quarta-feira, 5 de março de 2014

[Crítica] The Tomorrow People - 1x14: Brother's Keeper


Good night, little brother.

Review:
(Spoilers abaixo)

Oie. Antes de começarmos a falar de Brother's Keeper, vamos comentar algo muito importante? Como todos sabem, a CW já anunciou as renovações de algumas séries. Mas The Tomorrow People ainda não teve sua segunda temporada confirmada e está na corda bamba, ao lado de Hart of Dixie e The Carrie Diaries. Vale lembrar que Reign também é estreante, mas conseguiu se manter por mais um ano. Então, cruzem os dedos e torçam para que a série consiga o mesmo feito de Mary e cia.

Agora sobre o episódio, eu confesso que não gostei muito. Foi um bom episódio e isso é um ponto positivo para TTP, pois a cada semana, a trama não declina e bons episódios são apresentados, mas esse não superou o anterior ao hiatus. Depois daquele cliffhanger da Marla no 1x13, deveríamos começar falando sobre ela, né? É devíamos, mas não foi acrescentado aqui sobre os poderes dela. Só que ela se preocupa com os filhos - o que é de quase todas as mães do mundo -, que sabe controlá-los e que Roger está no limbo (e essa cena foi tão zzzZzzz que nem deu pra ficar chocado). Foi broxante não terem dado mais explicações, mas acredito que isso vai acontecer no futuro, em uma conversa com os filhos.

Mas se a vida de tomorrow de Marla não está lá essas coisas, a sua pessoal pode mudar em breve, já que John está abrigado em sua causa. Uns acham que vai rolar, outros não... mas que o John tá se superando, isso ele tá. Foi a Cara, depois conversas com Morgan e Astrid, e agora, Marla. Coitado do Steph, já perdeu sua paixão platônica, a amiga (?) e a mãe (??) para o amigo. Ok, vou parar de falar deles, afinal nem sabemos se vai acontecer algo com alguma das três (Team Astrid, porque sou desses).

O que eu realmente gostei no episódio foi o plot dos gêmeos e as cenas de Steph e Hillary. É incrível como em séries e novelas, sempre tem o gêmeo bom e o mau. Paulina e Paola; e Siobhan e Bridget são bons exemplos. Mas aqui foi uma enrolada doida e no fim, Nathan não tinha inveja de Miley Cyrus, ele só queria salvar o irmão e a si mesmo. Mas o plano deu errado e Nathan foi morto. É de ficar com raiva de um banana como o Cy tem poderes e não usa para algo útil. Ele foi embora e tomara que não volte para a série.

Como eu disse no parágrafo acima, shippei a parceria do Steph e da Hillary. Tá certo que ela é egocêntrica, mas sempre que eles estão juntos, as cenas são bem legais. Mesmo achando que não deve acontecer, nem preciso dizer que torço para que eles se envolvam, né? E vocês devem estar se perguntando ''Mas ele não shippava o Steph com a Cara?''. É shippava, mas a Cara está cada vez mais chata e mereceu aquele fora do John. Porém, ela também sambou ao justificar que se tivesse outra chance, o Jed também iria matá-la. É matar ou morrer, como ele mesmo disse pro John, ao tentar matá-lo (!) no 1x04. Se o John não gostou da decisão da ex, que se foda e espere o Jed ou a Ultra matá-lo.

Falando no nosso tio favorito (sqn), ele tá dando uma de cientista e tentou passar os poderes de um irmão para o outro. Mas como não conseguiu, decidiu usar a experiência em si mesmo e em Roger. Quem ficou chocado com a descoberta de que o corpo de Roger está sob poder do irmão? É, ninguém! Isso já era mais do que certeza. Agora é torcer para que o Steph ache o pai antes dele perder os poderes. E foi isso que rolou. Até o próximo episódio, onde teremos a volta de um conhecido:

Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário