quarta-feira, 5 de março de 2014

[Crítica] Teen Wolf - 3x21: The Fox and the Wolf


A jovem raposa sempre conhece as regras para que possa quebrá-las.

Review:
(Spoilers Abaixo) 

Poucas pessoas devem saber o quanto é difícil fazer resenhas semanais de uma série que você adora. Podemos estar a mil por hora, cheios de teorias para compartilhar, do mesmo jeito que podemos ser escravos do bloqueio criativo. Fiquei pensando por algumas horas no que deveria dizer para iniciar nossa análise, até que lembrei de uma citação filosófica que pode anular a necessidade de outras palavras. “Só sei que nada sei” – Era o que Sócrates costumava dizer. Já tive várias oportunidades de usar esta mesma frase em um diálogo explicativo, mas só agora ela fez completo sentido.

“Só sei que nada sei” é exatamente como eu me sinto a respeito deste episódio. “Só sei que nada sei” é o que eu penso quando imagino que faltam apenas três episódios pra toda essa loucura terminar. Isso não quer dizer que estou tendo dificuldades para compreender o objetivo da temporada. Quer dizer que estou bastante dividido, e já não posso afirmar se estou gostando dessa viagem ou se estou detestando. É claro que não estou detestando, mas isso se torna um grande problema quando percebo que não estou gostando o suficiente.

Há algumas semanas eu disse que era impossível parar a história e dar algumas explicações, mas nossos roteiristas decidiram fazer exatamente o contrário. Estacionaram toda a evolução do arco principal para termos uma noite de historinha com a Vovó Noshiko. Sem Stiles, sem conflitos, sem dinâmica. Apenas um flashback que durou o episódio inteiro e deixou todos os fãs se perguntando onde estava o êxtase de final de temporada. Isso não é totalmente ruim, considerando a necessidade de uma explicação para os fatos. Mas não deixa de ser um grande desperdício dedicar quarenta minutos APENAS para isso. 
A história aconteceu mais ou menos dessa maneira. Noshiko, junto de seu povo, foram levados a um campo de concentração chamado Oak Creek enquanto acontecia a segunda guerra mundial. Foi lá que descobriu o amor (Com quase 900 anos de idade!) ao lado de um soldado, mas também foi o lugar onde uma grande tragédia aconteceu. Com a ajuda de alguns soldados, o médico do local estava vendendo remédios no mercado negro, deixando a comunidade de nipo-americanos a mercê de uma epidemia de pneumonia. Esta descoberta foi o que levou todos os prejudicados a lutarem por seus direitos, mesmo que precisassem olhar a morte bem de perto.

Para muitos, foi exatamente o que aconteceu. Mas outros não tiveram a sorte de ter paz. O namorado de Noshiko, por exemplo, foi queimado vivo por uma lobisomem do campo de concentração e ficou dias agonizando antes de morrer. É importante lembrar disso porque o boy magia que muitos de vocês gostaram não representou apenas o namorado da Noshiko, representou também o próprio Nogitsune vida loka que está dentro do nosso Stiles. Parece que um Kitsune tem o poder de invocar outros Kitsunes com a ajuda de seus ancestrais, e estando ali, a beira da morte, Noshiko permitiu que o Nogitsune aparecesse para se vingar antes que ela fosse queimada junto de todos os outros corpos. Ela só não contava que o danadinho possuísse seu namorado queimado e enfaixado ao invés dela mesma.
Então, acho que seria hipocrisia se disséssemos que essa história não convenceu. Os roteiristas estão de parabéns pela sua originalidade e a fotografia perfeita, assim como todos os atores que ajudaram a dar vida no passado de Noshiko. O problema foi ter dedicado quarenta minutos só pra isso. As poucas cenas em que os outros personagens apareceram foram todas inúteis, assim como as reações previsíveis do Scott e da Kira ao ouvirem a história. Então, será que era tão difícil resumir a historinha e continuar de maneira fiel a proposta da série? Por isso eu entendo quando alguém diz que não gostou deste episódio, porque realmente, para quem está acostumado com a dinâmica impecável de Teen Wolf, deve ter sido como um balde de água fria.

Pelo menos agora entendemos como o circo começou a pegar fogo. O campo de concentração, o namorado possuído, a aliança entre a raposa e o lobo para vencer o mal, e claro, como o espírito maligno conseguiu voltar depois de todos esses anos. Não foi só porque Stiles, Scott e Allison abriram uma porta em suas mentes. Foi porque o Nemeton – o loca escolhido por Noshiko para aprisionar o Nogitsune – foi destruído. Então, com sua prisão destruída e uma mente cheia de escuridão a vista, só podia mesmo terminar em mais uma possessão gostosinha. Será que agora a série pode continuar, por obséquio? Ou será que vamos ter que chamar a Tia Darach pra dar uma movimentada? Qualquer coisa enviem a palavra “Pacto” para 666 e quem sabe obtemos respostas.

Lose Your Mind:


- Parrish, você deveria dar seu ar da graça toda semana por causa dos nossos motivos que não podemos mencionar no horário nobre.

- O abraço da Allison com o Papa Stilinski foi aquele abraço, né? Espero que ele comece a ser a família dela do mesmo jeito que Melissa é a família do Stiles.

- Só acho que a Noshiko deveria se sacrificar para exorcizar o Nogitsune, já que foi ela quem acabou com tudo. Olha que depois de 900 anos a gente espera aprender com nossos erros...

- Arden Cho foi simplesmente espetacular interpretando Noshiko no flashback. Essa atriz vai longe, escutem o que eu to falando!


PS: Gostam das minhas análises? Tenho uma página de humor no Facebook repleta de loucuras para homenagear o unvierso de Teen Wolf. Vocês podem acessá-la clicando aqui ou na imagem abaixo.
https://www.facebook.com/BeaconFailsHigh
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
4 Comentários

Comentário(s)

4 comentários:

  1. Eu achei bacana eles deixarem o arco central um pouco de lado, e focar nas origens do NOGITSUNE, que está no STYLES.

    A série precisava disso, depois de toda essa "loucura".

    As origens do NOGITSUNE foram explicadas de uma forma firme, genial, e sem furos, como de costume.

    PARABÉNS a essa série que evolui, e amadurece cada vez mais.

    E nessa reta final, é impossível saber o que vai rolar, pois tudo pode acontecer.

    "UM HERÓI VAI CAIR"! QUEM SERÁ?

    ResponderExcluir
  2. Eu não ia ver o ep essa semana, mas vícios são vícios, eu meio que gostei, gosto de flash back e o período da Segunda Guerra Mundial é o meu período histórico favorito, ele sempre é mostrado com foco nos alemães e tals, esse ep lembrou que os EUA (USA) também cometeram atrocidades.
    Enfim, passei o episódio todo esperando o episódio começar e ele começou na hora que acabou.
    Ps: Sócrates é foda mais prefiro Platão e seus dois mundos :PPPPP

    ResponderExcluir
  3. Amo essa série e é de longe minha favorita. Mas algo está me preocupando muito nesta segunda parte da 3ª Temporada, estão trazendo muitos atores sarados, gatinhos e blá blá blá tentando aumentar o ibope. E isto está deixando de lado personagens MUITO bons, como o treinador, o pai da Alisson (não lembro o nome dele), a Lydia e até os próprios lobisomens da série, como o Isaac e o Derek estão sendo colocados pra escanteio nesta nova fase onde só surgem personagens novos, arcos narrativos desnecessários e beeem confusos. Tanto que foi desperdiçado um episódio inteirinho com mais 327 atores novos pra explicar essa bagunça. Eu já passei por isso e tive que abandonar uma de minhas séries favoritas que era Pretty Little Liars por causa dessa perda de foco!!!!

    ResponderExcluir
  4. Caramba! Noshiko é mais velha que a Katherine!

    ResponderExcluir