domingo, 24 de novembro de 2013

[Crítica] Supernatural - 9x07: Bad Boys

I had the time of my life with you.

Review:
(Spoilers Abaixo) 

Depois de três anos fazendo Reviews de Supernatural aqui no Blog, muitos de vocês já devem conhecer um pouco mais sobre meu ponto de vista. Comecei minha “carreira” um pouco atrasado, tendo que escrever sobre episódios de temporadas irregulares, mas quem me acompanha desde o começo sabe que eu nunca deixei de dar o reconhecimento que a série sempre mereceu. Porém, apesar de toda minha força de vontade e da minha positividade, apesar um episódio conseguiu mexer comigo de verdade desde a estreia da sexta temporada. Os haters que me desculpem, mas “Bad Boys” foi um dos melhores episódios de toda a série, que eu terei prazer em criticar.

Todos nós sabemos que a família Winchester coleciona histórias pelo país desde que descobriram o mundo sobrenatural. Sam e Dean conheceram pessoas, salvaram inocentes e destruíram criaturas com os ensinamentos do pai, mas algumas vezes, mesmo que de maneira involuntária, a caçada vai muito além disso. Pessoas se tornam amigos, inocentes se tornam inesquecíveis e as criaturas deixam de ser o motivo de estarem ali. Já vimos isso acontecer milhares de vez no decorrer desses nove anos. Mas parece que ainda há muito coisa para contar.

O episódio começa com Dean recebendo a ligação de um antigo amigo. Este se chama Sonny, o dono de uma fazenda que também serve como centro de reabilitação para adolescentes que cometeram pequenos crimes. Há alguns anos, em uma de suas caçadas, Dean perdeu todo o dinheiro do pai jogando e decidiu roubar para comprar comida para o irmão. Ele foi pego, algemado e levado até a fazenda de Sonny, onde permaneceu por dois meses. Realmente parecia ter sido uma experiência terrível que seu pai o obrigou a viver para ser punido, mas aos poucos fomos descobrindo que Dean teve o momento de sua vida naquele lugar, ao lado do que seria sua primeira paixão.
Infelizmente, nos dias de hoje, a fazenda de Sonny não parece mais um lugar tão glorioso. Não há de errado se olharmos do lado de fora, mas por dentro, as portas batem sozinhas, as luzes piscam sem motivo, a parede emite ruídos estranhos, e claro, houve uma vítima fatal, que foi assassinada na cena de abertura do episódio. Tudo levava a crer que era o fantasma do antigo dono da fazenda que assassinou a mulher pensando que ela o estava traindo, mas quando queimar o cadáver não deu resultado, e outra vítima foi feita, Sam e Dean foram obrigados a voltar e investigar o mistério mais de perto.

Aliás, essa outra vítima ganhou uma morte super criativa que eu vou lembrar para sempre: Sufocada pela cortina do banheiro ao som de uma musica religiosa. A morte causou um impacto monstruoso, e eu fiquei aqui me perguntando, como um roteirista de horror ainda não tinha pensado nisso antes? Bem, ponto para Supernatural, que depois de três episódios sofríveis – 9x04, 9x05 e 9x06 – conseguiu superar até mesmo as temporadas anteriores.

Com o número de vítimas aumentando, Sam e Dean descobriram que era o novo garoto que estava causando as mortes. Quer dizer, não propositalmente. Ele era apenas a desculpa para o espírito maligno de sua mãe morta matar todos aqueles que estão no seu caminho. Primeiro o homem do começo, que gritava com as crianças. Depois a mulher de Sonny na banheira, que era exigente com os trabalhos escolares. E enfim um dos garotos que cometia bullying contra o garoto, com a mão arrancada pelo cortador de grama. Tudo isso levou Sam e Dean a uma dolorosa conclusão: O espírito maligno estava preso no próprio garoto, não em um objeto qualquer. Se não fosse assassinado, sua mãe continuaria por aí matando todos aqueles que chegam perto.
Mas é CW, não é, pessoal? Matar crianças não faz o estilo da emissora, então resolveram criar um desfecho satisfatório para o episódio. Ao invés de matar o garoto, Dean o aconselhou a pedir pra mãe ir embora e deixa-lo em paz. Ele não sabia se iria funcionar, mas acabou dando certo no final. A mamãe carbonizada foi embora e o restante das pessoas finalmente pôde respirar aliviado. Um final feliz que eu sinceramente nunca poderia recusar.

Quer dizer, final feliz em partes, porque essa é a vida de caçador. Durante o episódio inteiro tivemos flashbacks do Dean aos dezesseis anos se apaixonando por Robin, a garçonete mais bonita da cidade, mas todos sabem como essa história termina. Jurar amor eterno é a mesma coisa que dar liberdade ao destino para foder com tudo. No caso de Dean, ele precisou abrir mão da sua vida normal pra cuidar do irmão, mesmo sabendo que não havia segunda chance para ser feliz daquele jeito. Fiquei com o coração partido quando o Young Dean chorou e se despediu do Sonny, do mesmo jeito que fiquei quando Sam teve que matar a namorada lobisomem pra que ela não fizesse mais vítimas. 

E depois de um episódio tão pika das galáxias, só espero que a pikagem continue na semana que vem. Ficaria muito irritado se a série apresentasse um episódio WTF como o do Mágico de Oz ou dos animais falantes. Bom, é melhor a review terminar por aqui antes que o universo tente nos trollar outra vez. Para os Hunters que me acompanham, até semana que vem!

Promo 9x08 "Rock and a Hard Place"
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
10 Comentários

Comentário(s)

10 comentários:

  1. JOÃO, apoio a maioria de suas reviews. Só estranhei ter mencionado "episódios sofríveis" para o 04 -05 e 06, sendo que falou bem dos três. Até destacarei uma frase sua usada por você no episódio 06, com Castiel, HEAVEN CAN'T WAIT (E são episódios como esse que me fazem lembrar das primeiras temporadas da série, os melhores anos, na minha opinião.).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As reviews dos episódios 4,5 e 6 foram escritas por mim.

      Excluir
    2. A! entendi! desculpa ai! me equivoquei!

      Excluir
    3. É claro que existe um conflito de opiniões, são opiniões bem diferentes! é que o JOÃO que faz a maioria das reviews da série! PARTICULARMENTE, o que achou do episódio em questão? Sou seu fã, acompanho muitas das suas reviews também, como ARROW, uma das melhores séries desse fim de ano.

      Excluir
    4. Também achei esse episódio sensacional. Teve uma história de fundo interessante, acompanhamos mais sobre o passado dos protagonistas e o caso semanal foi tão bom quanto nas primeiras temporadas.

      Excluir
  2. Esse foi o pior episódio da temporada até agora. Eles repetiram as coisas do passado querendo passar um sentimento de nostalgia, mas não deu pra engolir. Sofrível...

    ResponderExcluir
  3. Nossa esse Ep pra mim foi um dos Piores, a qualidade dos efeitos parece que caiu, O Ator que fazia Dean tinha nada haver com Ele apenas o Jeito, mas isso qualquer um pode imitar, parece que nem quizeram ter Trabalho de procurar alguem que pelo menos parecesse de verdade um pouco com o Ator, foi decepcionante, fraco e Clichê eu acompanho a série desde o início, sempre quando tem Con com eles aqui no Brazil eu vou e admiro e amo a Série, mas esse Ep nossa foi devastador, decepcionante demais e broxante pra mim que esperava mais de toda essa Temporada.

    ResponderExcluir
  4. Acho que esse episódio serviu pros fãs matar a saudade de como era os episódios antigamentes! Uma história diferente a cada episódio, sem focar diretamente no plot, top demais!

    ResponderExcluir