Especial

Foto:

[Crítica] Grimm - 2x20: Kiss Of The Muse

Beijo na boca é coisa do passado, a moda agora é ficar obcecado...

Review:
(Spoilers Abaixo)

Quando você pensa que os roteiristas finalmente pegaram a manha, eles me vêm com o episódio que por muito pouco, não foi o pior da temporada. Totalmente sem propósito, desconexo com o enredo principal ou seja, senão é por Juliette, teria sido o mais filler da temporada. Sabe qual foi a impressão que eu tive? De que o roteiro desse episódio é algo que está guardado desde a primeira temporada. Uma vez eu vi um roteirista - não de Grimm - comentando que é comum eles deixarem sempre alguns roteiros prontos. Minha aposta é que esse está pronto desde o ano passado, apenas esperando pra ser usado. Aproveitando que estou reclamando um pouco, sabem o que tem me irritado bastante? As promos, que são sempre mais dúbias que o Renard, sempre nos enganam, o que só acaba deixando o episódio mais decepcionantes. Mas chega de reclamar, hoje tem episódio novo, então vamos falar desse aqui, antes que o outro comece.

Bom, não é de hoje que a série vem usando o artificio da obsessão, tivemos uma trama inteira da Juliette obcecada pelo Renard (e vice-versa) e agora decidem usar esse mesmo principio DE NOVO. Gente, custava ter guardado esse episódio pra próxima temporada? Não, não custava. Essa coisa de ficar obcecado está desgastada na série, eu não esperava ver tão cedo esse tipo de história. Sabe quando falam que palavras repetidas tornam um texto pobre e poluído (tipo qualquer lugar da África)? Então, acho que podemos usar a mesma ideia quando se trata de tramas em uma série. 

Além do enredo gasto, escolhem uma atriz péssima - o que acontece com frequência em Grimm -  pra ser a vilã do episódio, que deveria ser sedutora/sensual/sexy. Na boa, aquela atriz não tinha NADA de musa. Eu achei ela até um pouco estranha. Como senão bastasse, o próprio roteiro não faz questão de trabalhar bem a personagem e a mitologia em volta dela. É como se o importante fosse ver Nick bad-boy e não a história em si. Musai tinha tudo pra ser uma excelente wesen, pena que foi mal explorada e mal desenvolvida.

Lógico que nem tudo são espinhos, o episódio compensou essa parte com a finalização da trama da Juliette. Incrível como minha opinião sobre a personagem muda o tempo todo. Ora acho que sem ela faltaria alguma coisa pra série - o que não posso dizer o mesmo sobre o Hank. E em outra, acho que ela poderia vazar da série - e levar o Hank com ela. O que claro, não foi o caso desse episódio, ela interagindo com Monroe e Rosalee foi o melhor. Eu já estava começando a pensar que Juliette ia desenvolver Alzheimer e nunca mais ia se lembrar de nada, mas finalmente adiantaram essa trama, e parece que agora, depois de passar por tanta coisa bizarra, ela vai acreditar no Nick. Oremos pra que ela sambe na cara da sociedade agora que sabe da descendência do Nick, além claro, da existência dos wesens. 

Agora é ficar na ansiedade pelos dois próximos episódios que são os finais da temporada. Eu estou pressentindo que essa Season Finale vai ser ainda melhor que a da temporada passada. Adalind e o Irmão do Renard chegando em Portland vai ser dar uma movimentada na trama da próxima temporada, querem apostar? Mas enquanto isso, teremos um episódio totalmente voltado pra zumbis, ou seja, como não amar?
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário