sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

[Crítica] Looking - 1x02: Looking For Uncut


No céu tem uncut dick? E broxou.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Sabe quando você começa a se animar de fato com uma serie? Foi o que aconteceu comigo enquanto assistia o segundo episódio de Looking! Na página da serie no Facebook os comentários são positivos, e eu estou muito contente. Não posso afirmar nada em relação a audiência, mas espero que esteja satisfatória a ponto de renovar a serie por mais duas temporadas, no mínimo, pois os oito episódios dessa primeira não serão suficientes pra saciar a sede despertada em mim.

A serie começa a mostrar os sentimentos dos personagens, e, aos poucos estamos conhecendo-os de verdade e nos importando com eles. É o caso do Don. Apesar dele ter sido o personagem que mais gostei, para mim ele não passava de um garçom frustrado e com crise de meia idade. Mas com o segundo episódio a minha visão sobre ele mudou. Tudo bem que ele continua um sátiro em busca de sexo - o Grindr não me deixa mentir -, mas isso talvez tenha sido resultado da relação dele com o Ethan. Deu pra entender um pouco do ódio da amiga do Don pelo ex namorado dele. O cara era um viciado que transformou a vida dele num inferno. O Don chegou até mesmo a abrir mão de um grande sonho e 8 mil dólares na tentativa de ajudar o namorado, que simplesmente sumiu e reapareceu depois de oito anos. Por um minuto cheguei a pensar que eles se acertariam, mas fiquei mais feliz pelo Don ter percebido o mal que a relação fez a ele. Espero que esse seja o começo de um novo caminho pra ele, já torço muito pelo personagem.

Augustín continua sua história de onde paramos no Piloto, de mudança para a casa do namorado. Gostei muito disso por que representará uma grande mudança para ele e Paddy, acredito que uma evolução para os dois personagens. Desde o final da faculdade que os amigos moravam juntos, agora é cada um pro seu lado vivendo novas experiências. Como de esperado, a mudança para o apartamento do namorado são só flores, pelo menos de início. Mas eu creio que os conflitos logo vão aparecer. De fato o namorado dele não estava muito confortável com a transa a três, e Augustín não parece ser muito o tipo monogâmico. Se bem que achei muito fofa a atitude dele de pendurar o quadro que o namorado pediu, talvez esse seja o início da evolução do personagem.

O mais fofo do episódio ficou mesmo por conta do Paddy. Gente, como pode alguém ser assim tão fofo? Creio que grande parte dos fãs da série se identificaram com ele, eu fui um deles. É engraçado ver ele na busca de um "pau amigo", se esforçando em ser atirado e tudo mais, quando o personagem é exatamente o contrário. Paddy é o cara pra namorar e coisas casuais não funcionam com ele. Foi muito divertido ver ele tentando embebedar o carinha pra levar ele pra cama, ou então pesquisado sobre pênis não circuncidado. O fato é que mais uma vez ele acabou estragando o encontro e broxando o coitado do latino. Ele acabou passando a impressão errada pro cara, que obviamente queria mais do que sexo, e acabou indo embora. Mas não foi o fim, com certeza eles ainda vão ter uma história juntos, e estou ansioso por isso!

Sem mais, fiquem ligados que o terceiro episódio já saiu! Tipo, tô no chão. Logo mais assisto e posto a review aqui meus amores, até lá! Agora vamos todos comemorar por que teve beijo gay na final da novela. ÊTA GLÓRIA, OU MELHOR, WALCYR!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Sei lá. Não dou mais do que duas temporadas. Fora que sinto vergonha alheia quando o personagem de Jonathan Groff entra em cena. Parece que ele vive tropeçando em público, sabe? A série é divertida, mas ainda espero uma trama, pelo menos nesse inicio para que eu me apegue aos personagens. Esses episódios soltos não me agradaram...
    Tchau!

    ResponderExcluir