sexta-feira, 11 de outubro de 2013

[Crítica] The Originals - 1x01: Always And Forever (Series Premiere)


O que nos torna poderosos?

Review:
(Spoilers Abaixo)

Há alguns meses atrás eu critiquei o episódio Piloto desse série, onde apresentava uns dez minutos de cenas inéditas, excluindo as tramas paralelas com o elenco de The Vampire Diaries. Pois, para minha surpresa e de todos, os produtores realmente inovaram. Faz muito sentido eles fazerem algo diferente, já que os espectadores já viram aquilo antes. E o melhor de tudo é que eles abordam a mesma história, mas pelo ponto de vista do Elijah. Todos amam esse original e não poderia ter sido uma escolha melhor. Esse primeiro episódio não só apresenta bem a história da série para o espectador que não acompanha The Vampire Diaries, como também diverte e impressiona aqueles que viram o episódio Piloto.

Não pensem em pular essa Series Premiere pensando que é a mesma coisa com um ponto de vista diferente. Há toda uma nova história e abordagem. Escondida pela narração do Klaus, havia todo um desenrolar da ação do Elijah. Pouquíssimas cenas são as mesmas. E além de ter um ponto diferente, o roteiro também preenche alguns espaços vazios deixados pelo episódio anterior. É realmente muito inteligente e ainda consegue respeitar a cronologia proposta pela série. E, claro, temos um desfecho de tirar o fôlego que deixará todos com a cara no chão. Alguém realmente esperava por aquilo? Vamos falar sobre isso mais para frente. Por enquanto, vamos nos dedicar a outros aspectos.

Parece que os flashbacks serão recorrentes na série. Nós já conhecemos a história dos Originais, aprendemos com calma no decorrer de The Vampire Diaries, então acredito que os roteiristas fizeram um trabalho interessante em recontar e apresentar novos elementos. Há vários outros flashbacks envolvendo cenas originais, como o primeiro, que mostra os irmãos chegando à Nova Orleans, um lugar que é conhecido como a nova Salem, casa das bruxas. Aliás, é impressionante o destaque que as bruxas estão tendo nessa Fall Season. Além de serem importantes na trama dessa série, elas também ganharam espaço em American Horror Story: Coven e na novata Witches of East End. Estou amando tudo isso!

Agora, falando dos personagens em si, não consigo entender porque os fãs não gostam da Hayley. Ela não fez nada de errado e eu gosto bastante da personagem e sua interação com o Elijah. Vejo um possível romance entre eles dois - isso é claro se o Elijah puder em breve. Hayley sempre foi uma bad girl, mas agora ela está completamente frágil. Gosto dessa proteção que o Elijah traz a ela. E já que estamos falando de garotas más, fico me perguntando quando a Rebekah dará as caras de verdade na série. Eu jurava que ela iria aparecer no final do episódio e pegar seu irmão com a mão na estaca massa. Vamos confessar que teria sido chocante.

E qual a grande questão da série? Poder. Esse é apenas o começo da ascensão da família Original. Klaus jura que está sozinho o torna forte, mas não precisa ser um gênio para saber que o Elijah sempre esteve certo. Família é poder. E, ao empalar - mais uma vez, diga-se de passagem - o Elijah, Klaus está perdendo sua força e sequer se deu conta disso. É engraçado, mas eu realmente quero ver essa família se entendendo. Eles têm séculos de mágoas, mas não conseguem aprender com seus próprios erros. Apenas o Elijah apresenta honra e sabedoria de uma pessoa que viveu durante séculos. Quero ver essa mudança nos outros, que eles parem de pensar em si mesmos e passem a agir juntos, confiando plenamente um no outro. Eu sei que isso não vai acontecer logo, mas acredito que será divertido assistir esse desenvolvimento.

Nesse episódio nós também soubemos um pouco mais sobre a bruxa poderosa que o Marcel tem sob o seu poder. Ao contrário do que se podia pensar, ela não é uma prisioneira. Pelo que parece, eles são namorados. Assim como os outros, também quero ver mais do que ela é capaz. Bruxas poderosas e malvadas sempre são interessantes de assistir. E o que ela quis dizer com Bruxas Originais? Bem, este foi um episódio ótimo e só espero que a série continue a nos surpreender. Os irmãos têm séculos de histórias e desavenças para contar e sabemos muito pouco pelo que eles passaram. Estou ansioso para descobrir tudo e me pergunto se passaremos a gostar do Marcel em um futuro próximo...
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário