sexta-feira, 10 de maio de 2013

[Crítica] Grey's Anatomy - 9x21: Sleeping Monster


Nada como a culpa para lhe destruir.

Review:
(Spoilers Abaixo) 
Pois é pessoal, depois de um longo atraso e ameaça de despejo, estou correndo para atualizar logo as reviews de Grey’s. Por mais coisa que eu tenha a fazer deixar que elas se acumulem não é justificável. Sem mais, vamos a esse episódio, que só pra deixar todo mundo louco, foi perfeito.

Na minha última review eu tinha comentado minha preocupação com a Bailey depois que alguns pacientes dela morreram com infecção e descobriu-se que a culpa não era da Leah. Bem, com o receio da maioria, o CCD foi chamado para apurar o motivo das mortes e infecções.

Nesse meio tempo, um acidente numa reunião de família trazia várias amputações ao hospital. Essa foi a história intermediária do episódio e serviu para mostrar um parente preocupado em reunir-se com a família e mantê-la unida, além de introduzir a mini repórter dentro do hospital num período em que a imprensa era evitada ao máximo, principalmente pela Callie e Arizona, médicas da garota. Foi uma parte leve e divertida do episódio e que serviu para amenizar todo o resto.


Uma história que vem se arrastando a alguns episódios é a do menino Ethan, seus pais e o Owen. O que eu previa está finalmente acontecendo. Owen está cada vez mais apegado ao garoto e depois da morte da mãe dele e o pai ainda em coma, talvez ele acabe se tornando um personagem fixo na vida do nosso Chief. Aliás, Cristina já está percebendo isso e o medo de que a relação dela com o amado está chegando. Só espero que a Shonda não coloque mais uma crise na relação desses dois, pois eles já atingiram e extrapolaram a cota deles.

O episódio ainda teve espaço para as relações amorosas. Como a do Alex e Jo, que ainda não é uma relação propriamente dita. Mas o Alex, no esforço pelo melhor da amada, deixou de implicar com o Médico-que-não-merece-ter-o-nome-aprendido e revelou coisas do passado da Jo que a deixaram furiosa. Agora, nem a amizade dela ele tem mais. O legal disso tudo foi o Alex ter se aberto com a Cristina, foi um momento lindo da amizade deles e a interação entre os dois durante todo o episódio também.


Já a April, bem, ela me deu raiva. Até quando ela vai ficar nessa culpa eterna por ter aberto a xavasca pro Jackson? Toda vez ela faz questão de jogar na cara do Jackson que o fato da vida dela estar uma merda é culpa dele, fazendo-o se sentir culpado por algo que foi concedido pelos dois. Por favorm April, para de fazer a Madalena Arrependida que não cola mais, só me surpreendi com o fato do Matthew ter voltado e reatado o namoro com ela. Fico feliz pelo personagem voltar, por que eu realmente gosto dele, mas triste por saber que é por um pouco tempo já que o casal Jackson e April é tão certo quanto Meredith e Derek.


Por falar nesses dois, o destaque deles foi pra gravidez e fim. Agora a discussão é sobre se Meredith será ou não sedada e qual será o papel dele na hora do parto, só para preencher o episódio, pois o que moveu tudo mesmo foi a Miranda, como dito no início. 

Depois da investigação, exames e reuniões, comprovou-se que a Bailey estava com uma infecção por estafilococo e que isso causou a morte dos pacientes. Não por descuido dela, mas por defeito nas luvas usadas no hospital, que permitiu a passagem da infecção e matou os pacientes dela. Tudo resolvido, mas as feridas já estavam feitas. Toda a história mexeu muito com a Miranda. Ela foi impedida de chegar perto de pacientes, operar e afins, mas foi afetada principalmente pelo Richard ter dito a um paremte que ela era a culpada das mortes. Mesmo que tenha sido para acalmar os parentes, a semente estava plantada e a Miranda muito magoada e culpada. Tanto que no fim ela jogou tudo na cara do Richard e os resultados serão sentidos no próximo episódio, que por sinal, está ótimo! Segue que depois do pulo tem mais review.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário