quinta-feira, 2 de maio de 2013

[Crítica] New Girl - 2x20/2x21: Chicago/First Date

Realmente alguma coisa.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Como estamos ninha gente? Atrasados, eu sei. Mas fazer o quê? Não está fácil pra ninguém, não é verdade? Quem já passou pelo Ensino Médio sabe que essa época não é fácil pra ninguém, pois é nessa situação que eu e o João estamos. O Neff tem milhões de trabalhos pra faculdade e o Teus, por sua vez, trabalha pra garantir a sobrevivência nesse Brasil capitalista. Ou seja, tirar tempo pra escrever está cada vez mais complicado, afinal, o dia não tem as 90 horas necessárias pra fazermos tudo que gostaríamos. Mas eu diria que essa altura vocês já estão acostumados com isso, mas relaxem que algumas mudanças estão vindo, e atrasos não serão mais tão usuais.

Bom, depois da sequência delicinha que a série vinha mantendo, confesso que achei esses dois episódios bem a baixo da média. Mas bom, não seria New Girl se não fosse essa grande montanha russa de qualidade, não é verdade? Acho que agora que comecei a assistir outras comédias (graças ao Netflix - sem merchan, pfvr), New Girl está cada vez mais...comum.

Nessa reta final está evidente que o destaque é de Nick e Jess, a relação dos dois está se desenvolvendo a baby steps, mas mesmo assim, está sendo gostosinho de se acompanhar isso. Lógico, que sinto falta da interação entre todos. Com o romance de Jess e Nick enfasado, sobra pra Winston e Schimidt pra segurarem as pontas no lado mais non sense da série. Eu até gosto disso, mas sinto falta de uma storyline pra eles, sinto MUITA falta. 

Eu particularmente adoro quando sitcoms trazem participações especiais, são sempre muito boas e rendem personagens memoráveis que faz com que nós sempre queiramos que eles voltem. Esses dois episódios trouxeram bastante participações especiais, inclusive a volta de Russel - que apareceu só pra...não sei, achei super aleatória a aparição dele, mas enfim. Quem nunca quis que um ex aparecesse no encontro com seu novo par em potencial só pra sambar na cara dele? Pois é.

Ambos os episódios foram feitos de momentos, ambos tiveram momentos hilários e ambos tiveram péssimos momentos, que me faziam querer adiantar o episódio pra frente. Jess de Elvis, o guarda que todo hora aparecia pra multar eles por atravessarem no lugar errado, as brigas de Jess e a mãe de Nick, entre outras, foram algumas das melhores cenas dessa temporada.

Não é como se esses dois episódios tivessem sido horríveis, mas bom, como dizem "Nem tudo que reluz é ouro" Ambos os episódios poderiam ter sido melhores. Afinal, são 20 minutos do meu tempo, precioso tempo. Desisto de especular o que falta na série, se falta mais tramas centrais, se falta personagens no elenco fixo. Ou se é outra coisa. Bom, a questão é, por mim, a série não volta pra grade do blog na terceira temporada...Rezem pra que alguém assuma a série até a próxima Fall.

Minha reação ao descobrir que tinha deixado tantos episódios de New Girl acumular...
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário