segunda-feira, 21 de outubro de 2013

[Crítica] Scandal - 3x02: Guess Who's Coming To Dinner


O diabo tem muitas máscaras.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Quando a gente pensa que a temporada vai desacelerar, ela samba completamente na nossa cara. Scandal definitivamente é uma das séries mais deliciosas que eu assisto atualmente. Mesmo os episódios mais aleatórios são interessantes e cheios de reviravoltas. Esse segundo episódio segue exatamente de onde a Season Premiere parou. Eu não esperava que fosse tão frenético quanto o anterior, mas como já disse por aqui, o roteiro dessa série é só tiro, porrada e bomba. Olivia Pope pode até descansar em algum momento nessa terceira temporada, mas definitivamente não será essa semana.

Esse plot da Liv defendendo uma mulher que supostamente transou com o presidente não é novidade. Lá na primeira temporada, ela já defendeu o mesmo caso. A diferença é que dessa vez a mulher não tem qualquer relação e sequer esteve sozinha com o presidente alguma vez. E como a Olivia é a rainha daqueles que não podem se proteger, ela definitivamente assumiu o caso do novo furo de notícias da mídia. Poderia ter sido diferente? Claro que não. Olivia é a culpada, de uma forma indireta. Tudo bem que ela não colocou o nome da mulher na reta, mas foi a culpada pelo fato da Casa Branca usar um bode expiatório. Não acredito que o enredo voltará a focar na possibilidade do caso da Liv e do Fitz se tornar público tão cedo. Esse basicamente foi o tema da temporada anterior, que se encerrou de uma forma digna nesse começo de temporada.

Eu adoro episódios com flashbacks! Não estou falando só dessa série, mas sim do geral. É muito interessante saber de alguma coisa que sempre esteve lá, mas a gente sequer suspeitava. É preciso também ter muito cuidado e inteligência, porque não é fácil mexer com o passado. Nem preciso dizer que o roteiro dessa série é realmente muito bem amarrado, então todos os episódios envolvendo flashbacks são ricos em informações e conseguem fortalecer os fatos que vemos no presente da narrativa. Em uma série que fala sobre controlar os pontos de vida e abafar escândalos, flashbacks são uma grande carta na manga, porque eles não só podem explicar algo que está acontecendo no presente, como também pode desencadear uma consequência.

Dentre todos os Gladiadores de Terno, o mais interessante - na minha humilde opinião - é o Huck. Ele tem toda uma história original para ser contada, um passado obscuro que relacionado diretamente com o que os protagonistas estão para enfrentar e é um personagem que pode trazer uma bagagem ilimitada para a série. Ele é diferente da Abby ou Harrison. Suas habilidades e o seu passado o tornam um elemento muito mais útil para a narrativa. Ainda assim, eu gostaria de ver um pouco mais dos outros Gladiadores. Sabemos tanto de alguns, mas poucos de outros. Harrison ainda não teve nenhum grande momento no enredo e provavelmente será mostrado em breve.

Eu me surpreendi com o começo dos flashbacks ao ver o pai da Liv todo simpático. Acontece que essa era apenas uma máscara do diabo. Todos sabíamos que ele tinha garras afiadas, vimos isso na Season Premiere. Então o objetivo desse episódio era mostrar o momento em que a Liv viu a máscara do seu pai cair. Tenho que parabenizar a excelente atuação do ator que interpreta o ator da Olivia. Ele consegue mudar o tom do seu personagem em alguns segundos. Vemos sua expressão feliz e sua voz tranquila em um momento e no outro, ele está parecendo uma cria do demônio dando ordens. O melhor exemplo disso é a cena do jantar, em que a Liv finalmente descobre onde seu pai trabalha e o confronta.

O plot envolvendo a nova suposta amante do presidente também chegou ao fim. Não estava exatamente a fim de acompanhar esse drama, então fiquei muito satisfeito ao ver que já terminou. E, claro, de uma forma que ninguém iria prever. O próprio Presidente confessou o caso, deixando o garota com a cara na poeira. Bem feito para ela, já que havia se vendido antes. Podem chamar de karma! E todas as decisões controversas do Presidente aconteceram justamente porque a Olivia questionou o seu poder. Como ele não quer deixar de ser o macho alfa, rapidamente encontrou uma saída. Mas, convenhamos, se Jake está solto, é por causa da Olivia e o retorno dos jantares aos domingos.

PS. O que foi aquela cena do Huck enforcando a Liv? Fiquei tenso.

PS². Sou Team Jake até o fim. Não gosto nada desse "amor épico" e doentio entre ela e o presidente. Acho meio exagerado. Será que as pessoas podem amar tanto assim? Só espero que o Jake consiga o reconhecimento por parte da Liv e eles se aproximem agora que ele está frágil.

PS³. Mellie e o Cy formam a melhor dupla. Eles definitivamente não têm o menor senso de moral. É por isso que é tão divertido ver quais os próximos movimentos deles.


Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário