sábado, 16 de novembro de 2013

[Crítica] Supernatural - 9x06: Heaven Can't Wait


Seja feliz, ou morra tentando.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Depois de dois episódios completamente sem noção seguidos, eis que a temporada apresenta uma trama mais evoluído. Já estava na hora, não é verdade? Mas antes de falar sobre o que aconteceu essa semana, vamos separar um tempo para falar de coisa boa. Não é da nova Top Therm, gente. Estou falando da audiência dessa temporada, que tem sido muito superior aos últimos anos. A mudança para as terças-feiras certamente fez bem para série, mostrando que ela ainda tem um público fiel. Caso vocês não se lembrem, Supernatural passou por maus bocados depois que havia sido exibida às sextas. Mas mostrou que sabe sambar e impressionou com números altos.

E são episódios como esse que me fazem lembrar das primeiras temporadas da série, os melhores anos, na minha opinião. Sempre com algum elemento trash, mas com uma história mais consistente, explorando sua própria mitologia. Gostei da ideia de haver diversas classes de anjos, responsáveis por coisas diferentes e com habilidades distintas. Essa semana conhecemos o anjo responsável por acabar com o sofrimento das pessoas. Infelizmente, sua solução era um pouco hardcore. A parte trash do episódio fica por conta da vítima ser explodir em um líquido rosa, com direito a luz neon pink e tudo mais. Algo característico das produções dos anos 80.

Espero que essa temporada explore bastante os anjos e saia do lugar comum (anjos atrás do Castiel por ele ser o responsável por sua queda). Esse lance de anjo do mal já ficou batido. Está na hora de vê-los causando confusão na Terra por não entender os humanos, como o anjo dessa semana. Ele não conhecia os mais diferentes níveis de sofrimento. Para ele, tudo era miséria e devia ser liquidada. Então, assim como ele, também espero ver mais casos semanais envolvendo anjos com dificuldades em se adaptar causando mortes aleatórias de humanos. Uma coisa é certa nessa série, não deixe os anjos entrarem em você.

E o mais legal é que esse episódio, além de ser um caso da semana, também mexeu levemente na principal principal. Os anjos estão em pauta este ano, assim como a hierarquia do inferno. E, de certo modo, o enredo desse episódio conseguiu movimentar esses dois lados. Castiel conseguiu sendo perseguido, mas vimos toda uma nova faceta do personagem, trabalhando como uma pessoa comum e tendo prazer nessas pequenas coisas. Até mesmo um encontro ele teve - apesar de não ter sido como ele esperava. Senti falta de uma conversa mais séria com o Dean, afinal, ele expulsou o seu melhor amigo de seu refúgio sem qualquer explicação. Queria vê-lo abrir o jogo com o Castiel, mas não foi dessa vez.

Um dos momentos que eu mais me diverti essa semana - e também foi o mais pastelão - foi a ligação demoníaca entre o Crowley e a Abaddon. Por um segundo eu pensei que ele estivesse usando uma conexão Tim, mas talvez o sangue do Kevin tenha um sinal ruim mesmo. O importante é que eles finalmente se falaram, o que rendeu uma boa troca de farpas e realidade. Ainda quero ver um embate entre eles dois mais para frente. Crowley tem sido humanizado nessa temporada - e literal e figuradamente falando -, então acredito que ele trabalhará junto dos Winchesters eventualmente para derrubar a Rainha do Trono do Inferno. Daqui a pouco, antes que percebamos, eles estarão brincando de Game of Thrones.

E o que foi aquela cena final envolvendo o Crowley injetando sangue? Parece que ele se tornou viciado por sangue humano. Não sei bem como o enredo irá trabalhar em cima disso, mas certamente é uma vantagem para os irmãos Winchesters, já que eles podem controlá-lo com mais facilidade. Quanto ao Castiel, espero vê-lo em breve novamente. E apesar de ter sido ótimo acompanhá-lo nessa vida humana pacata, quero que as coisas esquentem para o lado dele. Sabe como é, um pouco de emoção nunca matou ninguém - exceto a Jo, Ruby, Meg, John, e todos os outros... Enfim, tragam a emoção... com moderação.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário