sábado, 4 de maio de 2013

[Crítica] Glee - 4x21: Wonder-ful

UM BEIJO PROS RECALKS!

Review:
(Spoilers Abaixo)


Bom, estou estupefato, com a cara no chão depois desse episódio. Eu particularmente não esperava tanta qualidade, como bem disse na review do episódio passado. Mas não é que eu gostei? E muito, por sinal. Essa temporada têm me surpreendido a cada episódio, ao contrário de muitos outros críticos que estão de mimimi, pra mim não tivemos nenhum episódio ruim nessa temporada. Todos foram satisfatórios. Mas antes de falar desse episódio, deixa eu comentar sobre algo do episódio passado. Na minha opinião, o sumiço de Finn - por causa da reabilitação do ator - é sim algo que deu pra notar no episódio passado, mas no final, não fez muita diferença. Eu entendo que a edição pode ter sido um pouco porca, mas isso fez mesmo muita diferença? Não, né? Adorei o episódio, não sei porque tanto drama com isso. Mas enfim, com um episódio tão wonderful (vocês não pensaram que eu não faria esse trocadilho, né?) como foi o dessa semana, não tem o porquê ficar lembrando do que já passou.

Engraçado como só quando eles voltam é que notamos o quanto eles fazem falta. Mercedes e Mike são uns lindos, gosto bastante de ambos. Óbvio que vira e mexe, as circunstâncias exigem algumas piadas, como o misterioso desaparecimento da Mercedes no I Do que infelizmente não foi revelado nesse episódio. Mas quem sabe temos essa revelação na semana que vem, né? Ainda mais agora que, pelo que entendi, Mercedes, Mike e Kurt ficarão em Ohio, pra Season Finale ter mais glitter e glamour

Foi bom ver finalmente tocarem no plot da Mercedes, por mais que a gente reclame, Titia nunca deixa uma subtrama flutuando no vácuo, sem dar um final (digno ou não) pra ela. Desde a temporada passada, sabemos que a nossa diva-mor está em LA gravando um album (as pessoas que falaram que esse plot surgiu do nada, deveriam rever os últimos episódios da terceira temporada). Achei clichê e pouco ousado o final dessa história, mas achei condizente com as características da personagem. Se eu fosse o roteirista, teria colocado Mercedes aceitando a proposta de seu produtor, só pra fazer uma crítica ao mundo da música atualmente, mas enfim, não sou o roteirista dessa loucura ainda. Caso algum executivo da FOX esteja lendo, estou aberto a propostas.

Bom, do Mike não ter muito do que falar, ele só apareceu por que é gostoso um excelente dançarino. Adorei ele sambando na cara do Jake e falando pra ele deixar de ser babaca, antes que ele receba o posto de samambaia masculina da série. Bom, vamos ver se o Mini Puckerman vai ganhar mais atitude depois disso, ou vai continuar sendo chato...Tirando isso, Mike ainda deu um apoio moral pra Mercedes e Kurt. No mais, ver Mike em tela é sempre...bom, porque me faz lembrar de momentos marcantes do personagem, como a cena abaixo...


Considerem isso, um aperitivo do flashback de hoje...

Já que citei brevemente Kurt, vamos falar dele. Ou melhor, do pai dele. Gente, Burt é ou não é um dos melhores pais fictícios que existe? É, é sim. Acho que todo e qualquer homossexual gostaria de ter um pai como ele. Incrível como o personagem sempre sabe o que dizer, como dizer e quando dizer. O ator também sempre acerta no tom, e nada fica forçado ou exagerado. Uma atuação simples, pra um personagem mais que excelente. Casamento não é pra qualquer um, independente de com quem você quer casar. Mas Blaine, teimoso como uma porta, ainda vai pedir a mão do Kurt, apostaria um rim nisso. O curioso do Blaine é que ele dá lição de moral em tudo e todos, mas só faz cagada. Voltando a falar do Burt, fico feliz que ele esteja recuperado do câncer e só torço pra felicidade do personagem. E finalmente, em muito tempo, Kurt faz um solo que eu gosto. Ele deveria cantar mais músicas nesse estilo baladinha. Melhor que tentar acompanhar a Rachel e seu crysinging.

Outra subtrama do episódio foi a de Artie. Há tempos que o personagem não tem um destaque, né? Já estava mais que na hora de vermos quais são os planos dos formandos desse ano. Foi bom ver que Tina, Britt e Artie já estão começando a traçar seus destinos. Os três foram aceitos nas faculdades em que se candidataram. Pelo o que entendi (qualquer coisa me corrijam), Tina e Britt (que esteve ausente porque estava fazendo uma visita adiantada na sua futura faculdade) vão ficar por Ohio mesmo. Já Artie vai fazer cinema em Nova York. Será que ele vai se juntar ao núcleo Berry-Hummel-Lopez? Seria interessante, convenhamos que Artie nunca interagiu muito com nenhum dos três personagens. Aliás, se parar pra pensar, não lembro de nenhuma cena em que só tivessem o Kurt e o Artie contracenando. Mas enfim, eu acharia interessante ver isso.

Como eu venho dizendo desde ontem, Kitty têm me agradado cada vez mais. E pasmem, mais até do que a Quinn me agradava. Eu gostava da Quinn, muito mais por motivos de Dianna Agron, do que pela personagem em si. E claro, pelo fato de coisas ruins sempre acontecerem com ela, o que fazia com que sentíssemos mais afeto por ela. Já Kitty vêm sambando há um tempo, assumindo sua bipolaridade e tentando ser uma pessoa melhor. Não é de hoje que se fala em Kirtie (ou Kartie?), ainda prefiro a Kitty com o Ryder, acho que ela e o Artie estão mais na friendzone, sabem? Gosto dos dois como amigos e apenas. 

Tina sambando na cara da sociedade com tantas falas nessa temporada...

Agora sim, voltando pra Nova York, temos a continuação da trama do callback da Rachel. O que foi que eu falei no começo da temporada? "Essa garota vai longe". E eu não fui o único a perceber isso, estava esperando pra ver como seria a humanização da Cassandra, e gostei de como foi. Até me surpreendi de leve, porque pelo começo, pensei que ela iria ferrar com a Srta.Berry de algum jeito. Legal ver essa relação que se criou entre as duas, espero que tenhamos mais de Kate Hudson na quinta temporada. Ah, foi um excelente começo de episódio ver Rachel agradecendo o Will. Achei ótimo esse momento entre mestre e aluno. Afinal, o Schuester ajudou muito a Rachel.

Falando em quinta temporada, já estou me preparando psicologicamente pros cliffhangers dessa season finale. Aposto que Titia vai sambar muito, pelos spoilers que eu vi, só vazaram as coisas mais óbvias de se acontecer. Mas sinto que vai ter algo a mais que vai nos deixar #caranuchão. Querem apostar? Bom, mas chega de enrolar, e vamos pro momento que estamos todos aguardando os flashbacks do dia. E assim como semana passada, essa semana senti que três personagens originais merecem ter esse momento de volta ao passado, então vamos lá? Com vocês Mercedes, Mike e Artie...

#FLASHBACK - Valerie (2°Temporada)
(Primeira vez que Mike teve algum destaque em uma competição...)


#FLASHBACK - River Deep, Mountain High (2°Temporada)
(Divas gonna divar)


#FLASHBACK - Isn't She Lovely (2°Temporada)
(Uma das minhas performances favoritas do Artie, digam o que quiser)


#FLASHBACK - Scream (3°Temporada)
(Artie + Mike(cantando e tudo))


#FLASHBACK - Bust Your Window (1°Temporada)
(Primeira vez que as Cheerios serviram de dançarinas pra Mercedes)


Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Eu amo muito suas reviews! São divertidas de ler. Bacana é o: "sambando na cara..."!! Kkkk Gosto muito. Eu gostei das músicas e do destaque p/ Mercedes. O Mike é BOM mesmo...:)
    Nossa, mas o Artie, quero muito ele em Nova Iorque. Eu amei isso! Quero ver eles em Nova Iorque. Glee p/ mim, é os personagens e não aquela sala.
    Estou me preparando para a Season Finale...:p

    ResponderExcluir