quinta-feira, 21 de novembro de 2013

[Crítica] The Walking Dead - 4x05/06: Internment / Live Bait

A vida sempre foi um teste.

Review:
(Spoilers Abaixo) 

Aos que estão se perguntando o que aconteceu comigo, calma, eu não morri. E tampouco me esqueci que estou devendo alguns favores aos sobreviventes do nosso Carandiru Zumbificado. É essa a vida de formando que eu temia desde que era criança e escrevia minhas próprias histórias sobre mortos-vivos. Então, vamos a uma review dupla – porém completa – para vencermos o atraso até que o hiatus nos separe. Qualquer dúvida, reclamação, sugestão ou simples e puro recalque, é só comentar na caixinha ali em baixo.

O primeiro episódio que vamos comentar, intitulado “Internment”, mostrou os ultimos momentos dos infectados com a Gripe Z antes da chegada dos remédios as instalações da prisão. Foi de longe o melhor episódio dessa temporada, como uma season finale nunca conseguiu ser. Teve sangue, morte, reviravoltas incríveis, e apesar de parecer contraditório, também tivemos um pouco de poesia para entendermos o que ainda restou aos sobreviventes se já não há mais nada a perder.

A medida que os pacientes iam morrendo, Hershel tinha que deixar todos os seus dilemas de lado para focar-se apenas no mais importante: Salvar a vida daqueles que ainda tinham uma chance. E pelo surto de mortos vivos que ele enfrentou, não foi uma tarefa fácil. Muitas pessoas morreram por causa da gripe e atacando silenciosamente, conseguiram infectar outras pessoas. Se não fosse a inteligência desmedida da Lizzie ou a ajuda da Maggie teimosa, provavelmente todos aqueles que estavam isolados naquele bloco seriam assassinados.

Vale ressaltar também a aproximação do Carl e o Rick, que uniram forças contra os zumbis que haviam derrubado uma das cercas. Achei bem interessante ver Carl como um adulto de verdade, e mais interessante ainda ver que Rick estava notando isso. Ele não é mais o garoto medroso das primeiras temporadas que a incompetente da Lori precisava proteger. Agora ele é um sobrevivente como os outros, capaz de lutar pela própria vida e pela vida daqueles que ama. Bem, contanto que ele não seja adulto o suficiente para carbonizar duas pessoas, até o final da temporada talvez eu já tenha simpatizado com o personagem.
 
O segundo, e mais recente episódio, decidiu usar uma abordagem totalmente diferente de tudo o que a série já fez. Ao invés dos sobreviventes da prisão, acompanhamos a trajetória do Governador a partir do momento em que ele foge com alguns capangas para lugar algum. Abandonado por todos aqueles com quem poderia contar, ele acaba encontrando uma família de sobreviventes que lhe dá abrigo apesar de todos os perigos que um estranho poderia oferecer. E quando eu digo abrigo, quero dizer que ele comeu a torta de uma garota burra o bastante para cozinhar para um assassino, se é que vocês me entendem. 

Bem, sem família, sem amigos, sem subordinados e sem walkers, já era de se esperar que ele tentasse criar laços com outras pessoas que não sabiam da sua história e que poderiam substituir sua família morta. Principalmente quando se trata de Meg, a garotinha que lembrava tanto a sua filha. No final do episódio, quando o carro começa a apresentar problemas e eles decidem ir andando, ele e Meg caem dentro de um buraco cheio de zumbís. E o que ele faz? Mata todos furiosamente e abraça Meg para protegê-la. É claro que o clima emocionante foi cortado quando um dos subordinados reapareceu no local, mas enfim, né pessoal? Agora sabemos que o Governador é apenas uma vítima do apocalipse e que nem todos conseguem manter sua sanidade depois de perder tudo.

Eu não vi a promo da semana que vem, então não sei o que esperar. Mas se eu bem me lembro, o Governador apareceu em frente a prisão no final do episódio passado. Ou seja, os fatos narrados neste episódio podem ter acontecido há algum tempo atrás. Isso quer dizer que ainda nos resta mais algumas aventuras do Governador antes dele chegar até a prisão, ou a homenagem do vilão dos vilões terminou aqui? Bem, só sei que não quero mais ninguém morto, muito menos as garotas que apareceram neste episódio. Vamos torcer, ou nem? 

PS: Governador tocando fogo em Woodbury foi A+. Carol aprovou!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. o melhor é que o governador caiu no proprio buraco que ele fez u.u kkkk

    ResponderExcluir