domingo, 3 de novembro de 2013

[Crítica] Arrow - 2x04: Crucible

E quando você pensa que sabe de tudo...Surpresa!

Review:
(Spoilers abaixo)

E de novo eu tenho que admitir que a série está melhor que o esperado. E que esse episódio, assim como os três anteriores, foi um espetáculo. E embora a série seja uma das melhores da fall, tem aquela parte triste chamada de audiência. Quarta-feira foi um dia com números terríveis. Fico chateada em ter que observar tantos vermelhos na audiência sendo que Arrow merece o melhor. Mas não vamos ficar preocupados agora,  porque até a mid season nosso arqueiro vai sambar na cara desses números. 

Como eu disse na última review, Sara Lance é a Canário Negro. Sem muita surpresa né?! O que não quer dizer que não seja interessante. A volta dela rendeu vários plots e muita poeira na nossa cara. Felicity (s2) ligou os pontos e concluiu que a Canário não estava interessada no Oliver, e sim na Laurel. Ele armou uma cilada e com mais surpresa que nós, descobriu a identidade da nova vigilante. Tudo bem até aí. Mas e depois quando ele mudou a história sobre como tinha visto ela morrer no barco? Tive que rebobinar e ver de novo. Aquela ilha é um poço de segredos. Ela não só estava na ilha, como também fazia parte do grupinho com o Slade. Aí sim eu fiquei chocada. Mas não mais do que quando ela apareceu para torturá-lo naquela prisão. 

A situação da Sara é triste. Queria que ela retornasse à sua família, quem sabe  assim Laurel e o pai iriam tomar vergonha na cara e parar de fazer besteira. Laurel está seguindo rumos que eu não sei o que vão fazer para faze-la retornar a ser uma boa personagem. Porque essa onda bad não está agradando. Quentin, ao menos, está tomando jeito. Gostei do fato de como ao introduzir a Sara mostraram como sua família lida anos depois com a sua morte. E Laurel... ninguém liga para o fato de você estar dando a louca.

O vilão de Starling dessa semana foi o denomidado "The Mayor". O fulano tinha planos para dominar o Glades a qualquer custo. Com uma demonstração de poder e vaidade colocou todo a cidade sob alerta. Mas o Team Arrow,  Diggles e Felicity, conseguiram rastrear as armas roubadas pelo tal prefeito e assim Ollie e Sara, juntos, puderam acabar com os planos ambiciosos do cara. Sem matar ninguém é claro. E aí todos felizes e... HAHAHA trouxas! Se lembram que na última crítica eu andava desconfiada do vereador Blood? Pois é, enganou-se quem caiu na sua farsa. Até nesse episódio, quando ele quase foi baleado, todo mundo sentiu pena. Mas aí, cara no chão porque no final o cabeça no plano de dominação do Glades era ele mesmo. E o cara é esperto! Armou o evento de recolhimento de armas com a ajuda de Ollie e agora tem um arsenal. Resta esperar para saber quando Oliver vai descobrir.

No mais, tivemos:
- Muitos momentos em que, alguns, shipparam Oliver e Sara.
- Diggles ainda com sede de justiça. Fico aguardando a volta do Deadshot.
- Roy como salvador. Abercombrie e Pecado, será?!
- A introdução sutil do plot do Barry Allen, o Flash. Acelerador de partículas e tal...
- A minha constatação de que Olicity NÃO vai rolar. Já aceitei, e vocês?

Ah, e pra quem não sabe: tem uma campanha rolando na página oficial de Arrow no Facebook para comprar um casaco para o Roy. Hahaha uma brincadeira, mas bem que podia ser.

Desculpem de novo a demora na review. Não vou atrasar mais. Beijos e para alegrar, pérolas da Felicity:





Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário