sexta-feira, 28 de março de 2014

[Crítica] Once Upon a Time - 3x14: The Tower


É sempre difícil encarar os próprios medos.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Depois de ter apresentado dois episódios excelentes desde o seu retorno, Once Upon a Time nos entrega um episódio morno, muito abaixo das nossas expectativas. O que eu mais gosto na série é a forma como os roteiristas conseguem conectar diferentes tramas dentro de uma mesma trama. Por diversas vezes eles façam essa mistura de forma eficiente - como foi a introdução da Ariel -, mas em outras, eles pisam na própria criatividade. Esse foi o caso de Rapunzel, que apesar de ser uma das grandes princesas da Disney, não deve qualquer destaque na série.

Até agora não entendi porque escolheram introduzir a personagem justamente para dar apoio a essa trama tão vazia. E tudo isso para a nova vilã da série pegar a essência da coragem do David - algo que remete diretamente ao leão de OZ. Fiquei na expectativa de que o Encantado também virasse um refém dos seus próprios medos. Seria legal e surpreendente se ele tivesse se tornado um verdadeiro medroso. A bruxa poderia ir coletando as maiores características de cada personagem, como ela fez com os amigos da Dorothy no original. Há chances disso acontecer, ainda que não cause o impacto necessário nos personagens que foram "roubados".

A série está muito acostumada a trabalhar suas tramas de forma que dá um destaque especial para um indivíduo específico a cada semana. Em The Tower, ao invés da Rapunzel, o destaque foi para o David. Provavelmente esse é um dos meus principais descontentamentos. Não há qualquer relevância em torno da introdução da Rapunzel. Aconteceu de uma forma gratuita e sem graça, apenas para dar apoio à aventura solo do Encantado. E o pior é que a Rapunzel é mostrada como uma princesa indefesa e não tem coragem nem de enfrentar a si mesma. Estamos cansados de ver personagens sendo completamente reestruturados em uma nova linha narrativa, então ver que os roteiristas pouco mexeram na história da personagem foi decepcionante.

E antes de vocês falarem "preconceito", fiquem sabendo que não tenho nada contra a mudança de raça da personagem. De fato, eu apoio. A nova Rapunzel ficou muito bonita, apesar do seu cabelo não ter garantido um bom cuidado da produção da série. Um bolinho de cabelo - que mais parece um dread grosso - medíocre acabou ainda mais com qualquer chance que a personagem tinha para se destacar. E eu duvido que a veremos novamente. Ao contrário dela, ainda torço para o retorno de Ariel, que está perdida em algum lugar de Storybrooke. Não aguento quando os roteiristas introduzem os personagens e os fazem sumir completamente. Até entendo aqueles atores que entraram em outros projetos, mas esse não é o caso da atriz que interpreta a ex-sereia.

Pelo menos o episódio serviu para nos dar alguns momentos a sois entre o casal preferido dos espectadores, Hook e Emma. É inegável que eles têm uma química enorme, e certamente salvaram o episódio de ser uma perda de tempo total. Já quero mais deles dois nas próximas semanas, e estou torcendo para saber o que aconteceu com o Hook nesse ano que se passou. Sinto que temos boas histórias pela frente. Só nos resta torcer que a qualidade suba no próximo, porque esse me deixou de saco cheio. Encantado se mostrou extremamente fraco em carregar uma trama sozinho.

Por fim, destaco as diversões homenagens ao filme do mágico de Oz original. Temos a casa da fazenda e até mesma a bicicleta que a Dorothy vê passando pela janela no tornado. Certamente fez a diferença para os fãs do filme. A grande questão daqui para frente é saber que a Bruxá Má irá roubar algo de mais alguém. Minha intuição diz que sim. E onde diabos aquela maluca colocou o Rumpels? Pelo menos agora nossos heróis sabem que ele está vivo. Mal posso esperar para ver um reencontro entre ele e a Bela. Sabe como é, amor de vilões é muito mais interessante de se acompanhar.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Porque o blog parou de fazer as reviews de Once Upon a Time? É simplesmente uma falta de respeito, tanto com os fãs da série como com os que acessam o blog procurando críticas novas, tanto em OUAT como em outras séries que sempre atrasam.

    Se não conseguem dar conta de tantas séries no blog, não se comprometam.

    ResponderExcluir