sexta-feira, 21 de março de 2014

[Crítica] Revenge - 3x14/15: Payback / Struggle


"Eu vou matar todos eles."

Review:
(Spoilers Abaixo)

Depois de amargar uma audiência morna em suas últimas exibições, Revenge finalmente retorna de seu longo hiatus em alta. Sendo exibida em um novo horário - mais tarde -, a série conseguiu recuperar grande parte dos seus números de outrora. Eu tenho um caso de amor e ódio com essa série. Amei a primeira temporada, mas dormi lindamente na segunda. Essa terceira deixou a trama iniciada no segundo ano de lado e se concentrou no que todos queremos: Intrigas, conflitos e reviravoltas. A primeira parte desse terceiro certamente sambou na cara de todos.

Cada semana era um espetáculo novo protagonizado pela Emily e Victoria. E eu simplesmente não conseguia entender porque a audiência estava tão ruim se a série estava em seu melhor. Ironicamente, achei esses dois episódios de retorno bastante mornos, o que até justificaria a audiência baixa. Espero que os roteiristas consigam levantar a trama novamente, porque as coisas estão muito paradas na última semana. Já tivemos que engolir a perda de memória clichê da protagonista, e agora seus lapsos de consciência. Poderia render alguma coisa interessante se apresentasse uma ameaça real à identidade da nossa anti heroína, mas o motivo do seu estado foi muito broxante.

Depois de estar entre os Graysons, Emily percebeu que, na verdade, culpa o seu próprio pai. Como assim, Brasil? Queria algo mais explosivo. Lembro que fiquei empolgado quando vi na promo que a Emily afirmava "Eu vou matar todos eles", e considerando que ela estava mesmo fora de si, essa ameaça poderia ter resultado em algo mais tenso. Mas, como sempre, o Aiden veio ao resgate e colocou um pouco mais de juízo na cabeça da Emily. Detesto essa história de politicamente certo. Os Grayson fazem o que querem, e é por isso que eles, apesar de balançarem, estão sempre em pé.

Fico me perguntando por quanto tempo a série ainda poderá se manter. Seria lamentável se ela enrolasse diversas temporadas para uma conclusão real. Convenhamos que a jornada da Emily já parece ter passado da metade. Sua relação com os inimigos está abalada além do reparo, o que garante ao enredo confrontos mais diretos e cretinos, especialmente entre a Emily e o Daniel. Gostaria de ver um pouco mais deles dois. Agora que estão claramente um contra o outro, está muito mais divertido de acompanhar suas cenas juntos. Estou apenas aguardando o momento que o Daniel assumirá o cargo de vilão principal da série.

Porque é justamente isso que essa série está precisando, alguém odiável e quebrado pelas pessoas ao seu redor. Victoria nunca será a grande vilã, apesar de suas atitudes, porque ela divide o posto de protagonista da série com a Emily. O roteiro sempre faz o seu melhor na hora de dar destaque a ela. Como nesses dois últimos episódios, em que sua relação com o Patrick foi muito interessante de se acompanhar. Tivemos até um momento sincero entre ele e o Nolan. Apesar de tudo isso, a cena que mais me chamou atenção foi a compartilhada entre o Nolan e a Victoria. Algo muito rápido e inesperado, um momento de compreensão mútua. Uma trégua nessa guerra, porque os dois perderam alguém que gostava muito.

Bem, por último só quero alertar que a série continua abandonada no blog. Apesar das minhas críticas, estou sem tempo para assumi-las oficialmente e só estou preenchendo buracos da grade enquanto não encontro ninguém. Então se vocês querem assumir as reviews semanais, basta mandar sua crítica de um episódio recente para o meu e-mail (nefferson_2@hotmail.com). Vale lembrar que busco textos de caráter críticos, e não meros resumos dos episódios. Boa sorte!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. realmente uma pena vocês não terem conseguido alguém para fazerem as resenhas, a série é realmente muito boa e não merecia isso!

    ResponderExcluir