sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

[Crítica] Supernatural - 9x13/14: The Purge / Captives


Escolha melhor suas batalhas.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Depois de uma longa pausa, Supernatural está de volta. O mais importante, no entanto, é que a série já foi renovada pela CW, assim como The Vampire Diaries, Reign, The Originals e Arrow. Essas cinco séries atualmente são os maiores hits da emissora. A renovação de Supernatural obviamente não surpreende, considerando seus ótimos números e o fato de ser a mais antiga série do canal que ainda se encontra ativa. Por último, quero destacar minha falta de tempo para manter essa série na grade do blog. Eu adoro assisti-la, mas está ficando cada vez mais difícil de mantê-la. Por este motivo, segue o aviso no último parágrafo caso alguém queira assumir.

Comecemos a falar sobre o décimo terceiro episódio, The Purge. Apesar do título, a trama nada tem a ver com o filme Uma Noite de Crime. Esse episódio foi mais um dos inúmeros fillers (casos semanais independentes) da série. Como tem sido recorrente nos últimos tempos, os casos aleatórios têm apresentado sua parcela de bizarrice trash. The Purge não foi diferente. Mais uma vez, os roteiristas da série têm que se superar para introduzir uma criatura ainda não apresentada. Neste caso, uma que tem um gosto especial por gordura.

Não é a primeira vez que um monstro consegue adaptar suas necessidades no mundo humano. Se você é um monstro fã de gordura, nada melhor do que abrir uma clínica de emagrecimento. Você fica feliz, assim como os clientes. E não seria a primeira vez que a série mostra monstros bonzinhos. Algumas injustiças atrás, os irmãos já concordaram que nem todos merecem ser caçados e mortos. E isso vai ser importante mais para frente, já que o spin-off, Tribes, irá estrear e a grande maioria dos personagens não são humanos. Obviamente estou com um pé atrás, mas será interessante ver Supernatural sob a perspectiva dos "vilões".

Seguindo em frente, temos o décimo quarto episódio, Captives, que flerta levemente com a trama central da temporada. O episódio foi importante para confirmar que o céu está mesmo fechado para negócios. Não só a respeito dos anjos, mas também as almas inocentes, que agora estão presas no véu eterno. Isso aumenta a necessidade de abrir as portas do paraíso mais uma vez, o que deve acontecer até o final dessa temporada. Fico imaginando se, ao final desse problema, o roteiro vai investir novamente nos demônios. Pode parecer repetitivo, mas eu gosto das tramas envolvendo esses monstros dos olhos negros, e estou com saudades deles na trama. A luta pelo inferno tem ficado de lado nas últimas semanas.

O que eu mais gostei do episódio, porém, foi o retorno da mãe do Kevin. Crowley não mentiu quando disse que ela estava viva. Ela, como sempre, foi ótima. Sou fã da personagem desde quando fez sua tatuagem para espantar demônios. É uma pena que não posso dizer o mesmo do retorno do Kevin. Não me levem mal, eu gosto dele, mas esperava algo muito mais profundo, principalmente considerando as circunstâncias de sua morte. Pelo menos no final ele disse o que todos estavam pensando: chega de drama entre irmãos. É uma pena que eles não ouviram. Sam continua um chato total. Imagino que eles só vão superar isso quando o Sam tiver a escolha de salvar ou não o Dean e, ao contrário do que disse, não conseguir permanecer sem ele.

E eu não sei se vocês perceberam, mas o Dean realmente defendeu levemente o Crowley essa semana? Já quero mais cenas entre os dois juntos. Aliás, o Crowley já pode dar as caras novamente na série. Por último, só eu achei que as luzes piscando fosse o retorno da Charlie do mundo de OZ? Fico imaginando quando ela irá retornar. Arrisco dizer que talvez ainda a veremos nessa temporada. Enfim, gente, chegou a hora de passar o meu email (nefferson_2@hotmail.com) e desejar boa sorte para todos aqueles que querem assumir as críticas semanais de Supernatural.

You wanna a hot body? You better work bitch.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário