sexta-feira, 25 de outubro de 2013

[Crítica] The Walking Dead - 4x02: Infected

Feel the fever.

Review:
(Spoilers Abaixo) 

Mal começamos esta Fall Season e The Walking Dead já trouxe vários elementos inovadores faltou a terceira temporada. Talvez não esteja falando em nome de todos os walkers, mas já estava na hora de deixar os conflitos entre sobreviventes de lado para focarmos apenas nos zumbís e na destruição que eles causam. Rick e seu grupo continuam protegidos graças as grades da prisão. Mas parece que elas não os protegem de tudo.

Começamos este episódio onde terminou o anterior. Greg (Que se chama Patrick no universo TWD, mas vai sempre ser Greg para mim) morreu após uma queda e se transformou em um errante. Quer dizer, ele não morreu por causa da queda. Ele tinha contraído uma doença desconhecida, que foi se agravando aos poucos até leva-lo a morte. Eu não achei necessário comentar sobre isso na crítica passada, mas graças aos leitores do MMA, percebi que tinha deixado passar um arco importantíssimo para essa temporada da série. Como se não bastasse o número triplicado de zumbís caminhando pela Terra, agora os sobreviventes também vão ter que se preocupar com a Gripe Z.

Ta gente, esse não é o nome verdadeiro da doença. Até porque, apesar de já ter feito várias vítimas, ela acabou de surgir. Mas é dessa maneira que pretendo me referir a ela enquanto não chegar um médico na série pensando em algo mais criativo. Então, vamos seguir a diante. Só nos primeiros quinze minutos de episódio ela já fez várias vítimas. Greg, após a transformação, mordeu um dos sobreviventes no alojamento. Esse sobrevivente se transformou e começou a morder outros sobreviventes, que morderam outros sobreviventes, até que o grupo sofresse muitas perdas irreparáveis.
 
Contendo os errantes que se formaram dentro da prisão, o conselho foi reunido para decidir o que fazer sobre a doença que matou Greg e outro sobrevivente, já que ambos não tinham marcas de mordidas no corpo. O plano era fazer uma quarentena isolando o local onde os errantes morreram e afastando as pessoas daquele bloco dos outros sobreviventes. Assim o vírus poderia ser contido por tempo o suficiente para que entendessem como ele funcionava, ou simplesmente para que fosse embora. Bem, pelo menos eles tentaram. 

Logo depois de decidirem o que fazer, a namorada do Tyreese começou a apresentar alguns sintomas da Gripe Z. Ela e um homem chamado David, que chegou a prisão pelo grupo de Woodbury. É nesse momento que a gente percebe que não pode se apegar a nenhum personagem. The Walking Dead costumava matar seu elenco só depois que ficavam chatos, como Lori, ou Andrea, mas agora parece que ninguém tem chance. Só mostraram o amor entre Karen e Tyreese no começo do episódio pra gente ficar com a cara no chão quando fosse carbonizada para conter a infecção. Será que os roteiristas dessa série estão se inspirando em Game of Thrones? Estou até com medo de torcer pela vida de outro personagem, porque se ele não se chamar Glenn ou Meg, vai morrer.

Agora, a identidade do carbonizador ainda é um mistério. Rick provavelmente estava sacrificando os porcos para impedir que os errantes derrubassem a cerca, então não pode ter sido ele. Daryl também não é tão sangue frio. Glenn e Meg deixariam mesmo de se pegar pra fazer uma coisa dessas? Acho que não. Aliás, como podemos saber se não foi um dos que julgamos inocentes? A sala dos infectados estava cheia de sangue, e esse rastro se estendia até o lado de fora. E se um deles se transformou em errante, e para proteger o restante do grupo, alguém decidiu carbonizar os dois? É meio utópico acreditar que alguém pudesse fazer aquilo simplesmente porque achava certo. Bem, acho que logo vamos descobrir.

Walk With Me:
 
- Glenn e Meg estão passando por mais uma crise ou a Meg o tratou mal porque ele tem a mania de querer protege-la? Foi muito, muito estranho.
- Como não se emocionar na cena da Michonne segurando o bebê? Algo me diz que ela já perdeu uma criança, e que por causa dessa perda ela se tornou uma pessoa fria.
- Lizzie – a filha de um dos mortos neste episódio – lamentou a morte de um zumbí e não lamentou a morte do pai. Tipo, WHAT? Pra completar, ela está alimentando os errantes das grades como se fossem animais de estimação. Será que ela está perdendo a cabeça e pode se tornar uma ameaça pro grupo? Eu sinceramente acho que esse comportamento não é aleatório, mas vamos ver como o personagem será desenvolvido nos episódios que estão por vir.
- Carl ganhou de volta sua arma e Rick ganhou de volta sua confiança. Estamos evoluindo, graças a Deus!
- Escrevia “Rick” pelo costume, mas prometo que essa é uma mania que vou deixar para trás.

Promo 4x03 "Isolation"
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Greg vai ser sempre Greg kkkkkkkkkkkkkkkkkkk tbm acho, mas faz qdo tempo que esse série foi gravada pq esse menino não cresce, ate o Carl cresceu era um bb e agora os dois são do mesmo tamanho...
    A parte dos porcos que q eu entende foi ate q veio a doença por isso Rick mandou eles pra morte. Mô dó, mas valeu.
    TWD precisa disse os errantes são os principais, acabou o mimimi agora é sobrevivência mesmo. A série cresceu mto, mudou os relacionamentos e as pessoas, foi crescendo aos poucos só não imagino a onde isso vai levar. Até onde vai a relação dos seres humanos, crianças não são mais crianças vide Carl e agora as irmãs lindinhas e loirinhas.

    ResponderExcluir