sábado, 22 de março de 2014

[Crítica] The Walking Dead - 4x12-14: Still / Alone / The Grove


Suicídio é burrice. Por que se machucar se você pode machucar outras pessoas?  

Review:
(Spoilers Abaixo)

Depois desse episódio (4x12) como como não amar Daryl Dixon? mais que isso, como não amar Beth? A garota desajeitada e estranha, que cantava na prisão se mostrou muito mais interessante depois que o mundo dela ruiu, algumas pessoas defendiam que ela e o Carl iriam ficar juntos, mas essa possibilidade nunca teve razão de ser, assim como, mesmo com toda a insistência dela, Daryl e Carol era um casal improvável, porém de onde menos se espera eis que surge uma dos melhores times do mundo pós-prisão.

Eles simplesmente ocuparam os 42 minutos do episódio sozinhos, tipo, nenhum outro humano apareceu pra ajudar, e o mais legal, o episódio não foi cansativo, mesmo não acontecendo algo extremamente explosivo os dramas dos dois foram suficientes. A Beth meio que forçou o Daryl a se abrir, tanto pra ela, como pra ele mesmo. O que fez com que ele depois de quatro temporadas revelasse que, na verdade, era um nada antes do apocalipse zumbi, que não passava de uma sombra do irmão, fazendo todos os seus gostos sem nunca questionar. Além disso, vale ressaltar o momento em que ela o abraçou e também o que ela o confrontou falando que a sua morte é inevitável e que ele a estava ignorando porque sabia disso, que ela era frágil e que não sobreviveria por muito tempo, espero que ela esteja errada, mas enfim, ela o fez prometer que ele continuará sendo quem ele é e não quem ele era. Isso quando ela já não estiver mais com ele.


Alone só veio piorar essa história, sério, estou de coração partido. Cara, tudo bem que a Beth é meio esquisita e meio corcunda mais o Daryl também é estranho de modo que os dois se merecem totalmente, além do que, eles são super-fofos juntos. Mas, como essa é uma série onde nada dura pra sempre Daryl e Beth acabaram se separando. A boa noticia é que ela continua viva, a má é que não sabemos por quanto tempo. Além disso, Daryl está devastado, não só por a ter perdido, mas também por não ter noção de quem é levou, chegou ao ponto dele simplesmente desistir, até que foi encontrado pelo grupo que esbarrou  com o Rick uns episódios atrás. O líder deles parece meio insano. Definitivamente eu fui com a cara dele. Há quem acredite que a Beth esteja com os canibais, eu não sei, mas pelo que eu andei lendo, definitivamente ela está em maus lençóis. Só nos resta esperar a season finale que se aproxima e ver como as coisas ficarão.


(Quem não amou essa cena?)

Mas nem só de Daryl e Beth viveu Alone. Nesse episódio, podemos ver como Maggie e seu grupo tem passado, ela ainda continua atrás do Glenn e é bem provável que eles se encontrem já que ele também viu o panfleto que convida a todos para ir ao Terminus. Só eu estou com a Sacha? Isso é bom demais pra ser verdade. Enfim, esse grupo foi responsável por um dos plots mais tenebrosos da temporada, se walkers sozinhos já são assustadores imaginem walkers na neblina ou vice-versa. Eu não conseguia respirar, pena que demorou tão pouco.Mas, por sorte, e pela Sacha também, eles conseguiram escapar, a Maggie bem que tentou deixar a Sacha e o Bob pra trás (eu não falei que aprenderia o nome dele?) para trás, isso por acreditar que não poderia exigir que eles sacrificassem suas vidas por ela e sua busca, mas no fim eles acabaram reunidos novamente e além do Glenn eles estão com esperanças de reencontrarem o Tyreese. Algo que não é impossível de acontecer.


Já o episódio 14 (The Grover) foi de partir o coração, tipo nem sou tão sentimental assim, mas estou de coração partido agora (duas vezes, já que Daryl e Beth também fizeram isso comigo). Eu já sabia que a Mika morreria, infestaram o meu facebook de spoilers, mas cara, ainda assim eu não estava preparado. Não pra isso, eles me obrigaram a amá-la nesses 43 minutos e quando eu estava amando eles a tiraram de mim. Mas, deixando o momento depressão de lado e deixa eu comentar o episódio. Como a série esta acompanhando os grupos nessa segunda parte da temporada, e o grupo da Carol estava uns dias sumido, esse episódio foi todo dedicado a ele. 



O episódio todo é um ensaio, nos preparando pra o desfecho final. De longe foi um dos episódios mais sombrios de toda as temporadas, ainda mais pra nós aqui do Brasil, onde o ministério publico não permite que crianças sejam vilões sequer de novelas, de uma série de terror, empunhando uma arma, matando errantes e pessoas então. Isso nunca aconteceria, somos moralistas demais. Mas esse nem é o foco. Fato é que tivemos de nos despedir das irmãs e sério, é uma pena eu realmente gostava delas, sim, delas, a Lizzie era estremamento doentia, mas ainda assim eu não consigo odiá-la por isso. Sem contar que a atriz que fez a personagem esta de parabéns.


Sempre ficou claro que ela preferiria os walkers aos humanos. Tanto que a Carol fez questão de ressaltar isso, a Lizzie simplesmente não conseguia ver como eles realmente eram, pra ela era apenas uma doença. Tanto que quando a Carol mata a errante ela se desespera. E na metade do episódio já dava pra perceber que ela preferia ter uma irmã errante do que uma irmã que mata errante. Ela só precisou de um tempo livre pra colocar o plano em prática e por pouco ela não faz o mesmo com a Judith ("Não se preocupem, ela vai voltar, eu não danifiquei o cérebro", morri nessa hora).



Estava lendo no fórum dos fãs e tem alguns revoltados com a atitude da Carol em matar a Lizzie, dizem que estamos deturpando a realidade e permitindo atrocidades. Eu prefiro interpretar os acontecimentos de lá, no mundo a que eles pertencem e não trazer para a minha realidade, diante disso eu só tem uma coisa que eu faria diferente da Carol. Eu deixaria a Lizzie pra Mika comer, ela não queria tanto se socializar, nada melhor do que a criatura destruindo o criador, porra até agora eu me pergunto como alguém ter coragem de matar alguém como a Mika sacas? Ela era doce, inteligente e sabia correr, tipo ela e a Rue de Jogos Vorazes juntas me fariam jorrar rios de lágrimas. É, estou emotivo. 


Eu achava que o Tyreese não descobriria a verdade sobre a Karen, mas depois que matou a Lizzie a Carol abriu o jogo e ele a perdoou. Ele foi tão sábio nessa hora, tipo em todo esse caos alguém ainda consegue dizer coisas interessantes e concordo com ele, a Carol já vai sofrer muito sozinha. Ah! Ela deve pirar depois dessa, já que segundo o que eu li ela comete suicídio na HQ, além de perder a Mica, matar a Lizzieter o perdão do Tyreese é demais pra qualquer ser humano, também aposto no suicídio. Até porque acho que a relevância dela pra história acabou, ela não merece viver pra cuidar da Judith.

Obs:


  • Sacha e Bob. É bom vê que amor floresce mesmo em meio ao caos.
  • Mika </3
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
5 Comentários

Comentário(s)

5 comentários:

  1. Eu acharia que aguentaria de tudo depois que assistir a Andréa, e o Harshel morrer, mas não conseguir conter as lagrimas quando vi a Carol falando " Olhe para as flores, só olhe para as flores" aquele cena foi deprimente.

    Só lembrei da Rue naquele momento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A melhor parte, na minha opinião, foi a do Tyreese perdoando a Carol.
      Rue, nunca consegui me recuperar totalmente.

      Excluir
  2. gente, a judith tá viva? pq no final, quando a carol e o tyreese vão embora, eu n vi a bebê '-' só se esconderam ela numa sacola e.e

    ResponderExcluir
  3. parabenizando este incrivel novo site que descobri- tudo aqui é mto bom .
    qto ao ep da morte das meninas - bem - vamos ler os hqs .. elas nao existem neles tbm .
    e a morte delas com um ep a parte é triste . porem é um dos ep mais bonitos tbm pq ha algo singelo ali . como a vida é curta - ate mesmo para uma criança . como ha beleza na morte e tbm como apesar de tudo ate mesmo a morte e polemica .
    e se a lizzie vivesse como ela viveria ? alguem se perguntou sobre isso ?
    em um mundo como o deles em que a morte é mais certa que a vida pq nos preocupamos tanto com quem morre ?

    ResponderExcluir