domingo, 19 de janeiro de 2014

[Crítica] American Horror Story - Coven | 3x11: Protect The Coven


Não se explica arte. Simplesmente, se admira.

Review:
(Spoilers abaixo)

Bem, aqui estou eu escrevendo a minha primeira review para o Meu Mundo Alternativo. Fui convidado pelo Nefferson, a fazer a review de American Horror Story, já que ele anda muito ocupado para isso. Na verdade, eu mesmo me convidei, mas isso não vem ao caso, o que importa é que assumirei as reviews da série a partir de agora.

A princípio, o que está acontecendo com American Horror Story? Desculpem-me os admiradores da temporada, mas eu não consigo achar tudo lindo e falar que é a melhor da série, pois não é. Não é justo comparar com as outras temporadas – até mesmo por fazer parte de uma antologia – mas se olharmos para trás e tentarmos nos lembrar do que foi Murder House e Asylum a essa altura do campeonato, vamos ver que muita coisa não está certa. Coven não tem aquela sensação de que o roteiro está sendo resolvido, até mesmo porque, até agora, não senti que o roteiro sequer se desenvolveu direito. Até tive a impressão de que a série estava começando a engrenar lá pelo oitavo episódio, mas como disse, foi só impressão.

Então, o episódio começa com o retorno de Delphine LaLaurie, o que me deixa em uma relação de amor/ódio desde o início. Amor porque Delphine é uma das minhas personagens favoritas da temporada, e fico feliz por ela finalmente estar ganhando destaque depois de ter virado uma cabeça (muito divertida por sinal) e sumir da série sem mais, nem menos. Ódio porque o seu retorno foi uma coisa simplesmente desconexa e por não ter voltado sozinha. Trouxe Queenie junto. Na verdade, foi o contrário, mas tanto faz, pois Queenie era uma personagem interessante, mas com o passar dos episódios acabou perdendo a graça e se tornando repetitiva e forçada, coisa que também aconteceu com Madison.

Fiona e Marie foram um dos pontos positivos do episódio. A cena da luta contra a Corporação foi muito bem feita (mesmo que bem fraca perto da guerra épica que esperávamos) e serviu para dar alguma utilidade para o Axeman, que até agora (assim como todos os homens da temporada) só serviu como figurante. Por falar em Fiona, o que aconteceu com a busca pela imortalidade que tanto vimos no episódio anterior? E o que houve com a Fiona quase humanizada? Vamos relevar todos os furos do plot e aplaudir de pé, pois ver Fiona agindo com o machado foi algo que eu queria há muito tempo, e achava que ficaria só em sonho.

Por fim, nem precisamos comentar de Zoe, não é mesmo? Fico procurando a utilidade da personagem na série e torcendo para que ela de fato não seja a nova Suprema, pois seria a coisa mais cuspida de todos os tempos. Ela começou dando indícios de que seria uma personagem importante, mas logo virou apenas uma dama de companhia para Madison e Nan, quando estas decidiam ir ao hospital ou até mesmo na casa ao lado, visitar o filho da vizinha. E por falar em cuspida, tem coisa mais absurda do que ela descobrindo que foram Fiona e Marie as assassinas de Nan? Logo ela, uma bruxa iniciante, com um feitiço simples na banheira... Chega a ser até injusto, pois Cordelia, para se sentir útil e descobrir algo, teve de arrancar os próprios olhos. Furos e mais furos... E quanto a sua fuga com Kyle no final: que coisa de novela. Tanto drama pra isso? Desnecessário.

Depois de tantos altos e baixos, fico na dúvida se Ryan Murphy vai conseguir, em apenas dois episódios restantes, dar fim a todas as pendências deixadas. Mas sinceramente, torço para que Coven sambe na minha cara e tenha um desfecho genial, assim como o da sua antecessora, mesmo achando difícil, pois a única coisa que realmente chama a atenção ali é a identidade da nova Suprema... Mas também não vale deixar todo o resto sem explicação e falar que é arte, não é mesmo?
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
11 Comentários

Comentário(s)

11 comentários:

  1. Discordo com a Review em quase tudo. Só tirar a parte da Zoe ser uma personagem descartável. O episódio foi um dos melhores, até senti falta de episódios assim, energéticos e desconfortáveis. Os plots mostram bem que o mal não tem origem, mais um motivo para amar AHS. A ambição transforma inimigos em amigos, amigos em inimigos e no fim também espero algo tão bom quanto esse episódio. Com muitas cenas desconfortantes também. Adorei a review, você escreve muito bem. =D

    ResponderExcluir
  2. Esse episódio foi realmente fraco, alias, toda a temporada está fraca, comparando com MH e Asylum essa está sendo de longe a pior. A única personagem que começou interessante foi a Madison mas parece que Ryan, não conseguiu desenvolver bem a personagem, bom acho dificil essa temporada conseguir ser melhor que Asylum, na 2ª temporada apenas 2 episódios deixaram a desejar, já nessa, praticamente todos são descartáveis.

    ResponderExcluir
  3. Sambou. Essa temporada tá um lixo total, bjs pros posers, mas essa é a dura realidade.

    ResponderExcluir
  4. Concordo com a review em 100%

    ResponderExcluir
  5. To começando a me decepcionar com Coven e ao mesmo tempo botando muita expectativa pra esses episódios finais

    ResponderExcluir
  6. Discordo em partes. A serie tem se apresentado de forma fraca e, no seu decorrer, iniciou diversas e pequenas tramas mal formuladas que não foram encerradas, ou seja, hoje a serie é composta por uma gama enorme de incógnitas e poucas respostas.
    Toda essa trama mal construída deságua em forma de ressuscitações que ocorrem como uma troca de roupa. Ora, eu gosto de sofrer pela perda de uma personagem ou de ser surpreendido por tramas bem feitas como a morte de Violet na primeira temporada.
    Quanto a Zoe e ao Kyle (eu realmente gostei da cena) ... A proposta da terceira temporada sempre foi recuperar um pouco do "amor" entre os dois adolescentes tão explorado na primeira temporada. É uma pena que tenha sido tarde de mais.
    Logo, que venham os últimos capítulos, pois no fundo sou uma pessoa otimista

    ResponderExcluir
  7. Respostas
    1. Não seria Neff? hahaah tbm n gostei da critica,mas tudo bem.

      Excluir
  8. Gente '-'
    o povo tá descendo o pau nessa temporada qéisso

    ResponderExcluir
  9. gostei da macumbeira se juntar com a suprema mas aquele final para macumbeiro foi fraco poderiam ter explorado bem melhor efeito como dito anteriormente é uma verdadeira guerra faltou mais isso na série não foi ótimo mas foi no máximo boa

    ResponderExcluir
  10. Discordo Totalmente ! Coven Se Mostrou Otima No Decorrer Dos Episodios, Nunca Na Historia De Um Serie Que Eu Tenha Visto, Me Deixou Com Gás, Para ROER As Unhas, Para O Novo Episodio, Simplesmente Explendido, E AHS Nunca Perde O Samba !

    ResponderExcluir