sábado, 15 de março de 2014

[Crítica] Glee - 5x11: City Of Angels


Ponto final.

Review:
(Spoilers Abaixo)

"Estão transformando a sala do coral em um laboratório de informática ou algo assim, e a Sue não está desistindo dessa vez.". Foi com essa frase que meu coração se partiu. Palmas para Glee, palmas para o elenco, palmas para os roteiristas. Olha, ainda bem que fugi dos spoilers da série - na verdade, ando tanto na correria que nem tempo de ver spoilers eu tenho - e vi esse episódio sem saber nada sobre ele, e que coisa linda que vi. Há tempos a série não me emociona desse jeito.

Mas o fato é, esse episódio não foi - nem de longe - tão bom quanto os dois anteriores, mas foi um episódio necessário. Os roteiristas apelaram baixo, homenagear o Finn do jeito que homenagearam, isso deu um up enorme na qualidade do episódio. Afinal, ninguém se importa se Marley vai sair ou não do Glee Club (até porquê, agora não vai ter mais mesmo) ou com quem ela vai ficar, muito menos se Ryder e Jake voltarão a ser amigos. E ver como Mercedes ficou "quase-famosa", foi no mínimo aleatório. A verdade é que mesmo morto, Finn salvou o episódio e o tornou memorável. 

Como eu já disse, esse episódio pode não ter sido perfeito, mas foi extremamente necessário. É o fim de uma era e ainda não consigo lidar com o fato de que a série está mesmo caminhando para seu final. Mas enfim, como eu ia dizendo, perder a Nationals é parte do processo de evolução da história. Evolução essa que era necessária há muito. Me pergunto porquê não seguiram esse caminho antes, tentar essa coisa meio Malhação de colocar um novo núcleo dificilmente dá certo. 

A perda do New Directions, como eu previ na review passada, era meio óbvia. Mas depois de ver os outros dois grupos que se apresentaram, achei que o ND - mesmo com aquelas performances duvidosas, mereciam ter ganho. Gente, o que aconteceu com a escolha musical do Will? Escolheu as músicas mais ruins e chatas possíveis. Convenhamos, Finn podia ter um gosto musical melhor. Mas a homenagem valeu a pena, fui totalmente surpreendido com tanto enfoque em homenageá-lo. Sam levantando as baquetas no final foi heartbreaker total. 

Trazer Caroline e Burt de volta foi digno, e achei bacana darem essa importância pros dois personagens. Ambos mereciam ter um final, e achei bacana a série lembrar disso. Não creio que os dois personagens voltarão tão cedo, agora que o núcleo de Ohio vai ser largado as traças. Outros que (apesar dos pesares) mereciam ter seus finais, são os membros novatos, achei legal colocar as dúvidas na Marley e Mercedones dando aquela guiada espiritual. Sobre o bromance de Ryder e Jake podia virar um romance mesmo, porque a cena que o Ryder entra e o Jake tá lá deitado sem camisa foi muito começo de pornô. 

Sue está divando desde que a série voltou do hiatus, adorei o discurso que ela deu sobre o fim do glee club na escola. E o pior, não tem como não dizer que ela estava completamente certa. E a notícia chegando em Nova York? A cara da Rachel, da Santana e do Kurt destruiu minha vida. É inegável que estou matando e morrendo pelos próximos dois episódios, a volta de todos vai ser tão lindo. 

Performance da Semana - I Still Haven't Found What I'm Looking For 
(Tina, Artie, Blaine e Sam)


Vale A Pena Ver De Novo - Nationals Medley (3x21: Nationals)
(New Directions)

Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
2 Comentários

Comentário(s)

2 comentários:

  1. Esse eps. é aqueles que vc percebe pq não desistiu ainda. A volta do hiatos tá sendo realmente sensacional e esse não foi diferente. Saber que realmente tá acabando corta o coração. A última performance eu chorei e foi linda demais, tbm achei que eles iriam ganhar, Tina qdo canta, encanta mtoooo. Sam depois do Finn são minhas musicas mais baixadas, canta mtooo.
    Eles terem perdidos é o que vai fazer eles voltaram pra escola e mostrar pra Sue que não pode acabar, mesmo nos, que assistimos, já sabemos que não perceba nenhum interesse em mais nada ali. Os novatos não tiveram liga e são chatos.
    Tô com dó da Tina, não ir pro NY com eles não vale.
    Finn é Finn, é meu Gleek favorito, sempre me inspirou e ate hoje não acredito que o ator acabou se matando nas drogas, tenho raiva e dó dele.

    ResponderExcluir
  2. Apesar de ser muito bonita a homenagem do New Directions para o Finn, eu achei merecido o Throat Explosion ganhar.
    Bem... Ricardo, a resposta para a audiência foi que mesmo tendo sido por canal pago, a Season Finale de PLL ganhou do 100. Quem saiu perdendo foi The Originals que ousou competir no horário com as duas séries.

    ResponderExcluir