quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

[Crítica] The Following - 2x04: Family Affair


Família êh! Família ah, Família.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Já devo ter falado isso, mas estou realmente disposto a não ser um cara cri-cri, com essa série, do tipo vou passar a review toda reclamando e tals. Não vou fazer isso. Claro que não vou deixar de falar das coisas que não me agradam, mas também vou buscar o lado positivo e comentar a história, enfim, vamos ao que interessa o episódio foi daqueles que tu ficavas esperando a hora que o bicho ia pegar, ele pegou, mas não foi lá essas coisas.

Tinha falado que a Lily tinha tudo pra ser uma espécie de bitch suprema e tals, só que ela teria que concorrer com a Emma, tudo bem que a Emma não é flor que se cheire, mas a Lily é Alfa, a Emma ainda é Beta, tem muito o que aprender com a veterana, se eu fiquei surpreso por ela ser a mãe dos gêmeos imagina a minha cara quando eu descubro que, tal qual o Joe,  ela também montou um team, só que ao invés de seguidores ela tem filhos. E parece que tem uma queda por gêmeos. 

Dizia eu que, gostaria de saber mais sobre a formação dos gêmeos, no caso Mark e Luke, e ao que parece o visual determina sim um pouco de suas personalidades, poderia se dizer que o Mark é o mais "fraco", por parecer mais sensível, tanto que na cena em que o Luke troca carícias com a mãe o Mark sente uma certa repulsa. Sem contar a paixonite que ele começa a desenvolver com a Emma, isso de longe não é um bom negócio (Jacob que o diga).

Voltando, o Carroll enfim está no meio do jogo, achei até fácil pro personagem se inserir na nova família, bastou a Emma confirmar que era seguro e ele foi correndo em busca dos pretensos novos seguidores. Ainda é ruim pra eu ver o personagem meio sem rumo, era ele, até então, que ditava o ritmo do jogo, tudo fazia parte do seu livro, da sua história, agora ele tem que se encaixar na história dos outros. Enfim, fazer o quê? Só me resta torcer pra que ele tome a coroa. 

Eu me questionava sobre qual o proposito da Lily. Por que contatar o Joe? E isso agora tudo ficou bastante claro, ela é uma matriarca e, na verdade, ela não busca um líder, mas um companheiro, um pai pros "filhos" que ela "gerou" (aqui no referente ao subconsciente, já que todos são adotivos). 

Por fim o Ryan, ele anda tão chato que nem falei dele e só estou me dando conta disso agora, o fato de não pertencer mais o FBI estragou com ele. E desde então o personagem só anda fazendo merda, só pra ter uma ideia, a Giselle não teria fugido se ele tivesse contatado o FBI ao invés de tentar fazer tudo sozinho. Está na hora dele saber que o Joe está vivo, talvez isso melhore o personagem.

Obs:
  • Estou torcendo pela morte da Giselle, acho que isso deixara o Luke ainda mais mortífero.
  • Parece que o Mike encontrou um interesse amoroso.
  • Não entendi o porquê de matarem a Debra e colocarem uma atriz, quase igual, pra fazer um personagem igual ao da falecida. Pelo menos essa está envolvida com uma seguidora, isso a torna mais interessante.

THE FOLLOWING 2X05 PROMO Reflection 


Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário