sábado, 12 de outubro de 2013

[Crítica] Supernatural - 9x01: I Think I'm Gonna Like It Here (Season Premiere)

Just call me Angel of the morning, Angel.

Review:
(Spoilers Abaixo) 

Sei que ando meio sumido aqui do Blog, mas com a fall batendo na nossa porta, vim aqui cumprir aquela promessa que fiz há mais ou menos oito anos: Vou com Supernatural até o fim. Na riqueza e na pobreza, na saúde e na doença, até que o cancelamento nos separe. Claro que vou reclamar um pouquinho nessa jornada, e quem acompanha minhas reviews sabe que isso é quase uma profecia. Mas este é meu papel. Estou aqui para comentar, discutir, e é claro, apreciar esta ótima série que já está se tornando imortal.

Felizmente, esse ano começou de maneira indiscutivelmente positiva. Este episódio foi sensacional do início ao fim, apesar de não ser exatamente o que eu esperava. Não sei se vocês lembram, mas no final da temporada passada, eu profetizei o apocalipse que estavam nos devendo há três anos. Pois bem, ele não foi entregue. Ao invés disso, acompanhamos a batalha de Sam pela sobrevivência dentro da própria cabeça e a caça ao Cas que os anjos – literalmente - sem graça iniciaram. Então, mãos a obra.

Logo após ter sido salvo pelo irmão, Sam é levado ao hospital e acaba entrando em coma. De acordo com o médico, era a maneira do corpo dele dizer que estava fazendo o possível para melhorar, mesmo que estivesse a beira de uma morte cerebral. Sendo assim, Dean não teve outra alternativa se não implorar pela ajuda dos anjos. Brilhante ideia, não é? Os anjos, que tinham provado ser piores que demônios há várias temporadas, e que foram expulsos de casa com certeza iriam ajuda-lo de bom coração, só que exatamente ao contrário.

Enquanto o Dean se resolvia com eles, Sam estava preso num mindfuck quase sem sentido para decidir se queria viver ou morrer. Nada parecido com jogos mortais, é claro, isso seria absurdo para um caçador que tem medo de palhaços. Na verdade, acho que a ideia era fazer de tudo para que o Jared interagisse no episódio mesmo estando em coma. Então pegaram um Dean, um Bobby, uma floresta, uma cabana, a morte e conseguiram algo convincente para que o drama estivesse em alta. Eu simplesmente adorei quando o Sam entrou na cabana para conversar com a morte. Teve muito mais impacto que as outras milhares de vezes em que o personagem quase partiu dessa pra uma melhor, se é isso que vocês estão se perguntando.
 
Bem, como eu esperava, Dean fez uns paranauês descolados pra convencer o irmão a lutar pela vida. É claro que ele apanhou igual Rihanna daqueles anjos vingativos, mas enfim, nessa série até espírito apanha, quanto mais o proletariado humano. Só precisamos colocar em evidência a trollada majestosa do Dean, que mandou os anjos lá pra PQP de charrete. Confesso que estava sentindo falta dessas zueras do personagem, porque como ele realmente não tem ninguém. 

Agora, voltando ao caso Sam, só havia uma maneira de impedir que ele fosse dar um passeio com a morte: Sendo possuído por um anjo. E é claro, tinha um anjinho super prestativo ao lado que resolveu fazer esse “sacrifício”. Deixando de lado que ele parece o Daryl de The Walking Dead depois do banho de primavera, acho que ele não é assim tão bonzinho. O cara foi expulso do céu, tava fraco pra caramba, e ajudando os Winchesters como se anjo fosse flor que se cheire. Estava na cara que ele tinha segundas intenções. Acho que ele deu essa ideia porque o Sam é um ótimo receptáculo, que não definha como os outros seres humanos. Talvez ele só queira ter uma chance de sobreviver até descobrir como voltar pro playground celestial. E até lá espero que o Sam esteja bem.

Cas, que também perdeu sua graça, agora está como todos os outros anjos. Precisa comer, dormir, beber água, tomar banho, ir a lavanderia, fazer curativo e todas essas paradas de seres orgânicos que nós infelizmente vivemos. Se esse fosse o problema, tudo bem. Mas tem alguns milhares de anjos atrás dele querendo vingança por ele ter se deixado enganar por Metatron, porque apenas isso faz sentido. Uma delas foi a April de The Vampire Diaries, que chegou, sequestrou, mutilou, e ainda de quebra perguntou pela Rebekah. Ta, ela não perguntou pela Rebekah, mas sei que todos vocês pensaram nisso quando viram a moça, hahaha.

Então, pessoal, é isso que eu tenho a dizer sobre este episódio de estreia. Peço desculpa pelas inúmeras piadas no decorrer da reviews, mas é isso mesmo que acontece quando a criatura ta de bom humor. Espero que tenham gostado deste episódio assim como eu e que continuem me acompanhando por aqui. 9x02, venha que eu quero lhe usar.

PS: Que cena foi aquela do Cas tirando a roupa na lavanderia? Aposto que muitos Hunters aprovaram.

PS²: Crowley continua no porta malas do carro. Mas cadê a Abaddon?

Promo 9x02 "Devil May Care":
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Lоok adѵanced to

    far added agreeable from you.

    my weblog - website

    ResponderExcluir