quarta-feira, 5 de março de 2014

[Crítica] The Following - 2x07: Sacrifice


Então a vida que você vê, é toda pra ele.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Quando eu terminei de vê esse episódio eu lembrei do que uma professora minha falou na sala, acho que semana passado, era algo sobre nossa geração viver menos porque a cada dia temos microinfartos em decorrência do estilo de vida que levamos, das coisas que vemos, tipo, filmes, jogos, séries. Enfim, o que ela quis dizer é que a tensão que isso nos causa afeta nosso coração, não sei se isso é verdade, medicina nem é meu curso, fato é que, sofri vários microinfartos durante esse episódio.

No início do episódio eu cheguei a cogitar se esse seria só um tapa buraco, meio que enrolação, já que ele começou meio morno, ledo engano, o que começou morno foi só esquentando. Pois bem, depois de um papo com o Ryan, no qual ele assumiu que sua vida atualmente é dedicada, única e exclusivamente, ao Joe e que ele, basicamente, vive para matar o seu arqui-inimigo. Depois dessa conversa Max acabou sendo sequestrada por um dos pretendes a pai dos filhos da Lily (quem pode julgá-la por tentar encontrar o amor verdadeiro, não é mesmo?).

E como em TF mentes sãs são raridades o Hunter não poderia ser exceção a regra, o mais legal foi que o filho dele ajuda ele na hora de colher as presas, (eu sei que isso não deveria ser legal, mas a história estava precisando de um psicopata mirim, mesmo que só por alguns minutos). O cara, era conhecido com Hunter porque ele capturava suas presas, prostitutas, e as soltava para caçá-las (Quem gosta de Game of Thrones pode encontrar uma figura bastante parecida por lá, Ramsey Snow-Bolton, ps: nunca o chame de Snow na frente dele).

Enquanto o Ryan, Mick e FBI (tornado-se útil) tentavam localizar o Hunter, O Joe tentava fazer novos amigos, porém às coisas não andam muito fáceis pro lado dele, se antes ele era o líder, agora ele não passa de um seguidor, mas cá entre nós, isso não vai demorar muito tempo. E, como não poderia ser diferente, ele perde Lily e já tem outra mulher na jogada, ela tem um lance mal resolvido com o Joe, mas agora é casada com o Micah. (o líder da nova seita) Ela provavelmente vai ajudar o Joe a roubar o "império" do marido.

Já na parte dos microinfartos entra o fato do Hunter ser aficionado por pele humana e de eu meio que ter desenvolvido algum sentimento pela Max, o órgão que bombei meu sangue anda me traindo ultimamente, então eu temi pela vida dela durante alguns momentos e quando ela finalmente estava sendo salva eu temi pela vida do Mike, mas o Ryan é foda e salvou o dia. Já no lado mal da trama, no ritual de iniciação, a "bruxa" da varinha escolheu a Emma pra ser sacrificada, desde que eles foram para aquele lugar eu sabia que seria a Emma a escolhida e eu quase morri por isso.

Tipo a Emma mandou alguns personagens legais pro andar de cima, e na hora eu fiquei: "porra ele merecia uma morte épica", ao mesmo tempo que eu dizia: "essa é uma morte épica", foi tenso, mas ela não morreu, merda, odeio ser trolado. Conclusão, os roteiristas estão, definitivamente, com pena de matar personagens.

Obs:

Lily, embora não tão presente no episódio, foi quem o movimentou, capturou a Max, matou o pai do Mike e prometeu que os dias do Ryan só vão piorar de agora em diante. Tipo, ela não vai se vingar do Joe também? Cadê a proporcionalidade nisso tudo?

THE FOLLOWING 2X08 PROMO:


Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário