domingo, 14 de julho de 2013

[Crítica] True Blood - 6x04: At Last


A chave para a sobrevivência está no sangue.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Vocês realmente pensaram que eu tinha me entregado ao sol? É melhor pensar novamente, porque eu estou de volta. E, provavelmente, continuarei por aqui no próximo episódio também. João está tendo problemas em se controlar com o TruBlood e foi visto pela última vez aterrorizante em um convento. Até que ele se recupere mentalmente, eu estarei aqui por vocês. Sabe como é, vampiros novatos tendem a romper facilmente. Enfim, vamos ao episódio dessa semana, porque a série tem se desenvolvido melhor do que minhas expectativas. Apenas calando recalque.

Seguindo a linha narrativa apresentada no final do episódio passado, At Last continuar a explorar a busca do Bill pelo sangue de fada. Depois de sua visão com vários vampiros sendo expostos ao sol e recebendo a morte verdadeira, ele busca desesperadamente por uma solução. Afinal, se o sol não for mais uma fraqueza, é possível que ele consiga mudar o futuro. É impressionante como ele seguiu pelo caminho mais difícil. Convenhamos, se vocês fossem vampiros em Bon Temps, com toda essa onda de violência, vocês realmente continuariam na cidade ou iriam para um lugar tranquilo do mundo viver sua imortalidade em paz? Foi o que eu pensei. Mas eu entendo que o Bill se sinta o "deus" dos vampiros e, sendo assim, é responsável por ele.

Infelizmente, logo agora que o Bill precisa de uma fada particular, a Sookie fez questão de excluí-lo de sua vida. O que fazer? Buscar por outras fadas. E, como um passe de mágica, o Bill se depara com quatro delas. As filhas do Andy cresceram, viraram adolescentes safadinhas, e facilitaram muito a vida do vampiro. Eu realmente gosto dessas meninas, apesar de gostar mais de sua versão criança inconveniente. Mas, de qualquer forma, acredito que essa é a melhor fase do Andy. Ele ficou muito tempo sem um grande propósito na série, então estou curtinho bastante essa relação fofa que ele está tendo com suas filhas, aceitando-as incondicionalmente. Espero muito que elas não tenham morrido, apesar de achar isso improvável.

Sookie, pela primeira vez em muito tempo, segue com uma trama própria, sem se apoiar na história dos outros. Não estou dizendo que ela não era importante, muito pelo contrário. Porém, ela sempre era tragada para a trama principal da temporada, que, por diversas vezes, não tinha muito a ver com ela. E, agora, ela está desenvolvendo sua própria história. Essa semana, inclusive, esse plot do Warlow sofreu uma enorme reviravolta. Acontece que o fada Ben é o próprio Warlow. E essa revelação aconteceu logo nos primeiros minutos, apesar dos outros personagens demorarem um pouco mais para descobrir isso. A primeira a fazer as ligações foi a Sookie, obviamente. Jason demorou bastante, mas também descobriu sozinho.

Aliás, o que aconteceu com aquele vampiro nojento e barbudo que saiu do buraco? Como ele se transformou no... Ben? Não há nada mais mágico que os efeitos do prestobarba. O importante nisso tudo é que não está claro o que o Warlow quer com a Sookie. E, apesar de ser o grande vampiro - filho da Lilith - ele não matou nenhuma de suas ameaças nesse episódio. De fato, além de não fazer mal ao Jason e apenas jogar o Nail em outra dimensão, ele seguiu para o seu encontro romântico com a Sookie, que fechou o episódio com a frase diva "Get the fuck off me, or die, Harlow". Acredito que ele será a peça chave para desvendar o que o Bill se tornou.

Por último, temos a transformação da filha do governador. Desde sua primeira aparição, a garota está transbordando de hormônios. Nem mesmo a Sookie, que é a maior safada que essa série já viu, força tanto a barra. E, Eric tendo um excelente golpe político em mente, a transformou em vampira. E o mais legal foi ver o Governador quase quebrar diante de sua filha transformada. É uma pena que ela não tenha resistido à sua fome por sangue, o que jogou a possibilidade de uma trégua por água abaixo.

PS. Pouco a pouco, todos os nossos vampiros estão sendo capturados. Nora foi uma das primeiras. Seguida de Pam, que se ferrou por causa da maldita Tara. É impressionante como estragaram a essência da personagem. Espero que a Pam se recupere, porque essa relação com a Tara é medíocre, assim como ficar tomando esporro do Eric.

PS². Alcide está se tornando um dos personagens mais chatos de todos os tempos. Até mesmo aparecer sem camisa está cansando. Esse é o verdadeiro caso do poder subindo a cabeça.

PS³. Alguém realmente se importa com o Sam e aquela garota?

PS4. O que foi o Jason tendo sonhos eróticos com o Ben? E ele questionando sua heterossexualidade? Por favor, essas cenas não têm preço.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário