que nos faz ter empatia por eles e isso tem sido feito com o Cão de Caça. (Além do Jaime, entre outros). Aqui vale pontuar a inconstância da série, (no sentido de que ninguém está a salvo lembrem-se. Depois da calmaria vem a tempestade).
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
8 Comentários

Comentário(s)

8 comentários:

  1. Review um pouco confusa e pequena. Tudo bem que leu o livro, mas não acho boa ideia trazer coisas de lá para cá. A série tem esse aspecto individual que não entrega tudo dos livros tanto quanto este não entrega tudo da série. Seria bom não colocar tantas revelações e tratar da série sozinha. Claro que pode fazer referências, mas por que falar das Serpentes? Ou que o Sor Dontos não trabalha sozinho? Ou dar resquícios dos futuros dos personagens como Sandor e Arya quando ninguém que leu o livro sabe? Seria bom falar mais da série em si, dá a sua interpretação dos episódios, entregar alguns detalhes que deixamos para trás. Tudo que falou da Sansa foi que continuava Sonsa? Sinceramente, desagradou-me muito. A garota mente a maior parte do dia e continua viva, mas as pessoas continuam com a mesma coisinha repetida de chama-la de Sonsa... Na minha opinião, tira-se esse adjetivo desde a segunda temporada. Mas é isso, espero que melhore.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está anotado, serei cuidadoso nas próximas e fiz algumas correções nessa.

      Excluir
  2. Review bem mal escrita

    ResponderExcluir
  3. Desenvolvimento da Sansa é um dos melhores de toda a série e livro. Passou de uma criança que foi criada para casar e parir, encheram seu ouvido de coisas bobinhas e fantasias. Ela acreditou nisso. Mas tá aprendendo como é o mundo real. Ela é tão forte quanto a Arya, pelo amor de deus, se fosse a Arya no lugar de Sansa já estaria morta!! Só porque a Sansa é feminina, isso não é sinônimo de sonsa. Mas personagem feminina tem que ser como Arya ou Brienne, máscula, ou como Cersei, vadia, para as pessoas gostarem? Lugar Comum? O único problema da Sansa é a confiança exagerada em qualquer um, mas ela tá aprendendo mais e mais a cada episódio que passa. E é minha personagem preferida. Não precisa ser machona com uma espada, ou dragões, ou dar a vagina pra sobreviver, simplesmente sobrevive.

    ResponderExcluir
  4. Gosteii muito da resenha e possui muita verdade e profundidade no que você
    falou!!!

    ResponderExcluir
  5. Parabéns, deu pra esclarecer muita coisa. Estou adorando a série e essa resenha ajudou muito. Gostei das referências ao livro. Há coisas que só conseguimos compreender melhor depois que lemos o livro, o que pretendo fazer em breve. Obrigada!!

    ResponderExcluir