quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

[Crítica] The Carrie Diaries - 2x06: The Safety Dance


Não foi apenas um bloqueio criativo, foi o início de tudo.

Review: 
(Spoilers Abaixo)

Em algumas situações da vida nós normalmente não sabemos para onde ir, e às vezes sentimos que não há um lugar para onde ir. The Carrie Diaries acertou mais uma vez, e cá estamos com um ótimo episódio para comentar. Tivemos alguns momentos desnecessários, mas o episódio pendeu mais para o lado positivo do que o contrário. Todos os personagens tiveram seu momento no episódio, quer dizer, todos os personagens que eu considero importantes para a série. Não tivemos Dorrit.

Vou começar a crítica pelo fim do episódio, onde temos um ótimo cover de The Safety Dance feito por Sleeping at Last. É ouvindo essa música que dou inicio a essa crítica, que para mim é mais uma análise do episódio.

O foco do episódio ficou dividido entre Carrie e Maggie. Em Nova York temos Carrie comentando sobre seu bloqueio criativo para Weaver e em Castlebury temos Maggie descobrindo que está grávida. O episódio foi importante porque foi a partir dele que Carrie finalmente passou a escrever sobre sexo, seguindo o conselho de Weaver, que lhe disse para escrever sobre algo que a assustava. E por que sexo é tão assustador? Porque de alguma forma quando falamos abertamente sobre sexo a sociedade nos julga como prosmíscuos, como se devêssemos sentir vergonha daquilo que nos proporciona tanto prazer. Falar sobre sexo abertamente é quase um pecado, e mesmo que as coisas tenham mudado, de alguma forma ainda vemos um certo receio quando tocamos no assunto. E aqui temos Carrie, escrevendo pela primeira vez, sobre o assunto.

Quando Carrie fala para Weaver que decidiu escrever sobre sexo, ele simplesmente não gosta da ideia por achar que não tem profundidade o suficiente. É então que ela entra numa corrida contra o tempo e contra si mesma em busca de algo para escrever e quando está prestes a desistir temos Sebastian que age da forma como Weaver deveria ter agido e diz para Carrie escrever sobre algo que seja confortável para ela. É nesse momento que Carrie se dar conta que não está se sentindo segura no seu relacionamento com Weaver, não da forma que ela esperava, e os dois acabam por dar um fim a relação. No fim do episódio, ela diz que Weaver foi importante para sua escrita, mas não para sua vida.



No lado Maggie do episódio, temos uma aproximação entre ela e Sebastian, coisa que eu estava esperando que acontecesse há séculos, mas não da forma como se deu, o que acabou sendo uma surpresa agradável. Ver a série começando a tratar de temas adultos como a gravidez e aborto é interessante, porque você ver a série evoluir a cada episódio. É claro que no episódio ainda não chegamos a conclusão de que Maggie irá abortar, mas foi uma alternativa que ela mesmo deu enquanto conversava com Simon sobre a gravidez. Acredito que a relação de amizade entre Maggie e Sebastian será muito positiva para os dois, afinal, como eu mesmo já disse os dois têm muito em comum e podem crescer juntos aprendendo a contarem com o apoio um do outro. É como nas vezes em que procuramos nos nossos amigos o apoio que não recebemos de nossos familiares. Costumamos confiar nossos segredos a eles porque sabemos que eles não irão nos julgar tão severamente quanto nossos pais. A situação entre os dois chega ao fim quando Sebastian diz que irá ajudar Maggie no que ela precisar.

Ainda tivemos Walt e Bennet com mais uma referência a Stanford e servindo como alívio cômico para o episódio. Samantha e Larissa se tornando cada vez íntimas de uma forma bem inusitada. E Mouse finalmente decidindo que pode contar com uma segunda opção de faculdade caso a primeira não dê certo.

Por hoje, eu fico por aqui, nos vemos na próxima crítica/análise de The Carrie Diaries. E para os que acompanham a série, uma notícia não muito animadora: a série foi provavelmente cancelada e não teremos uma terceira e ultima temporada como eu havia comentado em Borderline. Ainda assim, resta para nós termos esperanças e esperar que a segunda temporada dê um fim digno a toda essa trajetória.

“Eu não sabia o bastante sobre sexo, amor ou a cidade para escrever qualquer coisa sobre isso de novo.”- Carrie Bradshaw
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário