domingo, 26 de maio de 2013

[Crítica] Stitches


Direção: Conor McMahon
Ano: 2012
País: Irlanda
Duração: 86 minutos
Título Original: Stitches

Crítica:

Dessa vez, a piada é com eles.

Quem tem medo de palhaço? Certamente eu não, porém, tenho consciência que muitas pessoas têm pavor desses seres que, supostamente, deveriam ser engraçados e brincalhões. Coulrofobia é o termo científico usado para designar o medo de palhaços. Não é algo tão incomum como se pode pensar e a maioria das pessoas conhece alguém que não é chegado a rostos pintados e cabelos coloridos. Para essas pessoas, assistir Stitches deve ser um verdadeiro pesadelo, mesmo que o filme não tenha sido feito para dar medo. De fato, esse é um dos únicos filmes que você pode morrer brincando...

A história desse filme tem início quando uma brincadeira cruel de algumas crianças durante a festa de aniversário de 8 anos de idade de Tommy, deixa o palhaço contratado, Richard “Stitches” Grindle morto no chão da cozinha. Agora, anos mais tarde, Tommy está prestes a fazer aniversário novamente e, pela primeira vez desde o incidente, resolve dar uma festa em comemoração com os seus amigos. Mas eles não contavam que isso traria o palhaço de volta dos mortos. Tendo saído de sua cova, Stitches irá buscar vingança contra as mesmas crianças que zombaram dele e que causaram seu fim horrível e prematuro.

Filmes envolvendo palhaços assassinos não é exatamente novidade. Apesar de não ser popular, há alguns exemplos que são considerados verdadeiros clássicos do gênero, como Palhaços Assassinos do Espaço Sideral (que, segundo boatos, ganhará sequência). Para aqueles que preferem algo mais sério, também podemos citar It, uma Obra-Prima do Medo, outro clássico intocável. Particularmente, eu gosto bastante do tema e sinto que ele poderia ser melhor explorado (porque ainda há muitas pérolas, como os slashers Palhaço Assassino e Drive-Thru: Fast Food da Morte). Por esse motivo estava ansioso para assistir a este filme, porém, moderei minhas expectativas.

Mesmo tendo assistido o trailer eu ainda consegui me surpreender com o resultado final de Stitches. Aqueles que buscam algo mais sério devem correr para as colinas o mais rápido possível, já que esse filme é uma verdadeira "palhaçada" (com o perdão do trocadilho). Há diversas cenas hilárias (uma delas envolvendo um triciclo, que pode ser vista no vídeo abaixo) envolvendo o vilão e sua vingança implacável. Esse filme não se leva a sério em momento algum e tem como objetivo principal entreter o espectador com as cenas mais improváveis possíveis.

Os pontos mais fortes são as cenas de morte. Sem exceção, todas elas são exageradas, sangrentas, violentas e mirabolantes. É até impossível descrever de tão surpreendente. O palhaço fantasma mostra criatividade em cada cena que participa, eliminando suas vítimas das formas mais bizarras possíveis. Como já disse, mas terei que repetir, as curiosas mortes foram feitas para quem quer ver jovens rebeldes morrendo da forma mais incrível possível, sem ter a preocupação da civilidade das cenas. Além disso, a maioria das mortes é feita com efeitos práticos e os efeitos são muito bons.

Apesar de não serem ruins, nenhum dos atores que interpreta os jovens se destaca. Alguns deles são carismáticos, como o melhor amigo do protagonista, mas todos eles ficam atrás da grande sombra de Ross Noble - interprete do vilão. Ele está mesmo fantástico em todas as suas cenas, levando sua "animação" a outro nível. Enfim, eu recomendo. Gostei bastante do filme e das mortes. Tirando as exceções que citei acima, acredito que todos irão se divertir se apenas desligarem seus cérebros e entrarem no clima da brincadeira.


Trailer Legendado:

Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário