domingo, 2 de junho de 2013

[Crítica] Awkward. - 3x07: Guilt Trippin'

So you think you can dance? 

Review:
(Spoilers Abaixo) 

Dizem que a formatura do ensino médio é o evento mais importante da vida de um adolescente. O colégio é deixado pra trás, as faculdades abrem suas portas e uma nova vida toma início. Mas o baile continua sendo o responsável por motins e depressões coletivas que muitos podem confundir com aderência a puberdade. Não adianta ganhar um chapéu de formatura e ir pra uma das melhores faculdades do país. Se você não é convidado para o baile e não ganha um broche pessoal maior que sua mão, você nunca vai ser alguém.

Por sorte, Jenna não sofre mais com este complexo de rejeição. Ela tem amigos incríveis, um namorado perfeito, uma família que a apoia, e claro, pessoas com cultura que continuam sendo fãs do seu Blog. Mas a cadeia alimentar ainda existe, assim como pessoas que se sentem inferiores por causa desses eventos. Pessoas como Kristy Patton, que deixam de se alimentar, precisam visitar a conselheira do colégio e passam o dia escrevendo sobre seus sentimentos num caderno velho. Exatamente como Jenna fazia antes de descobrir que era incrível. E por isso, ajudar esta pobre alma tornou-se sua obsessão semanal.

A princípio, desprezar um evento superficial lhe pareceu ser uma ótima maneira de criar a própria revolução em nome dos menos afortunados. Mas ela não poderia magoar o namorado pra tomar as dores de uma dúzia de desconhecidos que se odeiam, então, o baile continuou de pé. Só havia um problema. Tamara disse ao cunhadinho que Jenna se incomodava com a aversão que ele tinha pela dança, e que este poderia ser o motivo pra ele quase ter levado um fora. Foi o bastante pra ele começar a ter aulas com o rei da dança, Jake Teló, antes que mais um grupo de desconhecidos diga que Jenna é demais pra ele. 

Ao contrário do Finn, integrante do Glee Club, as aulas surtiram efeito. Ele não se tornou um mestre da dança e das expressões faciais como o melhor amigo, mas tenho certeza que é o suficiente pra arrasar no Esquenta, com a Regina Casé. E a cara que a Jenna fez quando o viu dançar pela primeira vez? E dancinha tosca no estacionamento ao lado da namorada? Hahaha! Tenho certeza que Matty esconde um garoto desajustado por baixo desse jogador de futebol. Assim como Jenna esconde uma garota segura e popular dentro de si. Se alguém ainda pergunta por que o romance deles dá tão certo, taí a resposta. 

E a garota que Jenna tentava ajudar? Bem, ela não era tão solitária quanto pensava. Na verdade, ela era uma traficante bem sucedida. Aquele pacote que jogou no lixo na hora do almoço eram drogas. Aquele caderno velho que Jenna pensara ser usado para escrever sobre seus sentimentos, servia para anotar quanto as pessoas estavam lhe devendo. E os olhos vermelhos quando saiu da sala da Val não eram de tanto chorar, eram devido as drogas que havia usado. Ou seja, de solitária a garota não tinha nada. Mas continuava sendo legal demais pra ficar sozinha num baile e ser presa no final, hahaha.

Já Ming, vamos dizer que ela foi um caso a parte. Becca lhe chantageou para que fizesse o baile ter um dos temas que queria, só pra que outro tema fosse escolhido e Ming saísse humilhada, usada e furiosa. Como Becca sempre consegue o que quer, nem preciso dizer o final dessa história. Só vale lembrar que a vadia sabe mesmo como aterrorizar alguém. Que cena foi aquela da Ming dizendo pras amigas que não tem como ela saber que está querendo vingança e a vadia mandar uma SMS dizendo “Eu sei”? Hahaha! Becca, somos seus fãs, mas você provavelmente sabe que estamos torcendo pra Ming ganhar essa guerra. Não é?
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário