sábado, 2 de novembro de 2013

[Crítica] Reign - 1x01/02: Pilot / Snakes in the Garden (Series Premiere)


Reign, muito prazer!

Review:
(Spoilers abaixo)

Subestimei Reign por duas semanas depois da estreia, mas como sou fascinada por história resolvi dar uma chance. Não precisou de muito tempo para me prender. A trilha sonora é incrível, a filmagem é ótima, e os atores além de lindos (Sebastian diz oi) parecem todos muito bons. CW nos deu uma beleza de série. No entanto, como a trama é baseada em fatos reais é inevitável as frustrações com spoilers. Portanto, não se atentem para a história original, porque não creio que seja o objetivo dos roteiristas seguir fielmente. O piloto serviu basicamente para as apresentações de elenco e enredo. Vamos entender:

Mary, rainha da Escócia, foi prometida noiva ao herdeiro do trono francês, Francis, aos 6 anos de idade. Foi criada em um monastério durante a sua infância e adolescência, sempre protegida dos inimigos. A partir de uma tentativa de envenenamento desenrola-se a história. Tendo idade suficiente para cumprir o acordo de casamento, Mary parte rumo à França para se instalar na Corte Real. Acompanhada das melhores amigas, elas tem a missão de se fortalecer no lugar e manter os interesses políticos. Mary é uma moça inteligente, mas peca com seus sonhos amorosos. Ainda tem toda aquela fantasia de amor verdadeiro mesmo que seja em um casamento arranjado. E para se manter na Corte vai precisar de muito jogo de cintura, porque não são poucos os que não se agradaram com sua chegada.

Francis é um adolescente que carrega o fardo de ser o futuro rei, embora deseje ser apenas um mortal qualquer. Inveja seu irmão mais velho, Sebastian lindo Sebastian, o filho bastardo do rei, por este gozar livremente das aventuras da vida. E é criado com muito afeto e proteção pela mãe, a rainha. O casamento dos pais é meramente um acordo que não pode ser desfeito, mas que pode ser contornado. Já que o Rei assumiu publicamente o relacionamento com a amante, mãe de Sebastian. A vinda de Mary para a corte afeta cada um da família. A rainha super protetora do filho (ela me lembra MUITO Victória Grayson) busca auxílio com o Nostradamus à respeito do futuro de Francis com Mary, e sabendo que o casamento trará como consequência  a morte de Francis, decide por fim no noivado antes da consumação.

E  assim, o que não falta nesse castelo é intriga. Misericórdia! A rainha se aproveita do poder que tem logo no primeiro episódio para tentar matar a escocesa. Foi uma tentativa frustrada, porque Mary conta com a ajuda de uma garota misteriosa, mas mesmo assim não está segura. Nostradamus me parece ser um cara totalmente sem escrúpulos e ambicioso. Não acredito nada em suas visões. Logo saberemos o que ele quer com tudo isso. A amante do rei é outra que ainda não sei o que está tramando. Mas boa coisa não pode ser. E o rei, sem palavras. Fidelidade não é o seu forte. Totalmente manipulável e sem vergonha. Agora quem me surpreendeu foi Sebastian. É o tipo de cara que pega e não se apega até conhecer alguém  por quem vale a pena. É claro que já estou shippando ele e a Mary. Até porque Francis tem seu coração preso a outra garota. E não faz nenhuma questão de se casar com a prometida. Um triângulo ou quadrado amoroso, sei lá. Só sei que já quero romance.

O segundo episódio me agradou ainda mais. Não se arrastou, e me parece ser uma série cheia de reviravoltas. Eu já tive várias mudanças de opinião. Outras, porém, só intensificaram. Porque quem precisa de inimigos quando se tem a melhor sogra do mundo?

A garota misteriosa, que salvou Mary no primeiro episódio, agiu de novo ao salvar Colin, o garoto que tentou tirar as virtudes de Mary, de ser torturado e morto. Claro que Queen Catherine fez de tudo para que o mesmo se calasse definitivamente. Seus segredos não poderiam ser expostos, pois afetaria suas relações com o Rei e o filho. E a identidade da salvadora continua sendo um mistério. Nostradamus sabe muito mais do que aparentava e do que diz à matriarca da família.

Mary, além da sogrinha atormentando recebe no palácio os seus melhores inimigos. Ficou explícito que o interesse da Inglaterra na garota é porque ela pode ser a futura governante do país. E as investidas inglesas são claras. Eles tentaram envenena-la no monastério e armaram uma cena no castelo para a amedrontar. Só que a rainha da Escócia foi sagaz descobriu o plano, as armações de Catherine, e ainda mudou a concepção de Francis ao seu respeito. Não sei mais quem shippar. Os sentimentos do herdeiro mudaram, e pode ser que eles estejam apaixonados. Não foi só encenação as partes em que fingiam ser noivos felizes. E o garoto também demonstrou coragem ao enfrentar a mãe e sair em favor de Mary. 

O que não foi devidamente comentado, mas precisa ser levado em conta:

- Sebastian está pagando de amores por Mary, peguei no ar suas intenções HAHAHA. E outra, que segredos ele esconde? Porque não acreditei na desculpa que deu para falar línguas heréticas.
- O Rei... consegue tudo o que quer, até as virtudes de uma donzela. Me julguem, mas acho ele charmoso.
- X de marcada para morrer. Como a Queen Catherine vai lidar com essa ameaça?

Bom, espero que vocês continuem assistindo e lendo aqui no Blog. 

Sejam bem vindos à friendzone!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário