terça-feira, 18 de março de 2014

[Crítica] Hannibal - 2x03: Hassum


A justiça não é só cega, mas também irracional e impiedosa.

Review:
(Spoilers abaixo)

Mais um episódio de Hannibal. Mais um episódio excelente. Mais um episódio para deixar os nervos à flor da pele.

Terceiro episódio da temporada, mas o clima é de season finale. Cada vez mais, ganhamos provas e mais provas de que Hannibal é uma das melhores séries da atualidade, não só pela sua irreverente qualidade artística, como também pela sua incrível capacidade de renovação, que não deixa o enredo cair no costumeiro “mais do mesmo”.

O tão aguardado julgamento de Will começa a ser realizado. De um lado, as testemunhas de acusação, como o Dr. Chilton e a sempre simpática – ou talvez não tanto - Freddie Lounds; do outro, as testemunhas de defesa, como Jack e Dra. Alana Bloom, que acabou sendo substituída por ninguém menos que Dr. Lecter.

A acusação era quase tida como certa, e o destino de Will seria a cadeira elétrica, isso se não acontecessem outros assassinatos envolvendo um oficial de justiça e o próprio juiz, que acabaram confundindo toda a investigação. Esses assassinatos levam a crer que há um imitador de Will à solta, ou simplesmente, o verdadeiro autor dos crimes que na qual Will está sendo julgado injustamente.

Como resultado de toda essa confusão, o julgamento acabou sendo cancelado. Com isso, fico com receio de que comecem a enrolar nos próximos episódios, iniciando um vai e vem que não levará a lugar algum... mas espero realmente que isso não aconteça, pois seria péssimo para a imagem da série, que até agora, não errou em praticamente nada.

Uma coisa que vale a pena destacar é a arte plástica dos assassinatos, que a cada episódio, fica mais aterradora e deslumbrante. O jeito que o corpo do juiz ficou e foi exposto no tribunal, foi de deixar qualquer um de queixo caído. Aliás, essa é uma marca da série, que apesar de não ter um conteúdo sexualmente explícito, não economiza no choque e na arte dos assassinatos.

Nas próximas semanas, teremos a tão esperada chegada dos personagens Mason e Margot Verger, que prometem agitar ainda mais a série. Na adaptação cinematográfica, Mason foi interpretado pelo irreconhecível Gary Oldman, agora, o ator escalado para o papel foi Michael Pitt, assim como Katharine Isabelle, para Margot. Tais chegadas elevam nossas expectativas às alturas, principalmente pelo importante papel que ambos exercerão.

Por fim, como já falei mais de mil vezes, por enquanto, não há muito o que criticar em Hannibal. Não há deslizes, nem nada que renda uma crítica negativa. Nada. E espero que continue assim... ou pensando melhor, uns pequenos deslizes seriam até bons para termos o que falar... Brincadeira!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Hannibal se supera a cada ep, e esse novo imitador que pode ou nao
    ser o Hannibal me deixou muito ansiosa para o que vai acontecer nos proximos eps.
    Estou muito ansiosa pela chegada do Mason-li Hannibal e achei o personagem louco,perturbado e manipulador- e da Margot.
    : )

    ResponderExcluir