sábado, 7 de dezembro de 2013

[Crítica] The Carrie Diaries - 2x05: Too Close For Comfort


Quando um cara especial se torna um cara qualquer.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Em Too Close For Comfort tivemos as consequências de Borderline, entre elas a perda da virgindade de Carrie. E eu realmente tenho que agradecer a forma como foi abordada. Para aqueles que como eu assistiram Sex And The City e estão a assistir The Carrie Diaries, a relação entre as duas séries é algo realmente importante. Em Sex And The City, quando Carrie falou sobre como perdeu sua virgindade ela disse ter sido com um cara qualquer, e nesse episódio nós podemos finalmente conhecer a face desse tal cara e seu nome: Adam Weaver.

Em The Carrie Diaries, Carrie descreveu tudo como sendo algo maravilhoso, mas ela não deu tanta importância ao fato de ter sido com Weaver. É claro que ele foi uma parte importante e essencial para que o que aconteceu, afinal ela não iria perder a virgindade sozinha, mas para mim o que ela descreveu como sendo maravilhoso foi o que ela sentiu durante e depois do ato. Daí temos a explicação para "o cara qualquer". Não foi importante para ela ter sido com Weaver, o importante para ela foi o que ela sentiu. E talvez poderia ter sido com qualquer outro cara, desde que ela sentisse o mesmo, ainda assim teria sido maravilhoso. Para aqueles que escrevem, a conversa entre Carrie e Weaver, durante a festa que acontece no apartamento dele, teve um significado. Afinal, para alguém que sonha em ser uma escritora, ter alguém que te veja dessa forma é realmente gratificante. Você acaba se sentindo ainda mais uma parte de tudo aquilo. E é nessa conversa que Weaver diz para ela que sua ex-namorada é o tema central da peça que ele está escrevendo. Carrie acaba se dando conta de que talvez Weaver não tenha superado tão bem sua ex e isso traz a ela uma insegurança que só é reforçada por Samantha e Mouse, que são sem dúvidas duas ótimas conselheiras - só que não.

Digo isso porque Samantha não tem experiência com relacionamentos, todos as suas relações não têm significado, é claro que por uma escolha dela, mas ainda assim é uma verdade. E Mouse nunca passou por uma situação como a de Carrie, afinal West nunca comentou sobre uma ex, e logo dar conselhos a ela baseando-se apenas em teorias. Já em Castlebury temos os dramas de Mouse, Dorrit e Sebastian. A irmã de Carrie se tornou mais aceitável para mim depois do ultimo episódio, e nesse ela conseguiu mais uma vez não ser tão irritante. Dorrit começa a perceber que seu relacionamento com Miller está prestes a ter um fim quando ela não consegue mais ver nele o que ela via antes, o que para mim representa um amadurecimento da personagem. É como quando estamos crescendo, de repente nos damos conta de que certas coisas não têm mais a mesma graça de antes.

Miller começou a se mostrar pegajoso demais e o ápice acontece quando Tom o convida para ficar hospedado com eles até a reforma da casa dele chegar ao fim. O pior de tudo isso é o fato de ele ter aceitado. É claro que é importante para qualquer pessoa que seu namorado ou namorada se dê bem com seus pais, mas quando essa relação de coleguismo/amizade entre eles começa a se mostrar muito exagerada, provavelmente algo não está caminhando para o caminho certo. Assim Dorrit, aceitando os conselhos de Donna, resolve finalmente terminar com ele. A explicação de Donna para o que Dorrit está passando com Miller se relaciona ao fato de ele ter coalhado. "Todos os homens têm prazo de validade, igual a leite. Uma vez estragado, tem que ir pro lixo.", diz ela. Então temos Mouse, que ganhou destaque no episódio enfrentando o desafio que é lidar com o fato de namorar o cara mais popular da escola. O que para mim foi uma forma bem fraca de introduzir a personagem. E por fim Sebastian, enfrentando o casamento da mãe. Parece que mais uma vez os roteiristas tentam nos fazer sentir pena dele, mas até agora não colou, pelo menos não para mim. No episódio senti a falta da Maggie, que mais uma vez foi esquecida e também de uma trama mais interessante para Samantha, que é com certeza uma personagem que tem muito a mostrar. Desde quando ela foi introduzida na série, esperava saber mais sobre o passado dela e torço para que isso seja melhor explorado.

Nos vemos no próximo episódio!

PS: A conversa entre Mouse, Samantha e Carrie me fez lembrar muito das conversas entre as duas, Miranda e Charlotte em Sex And The City. É esperar para que a série continue seguindo essa linha e mostrando as dicussões entre elas, são sempre interessantes e trazem boas sacadas.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário