domingo, 10 de novembro de 2013

[Crítica] American Horror Story - Coven | 3x05: Burn, Witch, Burn!


“I like a witch that knows how to fight.”

Review:
(Spoilers Abaixo)

Como vocês podem perceber, aqui não é o João. Lançaram uma magia negra ele, por isso esteve ausente essa semana. E, pelo fato de eu saber alguns truques, aqui estou para comentar um dos melhores episódios dessa temporada - até agora. É impressionante como essa série consegue se renovar a cada temporada, uma melhor do que a outra. Sempre gostei de tramas envolvendo bruxas e, com o sucesso desse terceiro ano, parece que outros produtores despertaram e começaram a agilizar diversas produções em torno do assunto. Infelizmente, tudo que em excesso é ruim e devemos esperar diversas produções meia-boca que só queriam pegar sucesso nas costas dos outros.

Voltando ao episódio dessa semana, Zoe finalmente mostrou ao que veio. Assim como a maioria dos espectadores, eu também estava questionando o papel dela nessa temporada. Taissa Farmiga foi muito amada pelos fãs da série na primeira temporada, mas sua aceitação esse final demorou um pouco mais. É muito difícil competir quando o nível está tão alto. As bruxas mais experientes roubam a cena toda vez que aparecem, assim como a novata, Emma Roberts, que ofuscou e escandalizou enquanto ainda estava viva. Aliás, torço pelo seu retorno. E não quero vê-la apenas sendo a bonequinha do mordomo. Quero vê-la viva e tocando o terror naquele coven.

Madison é tão diva que acabou roubando o parágrafo que deveria ter sido da Zoe. Enfim, voltemos para a personagem da Taissa. Ela esteve no limbo dos lesados nas últimas semanas. Não fez nada de bom, isso é verdade. Porém, o jogo realmente virou essa semana. Em meio a um ataque de zumbis, a garota mostrou um senso de liderança incrível. Isso sem contar seu maravilhoso desempenho com a serra elétrica. É como se eu estivesse vendo A Morte do Demônio. Muito sangue, muitas mutilações e ótimos efeitos. O massacre foi de encher os olhos. Só gostaria de ver visto mais figurantes sendo destruídos e comidos pelos zumbis, mas a forma como eles morreram compensou tudo.

Aliás, os zumbis merecem um grande destaque nesse episódio. É impressionante como o criador da série conseguiu equilibrar os seus comedores de carne, jogando algo assustador e psicológico ao mesmo tempo. A maquiagem dos zumbis estava muito bem feita, eles realmente pareciam estar apodrecendo. Essa humanização em torno dos mortos fez toda a diferença no episódio, principalmente as cenas envolvendo mãe e filha. Houve um desenvolvimento não só da LaLaurie, como também de suas filhas. O flashback do começo do episódio foi fundamental para a construção da cena entre elas. Também gostei bastante de ver a LaLaurie encontrando conforto nos braços da Queenie. Essa relação entre as duas é interessante e espero que seja mais explorada nas próximas semanas.

E qual foi a lição mais valiosa que aprendemos essa semana? Não mexa com a Suprema. Myrtle Snow até tentou derrubar a Fiona, mas mulher parece um gato, só cai de pé. Mesmo depois de estar abalada com o incidente de sua filha, a Fiona conseguiu manipular toda a situação e virar o jogo. Foi um pouco forçada a manipulação óbvia em torno da Queenie, mas acho que é o que podemos esperar de uma pessoa extremamente carente, não é mesmo? Eu fiquei impressionado com a morte prematura da Myrtle, afinal, ela é a arqui inimiga da Fiona. Por este motivo, não foi grande surpresa quando a Misty surgiu toda linda e emanando poder no deserto. Essa briga está longe de acabar.

Por fim, quem vocês acham que é a próxima Suprema? Havia lido uma teoria muito boa que apontava para a Nan. Infelizmente, a realidade parece mesmo girar em torno da Zoe. Gosto da personagem, mas confesso que não estou pulando de alegria. Ainda espero ser surpreendido mais para frente, porque a Zoe é uma personagem óbvia demais. Mas, como já disse, parece quase certo. Até mesmo a Marie Laveau reconheceu o seu grande poder. Só espero que ela continue a crescer dentro da trama. Não é muito difícil, considerando que as bruxas estão caindo como frutas maduras. Enfim, mais um excelente episódio de uma excelente temporada. Tem como esperar menos? Não.

PS. Nan ousada salvando o seu boy magia. Muito amor!
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário