sábado, 14 de dezembro de 2013

[Crítica] Grey's Anatomy - 10x12: Get Up, Stand Up (Winter Finale)


O fracasso é inevitável, mas ele não deve falar por último.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Eu sei que minhas reviews têm sido bastante negativas, então depois que assistir a esta Winter Finale, eu simplesmente não pude esperar para escrever. Finalmente fiquei empolgado e tenho coisas positivas para falar sobre o episódio. É mais do que ter gostado do episódio, é finalmente poder expressar minha opinião sem me sentir um disco quebrado. Eu já devia imaginar que o último episódio do ano não me decepcionaria, mas acontece que tudo estava tão fraco. Sem contar que o foco, aparentemente, desse episódio seria em torno do casamento da April. Quer dizer, quem se importa, certo?

Pois a Shonda deu um tapa na minha cara. Basicamente a maioria das coisas que eu estava esperando aconteceram em apenas uma semana. Só não entendo porque demorou tanto. O enredo poderia ter equilibrado o desenvolvimento com o passar das semanas ao invés de ter soltado tudo de uma vez só como se fosse uma bomba. Pelo menos essa estratégia fez dessa Winter Finale o melhor episódio dessa temporada, até agora. Não estou dizendo que tudo que eu estava esperando desde o começo desse ano aconteceu, mas tenho certeza que a maioria delas foi desenvolvida.

Obviamente, vamos começar pelo conflito entre a Meredith e a Cristina, que é o ponto alto e preocupante dessa temporada. O episódio começou evidenciando essa picuinha entre as duas, causando um enorme desconforto não só entre as personagens como também em nós, espectadores. E tudo isso teve um motivo significante: finalmente elas lavaram a roupa suja. Sempre digo que a April é inútil, mas o seu casamento foi responsável por colocar Mer e Cris frente a frente, dando uma na cara da outra - figuradamente falando, é claro. Geralmente fico do lado da Mer, mas confesso que essa semana a Cristina parecia estar um pouco mais certa. Desde o começo do episódio ela mostrava sinais de rendição, mas os muros de proteção da Meredith estavam altos demais para deixá-la passar.

Então eu pensei que a situação entre as duas ficaria ainda pior do que nas últimas semanas, mas me surpreendi com o contrário. Depois de trocarem farpas e falarem tudo o que pensavam, elas largaram do ódio em seus corações. E olha que elas tinha muito o que falar uma para outra, porque pareceu um debate frenético. Foi tão interessante que a situação de desconforto foi para longe e fiquei ansioso enquanto testemunha aquele duelo de palavras. Elas não voltaram a ser melhores amigas para sempre, mas acredito que a nuvem negra e carregada que as acompanha se dissipou.

Agora eu quero dedicar um parágrafo exclusivamente para o Ross. Calma, meus queridos! Eu ainda o odeio com todas as minhas forças, mas finalmente aconteceu com ele aquilo que ele merecia. De fato, o karma existe! E ele volta muito mais forte. Sinceramente não sei o que a Shonda quer com esse personagem. Obviamente ele está além de qualquer redenção. Todos já o odiavam antes, mas esse ano ele alcançou o ápice da reprovação dos fãs. Ele não só foi o responsável pela Brooks ter morrido como também foi pivô na desfragmentação da amizade entre a Cristina e a Mer. E toda aquela confiança irritante que ele ganhou nos últimos episódios o mandou direto para rabeira da cadeia alimentar. Só espero que depois desse colapso nervoso ele seja demitido e suma da série. Outras pessoas já saíram por menos (Leia-se Izzie).

Por último, eu deixei o evento do ano: casamento da April. Tudo bem, menos, gente! A parte mais engraçada do episódio é quando ela surta porque está todo mundo centrado em seus próprios problemas e pouco se importando com ela. Acredito que a Shonda deu a maior chance de notoriedade para a personagem, mas acredito que ninguém continua se importando muito. Quando ela abre a boca para falar sobre virgindade, eu simplesmente não consigo deixar de querer assistir outra coisa. Enfim, apesar de ser algo completamente clichê, a coragem do Jackson conseguiu me animar. Acho que foi justamente o fato dele ter perdido a coragem por um momento e ter voltado a sentar antes de dizer o que sentia. Pode parecer bobo, mas essa falha dele deu um enorme significado ao seu gesto. Ele estava realmente jogando tudo para o alto, na frente de todos. É algo extremamente difícil e vê-lo fraquejar certamente deu um maior significado a isso.

Agora é só esperar a resposta. Será que a April vai aceitá-lo novamente? Eu sinceramente espero que sim. Geralmente não me importaria com nada disso, mas o que o Jackson fez foi tão grande que me deixou com pena dele caso ela não o aceite. Aliás, já ia esquecendo, espero que a Arizona diga logo o que sente para a Callie. Conseguimos entender muito melhor o que se passa pela cabeça dela, assim também como as causas da traição - que pegou todos de surpresa ano passado. Gosto quando a Shonda incrementa motivos para coisas que aconteceram no passado. E eu acredito que Calzona está sofrendo pela falta de comunicação entre si. Acredito que a Callie está tentando revolucionar a medicina para deixar a Arizona feliz, mas a Callie não sabe que a Arizona já está feliz e só quer ser aceita em sua nova fase. Bem, é complicado, mas de fácil conserto.

Por último, gostaria de lembrar a todos que não há ninguém disponível no Meu Mundo para fazer as críticas semanais de Grey's Anatomy e, apesar dos meus esforços, não conseguirei mantê-la no blog por muito tempo. Então a salvação da série fica nas mãos de vocês! Se alguém se interessar em fazer as reviews semanais da série, basta mandar uma crítica do episódio da semana para o meu e-mail (nefferson_2@hotmail.com), que eu retornarei a todos. Boa sorte!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário