domingo, 3 de novembro de 2013

[Crítica] Reign - 1x03: Kissed

O poder requer sacrifícios!

Review:
(Spoilers abaixo)

Não há arrependimentos ao começar a ver esta série. E embora a audiência tenha caído um pouco nesse episódio, tenho certeza que não foi por demérito. A história se desenrola facilmente, sem atrasos e todos os personagens são bem desenvolvidos. Fico impressionada com a fotografia e com a trilha sonora. Damas e cavalheiros, sem mais delongas, vamos falar sobre o que se passou nessa semana na corte francesa.

As fronteiras da Escócia foram atacadas pela Inglaterra. Precisando de reforços Mary roga ao Rei Henry tropas para auxiliarem na batalha em seu país. Foi negada a ajuda, e Mary compreendeu que seu acordo de casamento pouco interessa ao rei, já que só serve como um plano alternativo aos interesses franceses. Francis até tentou convencer o pai a ajudá-la, mas de nada adiantou. Vendo que precisava  agir imediatamente, Mary propôs uma aliança ao filho bastardo do rei de Portugal. Tomas, o português, aceitou a aliança mas quis ir além. Pediu Mary em casamento. Choquei com a coragem. Ele, antes, estava de paquera com a amiga dela. O que, é claro, rendeu atrito entre as duas. E ciúmes no Francis.

E você pensando que ser rei era fácil. Quando finalmente conseguiu convencer o rei, o que foi logo após a dança sensual da Mary com o Tomás, Francis aceitou ser responsável pela investida francesa contra os ingleses. E mandando Sebastian como principal comandante, mal sabia ele que um informante tinha avisado antes os inimigos. As tropas foram dizimadas, e Sebastian voltou gravemente ferido. Ele estava um tanto avulso nesse episódio e no anterior. Queria mais interação dele com a Mary. Mas enfim, tomara que esse lindo bastardo se recupere logo...e que tenha cenas dele sem camisa...

Com o peso das consequências na costas, Francis viu que o poder não é fácil. E jogou Mary nos braços portugueses. Não antes de um beijo. Poderia dizer que não curti. Mas gostei, embora tivesse imaginado que ele iria ser um idiota com ela. E foi, de certo modo, desistindo dela por causa de uma armação do rei para que ele aprendesse a não seguir o coração. Mas, tenho certeza que ele vai correr atrás do prejuízo. E Mary também tirou várias lições. Para governar é preciso abrir mão dos desejos pessoais pelo bem do seu povo. 


Outros comentários:
- Kenna, minha filha, "CEDA" logo para esse rei! (Fui decente e não coloquei a palavra merecida Hahaha)
- Gostei do padeiro com a Greer. Muito fofos, mas um pouco complicado o relacionamento né?!
- Essa rainha... causando a discórdia como sempre.
- Nostradamus, ainda muitas dúvidas sobre o seu caráter, principalmente.
- E tomara que esse noivado não dure muito, porque apesar de gostar do Tomas, não consigo mais conciliar tanto shipper para Mary.

Beijos do Francis em vocês. 





Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário