sábado, 9 de novembro de 2013

[Crítica] The Originals - 1x06: Fruit Of The Poisoned Tree


Ligações podem ser quebradas, promessas não.

Review:
(Spoilers Abaixo)

De todas as estreias da CW nesta Fall Season, a mais garantida para ganhar uma temporada completa fica por conta de The Originals. Algum tempo atrás a CW já havia encomendado mais três episódios para a temporada, então não será uma surpresa quando ela completar os 22 episódios. A briga mesmo fica por conta de The Tomorrow People e Reign, que estão com a mesma média na demo. Acredito que, por enquanto, Reign tem mais chances de vencer. Sua audiência tem se apresentado estável desde a segunda semana e a de Tomorrow People viu os seus números caírem drasticamente. Apesar de gostar das duas séries, torço muito para que Reign seja renovada. Mas, voltando para The Originals...

Tivemos mais um ótimo episódio essa semana - como não poderia deixar de ser. E a direção da trama, como conhecíamos, começou a mudar. Apesar de gostar dessa relação passiva agressiva do Klaus, parece que agora a rixa vai ser pública. Convenhamos que demorou bastante para o Marcel descobrir as picuinhas do original, não é verdade? Logo ele que tem olhos em todos os lugares. Também acho que o Klaus não poderia ter usado uma estratégia melhor. A única forma de acabar com um reino bem equilibrado é destrui-lo por dentro. Mas estou curioso para saber como a trama vai se desenvolver agora que as máscaras caíram.

Se pensarmos bem, muita coisa já aconteceu e mudou desde o primeiro episódio. Sophie, que estava no centro da armação, passou a ser mais um detalhe no plano geral do Klaus. Não sei o que será da personagem daqui para frente, porque ela acabou perdendo todo o poder e influência que ela poderia ter sobre os outros personagens. Sua ligação com a Hayley era a única coisa que a mantinha importante na série, assim como o seu plano secreto. Então estou curioso para saber como o enredo irá encaixar essa personagem na trama de uma forma eficiente. Sei que os roteiristas têm potencial, então sei que o jogo pode mudar a qualquer momento.

Sei que é óbvio e que todos compartilham o sentimento, mas eu simplesmente odeio aquela bruxa-anciã. É por isso que eu fui à loucura quando ela finalmente teve o que merecia. E, honrando sua palavra, Elijah garantiu de cumprir aquilo que havia prometido, o que me leva a questionar mais uma vez o enfraquecimento das bruxas na trama. Para completar, a morte dessa bruxa teve uma ligação direta com a dor da Cami. Klaus prometeu que avisaria o que aconteceu com o seu irmão, e ele cumpriu. Infelizmente, isso não bastou para ela, que ficou devastada ao saber que o Klaus a hipnotizou para esquecer. Ela não está errada, né, gente? Ele roubou deliberadamente parte de sua identidade, deixando um vazio. Mas eu espero que eles se entendam mais para frente, porque eu gosto da interação entre os dois.

De qualquer forma, a situação atual da Cami é a mesma que as bruxas, voltou a ser aleatória na trama. Marcel não a quer mais e sua relação com o Klaus está destruída. Como seguir a partir daí? É o que veremos. Muitas coisas irão mudar agora que o Klaus e o Marcel declararam guerra publicamente. E o principal fator para isso é o rapto da Hayley. Antes que alguém possa pensar que como o Marcel entrou na casa sem um convite, vale lembrar que essa regra não se aplica a uma propriedade possuída por vampiros (o lado lobisomem não conta?). Enfim, ansiedade mil para a próxima semana. Quero muito coração arrancado e trilha de sangue pela cidade. Quem pode matar, quem não pode se esconde.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário