segunda-feira, 10 de março de 2014

[Crítica] Hannibal - 2x02: Sakizuki


Olá! Eu amo a sua obra!

Review:
(Spoilers abaixo)

Ok, mais uma vez, Hannibal me deixa sem palavras. A série é tão boa, mas tão boa, que estou quase ficando suspeito demais para criticá-la. Mas não estou errado, pois a competência da produção e do elenco, é de assustar! A cada episódio, a série mostra uma incrível capacidade de renovação, principalmente nestes dois primeiros da segunda temporada, que sem ponderar as palavras, estão impecáveis.

Para começar, temos a continuação do “caso da semana” do episódio anterior, que comprova que a proposta da série é bem distinta do que todo mundo pensa. Já sabemos quem é o assassino, aos poucos vamos moldando a sua personalidade e descobrimos qual a sua motivação... mas se já temos tudo isso, o que falta? Nada. A série aproveita desses casos para dar ênfase ao roteiro, de uma maneira simplesmente genial. Tenho a impressão de que esse caso irá moldar toda a temporada.

A tensão esteve presente durante todo o segundo episódio. Desde a fuga do sobrevivente do arranjo de corpos no milharal, à cena final com Dr. Lecter trajando o seu uniforme de plástico.

As menções ao longo do episódio, ou melhor, menções ao longo da série são incríveis. A todo instante fico na expectativa de algo que faça menção aos filmes da franquia, baseados nos livros de Thomas Harris. Já tivemos vários diálogos que comprovam isso, o mais recente foi no episódio anterior, quando Dr. Lecter cita a sua tia. Como não se lembrar de Hannibal Rising? Vale citar também a representação do Wendigo - uma criatura sobrenatural da cultura indígena norte-americana, que representa o canibalismo –, o que cai como uma luva para relacionar Dr. Lecter e os chifres de veado usados pelo assassino no primeiro caso da temporada anterior, que por conseqüência, banhou toda a série.

Na última review, cheguei a citar as minhas dúvidas sobre o futuro da Dra. Du Maurier, e neste episódio temos quase que uma despedida, o que não significa que ela não possa voltar em algum outro episódio. Esperei que algo lhe acontecesse durante todo o episódio, pois a corajosa não só encerrou a sua relação médico-paciente com Dr. Lecter, como também procurou Jack para falar que se sente insegura (não diretamente, mas de uma forma eficaz para um bom entendedor), e como se não bastasse, foi até Will no hospício pra dizer que confia no mesmo. Praticamente um suicídio, não é mesmo? Ainda mais que ela já havia chegado à conclusão de que Hannibal é realmente perigoso. Mas sorte que ela conseguiu sair viva. Sorte mesmo!

As visitas de Will andam cada vez mais, pode-se dizer, animadas. Além da Dr. Du Maurier, ele também recebeu Beverly, que foi consultá-lo mais uma vez, coisa que acabou sendo descoberta por Dr. Lecter e Jack, mas que não lhe rendeu problemas, pois esta acabou recebendo a aprovação de Jack (de uma maneira bem suja, mas recebeu) para continuar a consultá-lo para a resolução dos casos. Visitas de Dr. Lecter e Dra. Bloom já são de praxe, portanto, a novidade da vez foi Kade Prurnell, uma espécie de supervisora do FBI, que quer a condenação de Will a todo custo.

Mesmo com a óbvia inversão de papeis, em que Dr. Lecter começa a ajudar o FBI nas investigações, e Will, entra no jogo da manipulação, parece que há sempre aquele “escape”, pois Dr. Lecter meio que atrapalha tudo e não pensa duas vezes antes de matar o assassino e cortar a sua perna para preparar um ossobuco, confundindo a investigação... e Will, sempre dá seus palpites certeiros e ajuda nos rumos da investigação, mesmo estando internado. É para se chocar com tamanha genialidade.

Agora só falta esperar o próximo excelente episódio que está por vir, para sabermos quais os rumos que a história irá ganhar. Confesso que estou bastante ansioso para o julgamento de Will, e de como esse “novo Will”, que se mostra tão frio e calculista quanto seu inimigo, irá se virar para provar a sua inocência; e ansioso também para o tal evento que culminará na primeira cena do episódio anterior, ou seja, a luta entre Dr. Lecter e Jack. Enfim, é isso!

Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
2 Comentários

Comentário(s)

2 comentários:

  1. Eu fiquei com medo o episodio inteiro que a Dra. Bedelia morresse! Mas com certeza ela teve muita sorte por se livrar do Hannibal. Estou ansioso pela chegada do Mason e da Margot, espero que não demore.

    ResponderExcluir
  2. O 3º episódio ficou ainda mais incrível!!!

    ResponderExcluir