quarta-feira, 26 de março de 2014

[Crítica] The 100 - 1x01: Pilot (Series Premiere)


CW, você é destruidora mesmo. 

Review:
(Spoilers Abaixo)

Choque. Era essa minha expressão vendo esse piloto. Eu lembro, que de todos os trailers que a CW lançou lá no Upfront, The 100 foi o que mais me agradou. E não, isso não quer dizer que eu achava que a série seria boa, eu só achava que dentre os trailers, era a que me parecia menos pior. Então, pedi a review, e aí veio o #boom. Essa série teve um dos melhores pilotos de série teen que já vi. Eu estava completamente no chão enquanto assistia, porque estava bom. Mais que bom. Estava ótimo. Mas não vou me empolgar muito, Deus sabe o quanto geralmente vejo séries com uns pilotos ótimos e os episódios seguintes não tão bons assim.

E isso é exatamente o que pode acontecer com The 100, é justamente o tipo de série que tem um potencial enorme, e o piloto que aborde bem esse potencial, mas que depois se perde no meio do caminho e vira uma série ruim, bem ruim mesmo. A premissa sci-fi adolescente da série é crocantíssima e tem um quê de diferente que adorei. Um grupo de adolescentes problemáticos enviados para serem os primeiros a "repovoar" uma Terra que sofreu 97 anos de influência radioativa? Só poderia dar certo na CW mesmo. 

E tem tudo pra dar certo. Não estou dizendo que esse piloto não teve falhas, teve algumas. Mas não vale a pena fazer mimimi por isso, porque os acertos foram maiores. Foi gostoso de assistir. As falhas não comprometeram, e isso que importa. Efeitos especiais, muito bons - com excessão do veado de duas cabeças. Atuações satisfatórias, notem que eu disse "satisfatórias" e não "ótimas", enfim, achei esse elenco mil vezes melhor que o de Star-Crossed. Roteiro, quase que, impecável. Trilha sonora: tocou Radioactive enquanto eles desembarcaram na Terra. Isso já diz tudo.

já a-m-o essa garota

O grande atrativo do roteiro, foi a divisão de núcleos: os jovens na Terra e os adultos na ARCA, a estação espacial onde os humanos vivem atualmente. Achei que isso trouxe uma dinâmica diferente pra série, o que garante que a série não vai ficar cansativa tão cedo. E essa divisão foi muito bem feita, não ficando corrida ou exagerada, muito pelo contrário, em 45 minutos, tudo que tinha que ter sido mostrado e explicado foi. Aliás, e que 45 minutos, né? Deu pra entender bem a proposta da série. 

Enquanto, na Terra, os jovens agiam como jovens no Ensino Médio. Na ARCA, toda a trama ia criando forma e nos esclarecendo tudo que estava acontecendo de verdade. Adorei todo o clima conspiratório, e acho que isso ainda vai render muito pano pra manga. O que eu gosto em série teen, é que tudo é bem estampado na cara, vilões e mocinhos são bem explícitos nas suas intenções.

Aliás, foi um pouco disso que me irritou. Clarke, a mocinha adolescente, praticamente queria cuidar de tudo e todos, algumas atitudes soaram extremamente exageradas, na tentativa de criar uma simpatia com o público ou qualquer coisa assim. Logicamente, não comprometeu a série, já que depois, os outros personagens começaram a se provar mais normais.

Mas o que me fez cair de quatro - ops - pela série foi a tosquice e a cretinice do episódio piloto. O que dizer de jovens rebeldes que fazem fogueiras pra queimar a única coisa que impedem eles de serem completamente esquecidos e abandonados numa terra hostil e claramente radioativa? O que dizer de "piranhaconda" (não sei quem deu esse nome, porém amei)? E o que falar daquele final crocantissímo em que o nerd já favorito do público é empalado enquanto faz uma comemoração de duas horas por ter conseguido atravessar um rio com um cipó no melhor estilo Tarzan? 

É por essas e outras, que foi gostoso ver esse episódio. Foi divertido, e como eu já venho dizendo nas poucas reviews que ainda faço, uma série tem a obrigação de ser divertida. É isso que nos faz voltar na próxima semana. E pelo visto, voltaremos bastante, porque por mais que tenham erros pra apontar na série, tudo mundo meio que amou The 100. Convenhamos, foi puro samba na cara de quem já tava falando mal, né? E fiquem animados com a audiência, porquê a série recebe o lead-in já ótimo de Arrow, e nesse piloto, conseguiu ter a audiência superior a sua antecessora. Ou seja, palmas para essa crocância total, que pode vir a ser uma Lost adolescente. 

Considerações Radioativas:

- Alguém me explica porquê o povo da ARCA não mandou uma garrafa de água e uma barra de cereal na nave dos cem adolescentes, mas mandou armas de fogo, facas e todo o tipo de coisa pra que os jovens se matassem? 

- E outra os adultos da ARCA são meio burros, né? Será que eles não previram que a primeira coisa que aqueles marginaizinhos fariam ia ser destruir aqueles braceletes aleatórios?

- Aquele nigga, Weeds (?), será que ele percebeu que estavam só arrancando o bracelete dele? Porquê sério, parecia que estava rolando um estupro ali de tanto que ele gritava. 

- E assim, cadê os protagonistas gatos? Porquê aquele Finn mirou num galã e acertou no Caleb de Pretty Little Liars.

Promo Legendado - 1x02: Earth Skills
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
3 Comentários

Comentário(s)

3 comentários:

  1. Respondendo as "Considerações Radioativas" no meu jeito de ver, acho que realmente eles estavam economizando alimentos, afinal ja foi esse o principio de terem os mandado. Sobre o Weeds, ja não gosto dele, mds, chato apenas e quanto aos protagonias, realmente... faltou algum boy bonito, mas em compensação a Octavia (acho que é esse o nome) e a Clarke são bonitas.
    /Hemi

    ResponderExcluir
  2. Acho que não tem ninguém sarado pela impossibilidade de se ficar sarado no espaço, já que lá a racionamento de tudo. Inclusive de oxigênio, achei coerente, mas tem nerds mais bonitos que o protagonista.
    A série me lembra jogos vorazes em alguns momentos...

    ResponderExcluir
  3. Bem, eu curti o piloto pakas... achei muito bom mesmo. Principalmente porque eu curto as séries da CW (Arrow, The Vampire Diaries, The Originals....), então souberam mesclar bem o scifi com a temática adolescente, que é a proposta da série. Vi muitos comentários maldosos e preconceituosos contra a série, mas o fato é q é uma série adolescente e não sei porque esses "pseudocults" assistem uma série abertamente teen esperando algo que não é teen (Vai entender..).

    Mas voltando a falar da série... Gostei da escolha da protagonista. Sim, tem muitas atuações sofríveis, mas a protagonista me agradou. Gostei muito também do núcleo da Arca e temos personagens muito bons em ambos os núcleos, só resta saber se os roteiristas irão saber explorar isso. É esperar pra ver como as coisas vão se desenrolar msm, mas fiquei com vontade de ver mais :)

    ResponderExcluir