domingo, 14 de julho de 2013

[Crítica] Teen Wolf - 3x06: Motel California


Muita coisa pode acontecer em uma noite.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Quem leu minhas críticas publicadas anteriormente sabe que eu estou no comando dessa bagaça pelos próximos episódios, por motivos diversos. É noite de lua cheia e ela traiu o João, assim como traiu a Joelma. Mas as críticas não podem acumular, não é verdade? Por isso, enquanto ele estiver fortemente medicado para manter o controle, estarei aqui com vocês. E Teen Wolf está uma verdadeira loucura atualmente, não é mesmo? Simplesmente a melhor fase da série, não tem nem comparação com a primeira temporada. Além disso, os personagens em si estão bem mais maduros e muito mais interessantes.

O episódio dessa semana continua com a excursão escolar apresenta na semana passada. Quão interessante é uma excursão onde você dorme em um quarto de motel com qualquer pessoa à sua escolha? Essas coisas não acontecem por aqui... Muito menos um motel que é campeão em suicídios - e contando. O episódio começa com eventos do passado, mostrando um Argent que foi mordido por um lobisomem e se matou em um dos quartos. Apesar de parecer fora de conexão, esse plot serviu para colocar o pai da Allison de volta na trama. Ele estava isolado, querendo cuidar dos próprios assuntos, mas agora irá bater de frente com o Deucalion. Pelo menos os mocinhos receberam um reforço.

E os recalcados devem estar pensando "Quem é um humano na noite em uma briga de alfas?". Pois eu digo que os humanos são tão fundamentais quanto os lobos. Esse episódio, por exemplo, focou na Lydia, Stiles e Allison tentando salvar os lobinhos pelo motel maldito. A resistência humana simplesmente arrasou e conseguiu salvar todos eles. O momento mais emocionante, porém, aconteceu no final do episódio, quando o Scott tentou tacar fogo em si mesmo. Stiles mostrou que sua amizade é forte e ela tem poder. Acostumado apenas a soltar as frases cômicas, ele acabou sendo o verdadeiro herói.

Como não destacar o momento entre o Ehtan & Danny? O enredo finalmente ficou nos dois juntos e não poderia ter sido em um lugar mais sugestivo do que um motel, onde a pegação fofa rolou de forma intensa. A cena realmente me surpreendeu - positivamente -, porque eu esperava algo mais parecido com a pegação que rolou com a Lydia e o outro gêmeo. Mas foi ótimo o tom da cena, com aquela conversinha no meio da pegação. Deu para ver que o Ethan realmente se importa com o Danny, diferente do que algumas pessoas pensavam. Espero que o Ethan passe para o lado do bem, até porque, ele já está praticamente com um pé no lado branco da força.

Lydia é outra personagem que cresceu imensamente nessa temporada. Muitos sentem saudades do Jackson e esperam o seu retorno, mas eu não quero que ele retorne. Sem ele, a Lydia se tornou uma personagem muito mais forte e independente. Agora ela está no centro da trama, correndo para salvar os seus amigos. Ela provavelmente irá bater de frente com o ser desconhecido que está fazendo os sacrifícios, já que ela está ligada a esses eventos de alguma forma. Fico curioso para saber que tipo de ser sobrenatural ela é, até porque, desde a temporada passada está claro que ela não é normal.

Por último - e não menos importante -, temos o Derek em busca de uma forma alternativa de cura. Nesse episódio, aprendemos que não importa o quanto você esteja machucado, sexo nunca está fora dos limites. E nada melhor do que contato & atrito para acelerar o processo de cicatrização. Brincadeira à parte, estou gostando muito dos dois como um casal e, apesar da Jennifer Blake ser nova na série, já está conseguindo me conquistar. Porém, olho aberto, queridos! Os fãs já estão especulando que a Blake é a criatura sobrenatural que apareceu montada no ódio no meio do fogo. Eu não acredito nisso, até porque, ela estava com o Derek - apesar de reconhecer que o roteiro poderia facilmente explicar que as duas cenas aconteceram em momentos diferentes. Mas, apesar de eu achar improvável, reconheça de que criatura é uma mulher.

PS. Infelizmente o Boyd foi encontrado vivo em seu quarto de hotel.

PS². Sem o seu macho, Scott, Isaac ficou desnorteado e se escondeu.

PS³. Perseguições. Gritos. Serra elétrica. Explosão. E nenhum dos figurantes viu nada fora do comum. Digamos que o apito do treinador também conseguiu adormecer seus sentidos.

PS. Alguém realmente achou que a mãe do Scott iria morrer? Amo aquela mulher, gente.

Criatura maligna te observa do inferno - assim como o Gerard.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
4 Comentários

Comentário(s)

4 comentários:

  1. Só uma correção, motel em inglês não tem o mesmo significado que em português, portanto não tem sentido o que você falou sobre Ethan e Danny, já que em inglês motel é "motor hotel", isto é, hotel de estrada, pra quem está viajando. Motel em inglês seria algo como "love hotel".
    Como alguém pode não querer que Jackson volte? Eu to adorando a Lydia mais independente nessa temporada, mas mesmo assim estou morrendo de saudades das cenas com o Jackson - especialmente sem camisa né.

    ResponderExcluir
  2. O Gerrard tá vivo ele aparece no final do episódio.

    ResponderExcluir