domingo, 7 de julho de 2013

[Crítica] Saving Hope - 2x01: I Watch Death (Season Premiere)

- Eu vejo gente em coma.
- Com que frequência?
- Todo o tempo!

Review:
(Spoilers Abaixo) 
VOLTOU, VOLTOU, Paola voltou! Só que não. Para aqueles que assim como eu estavam ansiosos pela volta de Saving Hope, só tenho uma coisa a dizer: valeu muito a pena a espera! Estava com muita saudade dos nossos médicos e louco para voltar a falar da vida e drama deles. Sem mais, me sigam, por que a season première da segunda temporada abriu o caminho para muita coisa na trama.

Uma das coisas que me surpreendeu na volta de Saving Hope foi o fato de não mostrar nenhuma consequência drástica do fato da Alex criar raízes enquanto esperava o Charlie para casar, do contrário, já vimos os dois felizes e tirando sarro do ocorrido em meio a um tiroteio. Engraçado, mas parecemos ter um padrão e mais uma vez a season première da série foi marcada pela quase morte dos protagonistas. Por um segundo pensei que o Charlie voltaria a ficar em coma, mas isso foi só no meu subconsciente, pois esse é uma trama que não daria certo de novo.

Do contrário, os roteiristas se aproveitaram do novo dom do Charlie de ver e falar com espíritos, fantasmas, projeções astrais ou seja lá o que esses seres invisíveis sejam para dar continuidade à trama, e, não poderia ter sido de melhor forma. Adorei ver nosso médico de volta à ativa, só vou sentir falta do smoking e gravata.

A trama com o ser-do-outro-lado rendeu boas risadas, além de levar o Charlie a acreditar que estava louco. Com certeza só o tempo ajudará ele a aceitar esse novo dom e se abrir com outras pessoas, como a Alex. Por falar nela, nossa médica parece estar à beira de um colapso, depois de ver a morte do amor da vida dela de perto pela segunda vez. Foi muito legal a história desenvolvida com ela e com a Maggie.

Voltando ao Charlie e deixando o lado cômico de lado, foi muito emocionante ver ele ajudando o espírito do paciente a ficar em paz e por fim poder seguir para a eternidade em paz. Espero ver mais cenas assim durante a temporada e que a série consiga sustentar a boa qualidade que vem mostrando.

Os destaques do episódio ainda foram para a Dawn, que piscou a xavasca pro Joel depois de levar uma regulagem na sala de cirurgia. Seria cômico se os dois ficassem juntos, quase resignativo. Dawn, eterna apaixonada pelo Charlie e Joel eterno apaixonado pela Alex resolvem juntar as mágoas e dar início a uma história de amor regada a muitas dores de um amor platônico. Espero que seja assim, por que não quero que nada abale o casal que eu tanto amo. #TeamChalex

Finalizando, só tenho uma reivindicação: MAIS GAVIN E MAIS ABDOMENS! Aqueles que acompanham minhas reviews já devem ter notado que depois do Charlie, Gavin é meu segundo amor na série. Então, vê-lo exibindo o corpitcho não faria mal algum, pelo contrário, meus hormônios agradeceriam. Sem mais, espero vocês para mais uma temporada que promete ser marcada por grandes emoções. Até o próximo episódio meus queridos.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Confesso que também pensei que veríamos alguma drama ou alguma situação decorrente do acontecido que marcou a season finale da primeira temporada. Fiquei chateada porque eu esperava isso mas ao mesmo tempo feliz sobre o modo como ele conduziram o episódio nesse ponto. E sim, mais Gavin seria ótimo *o*

    ResponderExcluir