sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

[Crítica] Bad Meat


Direção: Lulu Jarmen
Ano: 2011
País: Canadá
Duração: 92 minutos
Título original: Bad Meat

Crítica:

Cuidado com o que você come.

Sempre fico desolado quando algo com tremendo potencial sai terrivelmente errado. Esse é o caso de Bad Meat. Mas, para ser sincero, esse filme sequer teve uma chance. A produção começou em 2008, eles gravaram algumas cenas e o orçamento acabou. Nunca se interessou pelo projeto até pouco tempo e tudo foi feito as pressas. Resultado? Um filme obviamente incompleto que só foi lançado porque os atores presentes nele são conhecidos atualmente. Então, em uma chance de ganhar dinheiro, lançaram essa versão retalhada sem a menor preocupação com o que os espectadores iriam achar.

A história gira em torno de um grupo de adolescentes rebeldes que são enviados para um centro de correção no meio do nada. Lá, eles são tratados como lixo e irão aprender que sua atitude delinquente não funciona em todos os lugares. Como se não bastasse o inferno que estavam passando, as coisas piores ainda mais depois que os responsáveis pelo lugar são infectados depois de ingerirem carne estragada, tornando-os em uma espécie de zumbis. Agora, rápidos e mortais, os transformados farão de tudo para provar carne boa mais uma vez, mesmo que seja de sua própria espécie...

O que mais me deixa triste em todo esse drama é ver a enorme quantidade de porcarias que são financiadas todos os dias. Filmes feitos direto para a TV parecem sair do mesmo molde e a ousadia passa longe. Mesmo assim, o financiamento para as produções correm solto. Bad Meat, apesar de não trazer nenhuma inovação, certamente iria agradar os fãs de produções trash. Muita tosqueira e cenas nojentas. É uma pena que o diretor só conseguiu filmar metade do roteiro antes de ficar sem dinheiro. E o pior de tudo é a "solução" que encontraram para "amarrar" a história do filme.

Eu diria que a história por trás dos bastidores é até mais interessante que o próprio filme. Eles certamente deveriam lançar uma espécie de documentário sobre o que aconteceu. Primeiro tivemos o sério problema de dinheiro. E, depois de anos no limbo, finalmente decidiram recuperar os restos mortais do que poderia ter sido um filme muito divertido. Acontece que o material não carecia de um terceiro ato. Segundo entrevistas, os atores declararam que apenas metade do enredo foi gravado. E a segunda metade - a mais interessante - ficou de fora. É por isso que quando as coisas começam a esquentar, o filme acaba de repente.

Como se já não bastasse os buracos pela falta de filmagens, o responsável por juntar tudo simplesmente sambou em todo o material. A edição é feita da maneira mais porca possível. A trilha sonora por diversas vezes não corresponde com o que estamos vendo em tela, e muitos outros problemas. Personagens começam a ser desenvolvidos e, depois de um tempo, desaparecem. De fato, nós nunca vemos ninguém morrendo. Eles simplesmente somem, porque suas mortes não chegaram a ser filmadas. O desfecho então, é uma verdadeira bagunça.

Os produtores acrescentaram uma cena no hospital com o único sobrevivente da história completamente enfaixado e sangrando por toda a parte. As cenas em nada acrescentam à história em geral, então é um erro que elas fiquem intercalando com a ação principal. Nunca sabemos exatamente quem sobrevive - apesar de termos uma ideia -, porque quando o filme acaba, praticamente todos ainda estão vivos. Acredito que os produtores poderiam ter se esforçado muito mais para lançar algo digno. Eles sequer tentaram disfarçar os problemas da produção. É uma pena, como já disse, o filme parecia ter muito potencial.

No final, a única coisa que fica é a curiosidade em saber como o filme poderia ter se saído caso não houvesse problemas de orçamento. Definitivamente gostaria de colocar minhas mãos no script original para saber como o terceiro ato se desenvolveria. Bad Meat não funciona como um filme, mas certamente serve como curiosidade para pessoas que gostam de conferir essas produções fracassadas. O filme ainda tem diversos rostos conhecidos, como Dave Franco (Truque de Mestre, Meu Namorado é um Zumbi), Elisabeth Harnois (Conversando com os Mortos, CSI), Jessica Parker Kennedy (The Secret Circle, Black Sails) e Mark Pellegrino (Supernatural, The Tomorrow People). Passem longe, porque assim como a carne, esse filme também está estragado.


Trailer:

Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Com tantos problemas eles deveriam ter deixado esse filme de lado.

    ResponderExcluir