sábado, 14 de dezembro de 2013

[Crítica] Pânico no Lago 2


Direção: David Flores
Ano: 2007
País: EUA
Duração: 88 minutos
Título original: Lake Placid 2

Crítica:

Tem alguma coisa na água...

Não entrem na água ainda, porque continua não sendo seguro. Depois do primeiro filme ter terminado com a promessa de uma nova geração de crocodilos assassinos, uma sequência não seria um absurdo. Infelizmente, os direitos da franquia caíram nas mãos destruidoras do canal SyFy, que tem a habilidade de fazer filmes de animais assassinos genéricos, estúpidos e baratos. E nesse caso não houve misericórdia! Mesmo o primeiro filme tenha tido um bom retorno e críticas favoráveis, os novos produtores realmente tiveram que se esforçar para entregar o pior da filme da franquia até agora, logo em sua primeira sequência. O lago definitivamente não é mais seguro!

Na história, que segue vários anos após o original, os habitantes da cidade parecem ter esquecido os horrores que aconteceram no lago. Depois da ameaça ter sido eliminada, eles seguiram com suas vidas e o lago voltou a ser um lugar pacífico novamente. Porém, algo mortal ainda espreita abaixo da superfície. Não demora muito para os corpos começarem a ser empilhados novamente, restando ao xerife se juntar com outros especialistas para acabar com essa nova era de terror. Para o seu azar, o seu filho está acampando à beira do lago com seus amigos, e pode acabar percebendo que escolheu o fim de semana errado para sair de casa...

Alguém dê um prêmio para a equipe desse filme! É impressionante como eles se esforçaram para realizar a pior produção possível, porque eu não acredito que alguém realmente tentou fazer o seu devido trabalho nessa sequência. Eu entendo que esse filme foi feito direto para a TV, mas isso não justifica 80% das falhas. O orçamento limitado justifica os efeitos ruins, mas - por incrível que pareça - esse é o menor dos problemas dessa segunda parte. Há tanto coisa irritante que eu sequer sei como começar a enumerá-las. Mas fiquem sabendo desde já, nessa aqui presta.

Essa sequência até tenta seguir algumas coisas apresentadas no primeiro filme. Achei interessante eles terem mostrados os peixes pulando na água da mesma forma que o filme anterior. E a cena inicial também remeteu a da abertura do primeiro filme. É claro que até esses momentos "copiados" e "colados" foram inferiores. Essa segunda parte tenta manter aquele clima engraçadinho do primeiro, mas todos sabem que é incrivelmente difícil balancear o humor em um filme de terror. Resultado? Uma comédia sem graça e lamentável. Choquem-se, mas até mesmo a trilha sonora parece a de uma paródia ruim.

E o que dizer das mortes? Há várias, mas nenhuma consegue chegar aos pés das duas que acontecem no primeiro filme. O diretor é tão sem talento que prefere mostrar a sombra do crocodilo o tempo inteiro - mal feita de CGI -, do que manter um certo mistério e, consequentemente, tensão por não sabermos onde a criatura está. E o que dizer quando os personagens gritam e os seus amigos - que estão apenas há alguns metros de distância - são incapazes de ouvir? Vai dizer que o orçamento era tão baixo que eles tiveram que cortar até a inteligência para escrever essa porcaria?

Só fico um pouco indignado por saber que há pessoas por aí que fariam algo muito melhor por muito menos. Para vocês terem uma ideia, esse filme - que é um lixo total - custou em média dois milhões de dólares. E Wolf Creek: Viagem ao Inferno - filme de terror tenso e aclamado pela crítica - custou apenas metade. Percebem o que quero dizer? Por que não há o esforço para fazer bem feito? Sei que muitas pessoas gostam desse estilo de filme, mas elas certamente não iriam reclamar se melhorassem a qualidade. Enfim, corram para as colinas, porque o lago está condenado! Já disse e repito: Esse é o pior filme da franquia, em todos os sentidos. A fotografia é péssima, os personagens são péssimos, o enredo é péssimo etc. E o pior de tudo isso, é tudo levado a sério. Poupe-me!


Trailer:

Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário