sexta-feira, 22 de novembro de 2013

[Crítica] Arrow - 2x07: State V. Queen


Cada um tem a sentença que merece, ou não.

Review:
(Spoilers abaixo)

O carnaval está longe, mas Arrow já está sambando na avenida! E o tema do enredo é "regresso". Aliás, esse é foi o tema do episódio. Porque se você pensou que certas pontas haviam sido amarradas permanentemente, se enganou completamente. Como eu disse na review passada, todas as brechas estão sendo retomadas nessa temporada. E para não perder o costume, eu digo que está um espetáculo maravilhoso. A audiência está se mantendo constante na demo, apesar de merecer muito mais.

Sem dúvidas, a pior parte em ser um vigilante é a vida dupla que se leva. É muito sacrifício para um herói, ter que manter sua vida pessoal e a secreta em harmonia. Pois nem sempre se consegue agradar ou manter as duas. Com Oliver não é diferente. E ao mesmo tempo em que ele tinha que estar com a família por causa do julgamento de sua mãe, ele teve que lidar com uma ameaça que se pensava estar acabada. Conde Vertigo, escapou junto com o Doll Maker quando Iron Heights foi afetada pelo terremoto.


Primeiro comento o julgamento, afinal não sou o Ollie para conciliar tudo. Aguardada por toda Starlig, Moira tinha decidido não testemunhar. Mas após Thea ferrar com a defesa ao ser duramente questionada pelo promotor, mamãe Queen não teve outra escolha se não a de falar perante o júri. Laurel, que substituiu o promotor, descobriu um trunfo sobre a acusada e a fez desistir do testemunho, já que o trunfo custaria a harmonia da família. Só que Moira decidiu ser honesta com todos e revelou o caso com Malcom Merlyn. Particularmente, eu esperava algo mais terrível. Não que esse plot tenha tido só essa revelação. Calma.

O Conde obteve patrocínio do vereador Blood para executar seu plano de deixar a cidade dependente de Vertigo. O promotor e o Dig fora uns dos afetados pela nova droga de dependência. O caos se instalou na cidade já que a transmissão foi feita por vacinas de gripe. Oliver confrontou o Conde ao resgatar o promotor mas como é bom moço não o matou. Deveria, entretanto. Já que livre, não o impediu que continuar com o plano maléfico. E estando Oliver no tribunal e o Dig doente, só sobrou Felicity para ir atrás do vilão. Palmas para essa moça corajosa. Pena que ela acabou sendo feita de refém pelo por ele. 

Incrivelmente o júri se decidiu rápido à respeito de Moira. Conde descobriu a identidade do vigilante e o fez abandonar o tribunal para socorrer Felicity. Oliver até tentou manter sua promessa, mas não teve jeito. Diante do perigo em que corria nossa amada loira ele teve que matá-lo. Em meio a tanto drama eu só conseguia pensar KISS! KISS! KISS! para Olicity. Desculpem, mas foi tão lindo o diálogo. Pena que não aconteceu. Aguardo com fé. Não sei como, mas Ollie em seu timing perfeito conseguiu chegar em tempo de escutar o veredicto da mãe. Que para surpresa geral foi inocentada. Pronto, desconfiei na hora. Não só eu, Team Arrow também.

Moira foi libertada, porém continua com a corda no pescoço. Pois Malcon, o Malcon que todos vimos morrer, está mais vivo do que eu. E foi ele quem conseguiu fazer com que ela fosse inocentada. E pelo que sei da vida, tudo tem um preço. Resta esperar os planos dele. Outra notícia, pasmem, é que Thea não é filha do falecido e sim dele. Prevejo suicídio para essa garota quando ela descobrir. Ok, fui malvada. Mas Thea não sabe mesmo como lidar com esses problemas. Agora eu essa ressurreição me dá asas para pensar que todo mundo que morreu pode estar vivo. Queria o Tommy de volta dos mortos pra dar sentido na vida da Laurel. Porque ela tá indo de mal a pior. Literalmente. Já vejo overdose por aí. 

Outros comentários:
-Na ilha, Oliver finalmente reencontrou os amigos. Não foi tudo fácil e lindo assim. Mas o bom é que estão todos juntos, até a Sara. Porém o doutor do navio continua em busca do navio onde está a cura para a raça humana. E provavelmente, a cura para o Slade. 
- Roy e Thea só amor. Ele a forçando à extravasar a raiva foi muito emocionante.
- Barry Allen está no próximo episódio.
- E já sinto falta do Conde, que foi um dos melhores vilões da série.

Deixo meus beijos e a promo do próximo episódio:



Texto informativo:
Eu, como você notam pelo nome, sou uma garota.  E estou fazendo a segunda temporada de Arrow desde o início, é claro. E, não pelo fato de ser menina, não cresci como uma leitora faminta de HQ's. Portanto, eu não me atento muito para a história do Arqueiro verde dos quadrinhos. Porém, como sou muito curiosa e meu irmão sabe de tudo sobre esse universo, eu sempre vou atrás para saber e conhecer os personagens introduzidos na série. E como sinto que tudo que descubro é spoiler que pode ou não ser usado pelos roteiristas, nem comento. Então fica a dica para quem é como eu e quer se aprofundar mais na história. Vale a pena. E pra quem entende muito, podem me chamar de poser hahaha, e sinto muito, mas como o outro escritor que fez a primeira temporada da série saiu do MMA, eu estou assumindo definitivamente. Vale ressaltar que todos podem comentar qualquer coisa, e crítica da minha crítica é bem vinda.

R.I.P 
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário