sábado, 17 de agosto de 2013

[Críticas] Pretty Little Liars - 4x10: The Mirror Has Three Faces

A vingança vem a cavalo e se veste de vermelho.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Alô, alô, Graças a Deus. Mais um episódio, mais loucura das little monsters liars, ou seja, mais nada. O que acontece com os roteiristas dessa série? Desde o episódio passado que a trama tem me dado soninho, nada com nada. Informações que mais confunde do que responde, mistérios e mais mistérios, dúvidas e mais dúvidas, teorias e mais teorias. E no meio disso tudo, tantas possibilidades pra se seguir, o roteiro mantém-se na mesma. Procurando saídas fáceis e óbvias, jogando coisas desconexas que só fazem sentido na cabeça de quem roteirizou porque na minha, não faz. Na verdade, tudo me parece escrito por uma criança de 10 anos, que tomou alguma bebida do pai, e acabou tendo uma alucinação louca que resultou nessa história. Daqui a pouco, Lost vai parecer coerente se comparado com Pretty Little Liars, que por si só, já é a coisa mais confusa desde a Bíblia. 

Essa semana vamos fazer diferente e começar falando de quem não fez nada, e sim, o prêmio Mosca Morta da Semana vai para Hanna. Alguém me diz, o que Diabos essa menina fez? Discutiu com o pobre Caleb, que está saindo da série mas continua sendo a coisa mais inútil e ao mesmo tempo, inteligente entre os personagens. Pena que a loirinha insiste em ser a mais sonsa das liars e não escuta o namorado. Eu já estou querendo entrar dentro da série pra gritar aos quatro ventos que -A está de volta. Mas não. "Vamos manter segredo, mesmo que já estejamos todas fudidas e não tem o menor sentido esconder a existência de um novo -A.", é o que elas pensam. Só pode ser isso. 

Já Aria, mostrou que merece o título de "Piriguete" que recebeu do Boomerang aqui no país. Afinal, a mesma está sempre com algum macho e só ajuda no desenvolvimento da trama, quando, de alguma maneira, o macho atual pode estar envolvido. Tipo, essa semana ela só fez algo de "útil" (vale ressaltar que ela só descobriu coisas que já sabíamos/suspeitávamos) porque já ia viajar convenientemente pra poder assistir o seu macho lutando. Aquele monte de coisa que a figurante avulsa falou só serviu pra confirmar o que qualquer pessoa com meio cérebro já sabia - o que reforça a teoria de que Marlene King é o pseudônimo de alguma criança pra escrever algo tão óbvio. Muito blá, blá, blá e pouca Cece Drake em tela. 


Quem tem a maior cara de pau?

Aliás, esse lance de muito blá, blá, blá e pouco tempo de tela, também serve para o Wren. Gente, mas esse homem surge do nada - depois de um tempo na Inglaterra que é pro sotaque está mais forte - só pra jogarem todas as suspeitas pra cima dele. DEPOIS de quatro anos de série, jogam a suspeita pra cima de um personagem que teria sido um primeiro -A excelente. Mas agora? Tudo que conseguem é minha cara de "É memo?". Wren estar envolvido nisso tudo está meio que óbvio desde o começo da temporada, não surpreendeu mais ninguém. Mas o pior, é que mesmo deixando claro o envolvimento dele, temos que ficar aguentando troca de indiretas e diálogos ambíguos, quando não há a menor necessidade disso. Só pra parecer que o roteiro é mais inteligente do que realmente é.

Paralelamente, temos o plot que ninguém se importa mas continuam dando destaque: a morta da mãe de Tobinha. Alguém liga pra descobrir o mistério em volta de um assassinato de uma personagem que nós nem conhecíamos? É algo que não tem a menor necessidade e não consigo ver nenhum objetivo útil e claro nessa trama. É o que eu venho dizendo, a série tem seguido por rumos irreais. É impossível acreditar que uma adolescente (seja ela a Cece ou a Alison) saia por aí assassinando a mãe dos outros. Ou vai me dizer que as duas jogaram e leram muito Assassin's Creed? Duvido muito.  

Falando nelas, e toda essa história delas sentirem vontade de imitar os jeitos uma da outra? Confuso, não? Muito cuspido, parece até absurdo que as pessoas não se importaram em colocar Cece como uma das maiores suspeitas de ter assassinado a Alison no começo da série. Como eu posso levar a sério, uma série que transforma o principal vilão da série, em uma personagem que demorou três temporadas pra ser "introduzida na trama". Eu digo "introduzida na trama" porque assim como Shana, Cece sempre esteve envolvida na história - literalmente desde seu começo - mas só surgia na trama depois. A grande questão é que sequer citavam essa garota. Como do nada, ela é a maior suspeita de tudo? Eu espero do fundo do meu coração que não seja a Cece a vilã.

Bom, Cece ou não, -A existe. E está trabalhando muito, infelizmente, não manda mais SMSs tão sádicos como antigamente. O que faz muita falta na série, analisando no geral. Esse novo -A tenta parecer mais bad ass, mas nem consegue. A crueldade dele é infundamentada, e pra mim, nada justifica tamanha vingança. O pior é saber que estamos há tão poucos episódios da tão aclamada Summer Finale da série, que provavelmente irá nos decepcionar, como acontece com a maioria dos episódios, infelizmente. 





New Hell
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Disse tudo Ricardo... Já estou de saco cheio de eles ficarem inventados novos mistérios como a morte da mãe do Toby e não resolver outros pendentes... Vai acumular tantos mistérios que vão ficar pendentes assim como LOST!

    ResponderExcluir