sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

[Crítica] Arrow - 2x10: Blast Radius


Mantenha seus amigos perto e seus inimigos mais perto ainda?

Review:
(Spoilers abaixo)

O hiato acabou, para nossa alegria, e a saga do herói de Starling City continua. Como era de se esperar, a série continua no mais alto nível, lembrando que sempre haverá os que discordam. Particularmente, eu estou adorando a forma de conduzir dos roteiristas. Por exemplo, nesse episódio eles continuaram preparando terreno para o vilão da temporada (Blood) e mesmo assim não deixaram de apresentar os vilões aleatórios. Também deram, enfim, significância para a Laurel e o iniciaram do desenvolvimento do Roy como herói. Porém, o episódio não se baseou somente nisso e nem tudo são flores. Sigam por parte:

Em continuação ou simplesmente menção, foi explicado que o Barry está em coma devido ao acidente com o acelerador de partículas e que a Felicity esteve por um tempo em Central City enquanto o Oliver persistia em investigar os motivos e os planos do Cyrus. Há alguns furos nisso, furos como ser óbvio pelos flashbacks que  mirakuru e Slade estão intimamente ligados e que Cyrus e Blood tem um passado em comum. O fato do Oliver deixar passar essas pistas me levam a crer que ele mantém a cabeça ocupada com romance, ou Felicity.

A distração do arqueiro leva a série para outros rumos. Não sei dizer se gosto desse clima sem fim entre Olicity. Não me julgue! Eu gosto do casal, mas insistir em algo que tem mais chances de não acontecer é um caminho difícil para os fãs. Além de deixar de priorizar a história original. De qualquer forma, quem aproveitou as lacunas não investigadas pelo Oliver foi a menos chata Laurel. Quando todos, inclusive o pai que sempre "ama" os namorados dela, estão vendo apenas o exterior bondoso do vereador ela conseguiu ir além e descobrir a verdadeira face dele.

O inimigo da cidade neste episódio, sinto dizer, foi um tanto mal aproveitado. Suas razões pareciam boas e se tivesse sido conduzida mais profundamente teria durado mais do que um episódio. O que aconteceu durante a caça ao vilão, sem dúvidas, foi mais interessante. Ver o team Arrow em ação nunca vai ser ruim! Aliás, somente quando eles não brigam. Ainda bem que sempre tem um para conciliar os outros dois. Diggle quase faltou dizer "se beiijem" HAHAHA. O atentado à cidade também serviu de fundo para o Roy perceber que está diferente. Afinal é bem óbvio que não foi a adrenalina que salvou a mama Queen.

E na ilha, para quem ainda não tinha certeza: Oliver realmente escolheu a Sara no lugar da Shado. Inaceitável, mas como ninguém nunca morre de verdade ainda tenho um resquício de esperança de que seja mentira. Deu de observar os efeitos do mirakuru no Slade e fazer um paralelo com as ações do Roy. Cada episódio me mostra que é desperdício de imaginação tentar prever o que se passou na ilha. Então aguardo ansiosos pelas novas revelações.

Outros comentários:
- A magreza da Laurel é efeito das drogas?
- Acredito mais na mãe do Blood do que nele!
- Não Oliver! Faz acordo com o diabo não...

Deixo meus beijos e a promo legendada do próximo episódio:


Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Eu acho que a Laurel vai acabar sendo pega pelo Sebastian,e ele vai injetar nela o mirakuru - com aprovação do Slade,após ele saber que Oliver gosta dela,e seu parentesco com a Sara. Só que de uma maneira inexplicável,além da agilidade aumentada,ela acaba tendo o grito sônico,e começa a atuar com uma Canário Negro(a irmã dela é só conhecida como 'Canário'. Eu aposto que isso vai acontecer até o final da temporada,e em uma terceira teremos Arqueiro Verde,Canário Negro e Arsenal juntos,está ai a formação da Liga da Justiça de Starling City!

    ResponderExcluir