sábado, 16 de novembro de 2013

[Crítica] Awkward. - 3x14: The Bad Seed


Little bitch, não adianta chorar.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Estou assumindo temporariamente, ou por hoje somente, Awkward. Série que me conquistou por ser o retrato da minha vida e da maioria dos adolescentes. Só que digo que, hoje, absolutamente não me representa mais! O que aconteceu com a infeliz da Jenna? Porque deixar a protagonista um porre sendo que ela é a personagem mais explorada? Não sei se há um #TeamHateJenna, mas se há, saibam que tem o meu apoio. Minha teoria é que Jenna sempre foi essa vadia idiota de agora, a diferença é que antes ela se mascarava de coitada. Falo mesmo. E todo mundo descobriu nesse episódio que tipo de pessoa ela é.

É sério que se chapar é a melhor opção quando não se tem coragem para pedir desculpas? Jenna sente falta dos amigos, mas tem orgulho suficiente para não correr atrás e consertar seus erros. E seus amigos também sentem sua falta, não dessa Jenna, da outra, mas têm a decência de ignorá-la até voltar a ser humana. Sem amigos, sobrou só o Collin, que ao meu ver é um completo babaca. Eu lembro que gostava dele e no fundo ele não é um mal personagem. Mas juntar ele e a Jenna acabou completamente com seu carisma.

Tamara deixou bem claro as atitudes injustas de Jenna para com ela e Ming, e Jenna não apenas não aceitou como retaliou como uma verdadeira vadia do mal as amigas. Matty até tentou falar com Jenna e ser legal, só que ser bobo não é a melhor forma de lidar com ela. Levou tanta patada que deve ter aprendido a deixar de ser tão bom. Qual é cara?! A menina te trai, você diz que perdoa, ela não aceita, assume com o outro e você ainda quer ser bacana com ela? Não dá pra entender. A boa notícia é que tem uma garota na vida de Matty agora. Torcendo para que dê certo e Jenna, que já percebeu, saiba o que perdeu sendo uma traíra.

O mal comportamento adquirido por Jenna afetou suas relações familiares também. Tudo bem que seus pais não são os melhores para dar exemplo. Mas eles sabem o que é melhor para a filha. E ser quase presa por fumar coisas ilícitas e agir como idiota com eles não é uma boa coisa. Achei digno o pai dela tomar atitude, e embora a mãe dela tenha passado a mão em sua cabeça (chavões) no final ela percebeu o quanto a filha mudou. Não passa de alguém rebelde que não é digna de confiança. E ela demonstrou isso mesmo quando voltou a fumar com o Collin. Aliás, minha confirmação de que virou uma bitch mesmo foi quando ela transou com o Collin só para não se sentir sozinha. Triste, que fase hein?!

Agora a diva da temporada é Sadie. Gosto do fato de explorarem seu lado mais humano. É uma boa personagem e que tem futuro. Gosto da relação dela com o Matty, embora não tenha aparecido esse bromance nesse episódio. E estou só imaginando como vai ser a vida dela com a Ally sendo sua responsável. Com certeza, vai ter bons momentos. A bitch mãe e a bitch filha. E o que foi ela jogando verdades na cara da Jenna?! Torcendo para que o que ele disse aconteça, Jenna pagando tudo o que fez com Matty na mesma moeda. You're welcome!

Por hoje é só. Deixo meus beijos e um aviso: como eu disse, anteriormente, estou assumindo temporariamente, já tenho outras três fixas, então quem tiver interesse de assumir essa série basta mandar a review do próximo episódio para o e-mail do Nefferson: (nefferson_2@hotmail.com) que ele vai responder a todos.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário