sábado, 25 de maio de 2013

[Crítica] Bates Motel - 1x10: Midnight (Season Finale)

A morte convida para dançar.

Review:
(Spoilers Abaixo) 

Eu sei, estamos todos tristes com a Season Finale de Bates Motel. Mas pera aí, que season finale? Midnight pode ter sido o ultimo episódio antes do hiatus, mas a dinâmica de season finale parece ter sido enterrada junto de Zack Shelby. A história apenas seguiu da maneira que esperávamos, sem grandes emoções ou inovação. Pra nós que já estamos acostumados com o ritmo lento de Bates Motel, isso não vai fazer diferença. Mas sei que muitos hóspedes devem estar insatisfeitos com o final deste ciclo. Bem, pelo menos foi isso que eu ouvi navegando pela internet.

Um dos grandes motivos pra não termos a season finale dos sonhos foi a falta de dinâmica. Todos achavam que Norma travaria uma batalha contra o homem do quarto nove e que seu filho cometeria seu primeiro homicídio injusto, mas nada disso aconteceu. A única coisa que ambos fizemos foi investir no drama e contribuir pra série ficar nesse chove e não molha. Até porque, o quadro psicótico de Norman não evolui há muito tempo, estando ele mais preocupado em cobiçar a garota mais bonita do colégio que nunca vai poder namorar.

Essa semana, pra não dizer que ele não está tentando, resolveu chamar Emma pro baile de inverno. Ela aceitou, comprou um vestido lindo, foi busca-lo na porta de casa pra no final da noite dançar com alguém que não conseguia parar de olhar pra uma certa vadia loira. Será que ele não percebeu que ela estava incrivelmente mais bonita que a Bradlay? Eu sinceramente não entendo. Se os roteiristas querem um pouco de drama adolescente, melhor esquecer a Bradlay e criar algo mais interessante. Mas se fazem questão de manter a Bradlay na série, por que Norman não a mata de uma vez? No começo foi legal, mas esse amor platônico já está começando a ficar cansativo.

Pelo menos Norman teve o que mereceu no final. Perdeu a melhor amiga, não ficou com a loira do mal e ainda levou porrada do namorado dela. Mas enfim. Como não gostei desse plot, meus comentários sobre o mesmo terminam aqui. O importante é saber que tudo isso levou Norman a correr sem rumo na chuva e depois a casa de sua professora onde ela é assassinada. Apesar da série indicar que ele é o culpado, acho que ainda não dá pra ter certeza. Ele só a espiou trocando de roupa, falou com a própria mãe na sua cabeça e na cena seguinte já estava correndo na chuva direto ao hotel. Há também a possibilidade dela ainda estar viva, então vamos aguardar.

Já no caso dos cinquenta mil dólares, tivemos um bom desfecho. Quer dizer, bom entre aspas, porque dispensou toda e qualquer ação que poderia acontecer. Tivemos drama, revelações sobre o passado, chorôrô de novela das oito e nada de uma batalha final épica entre mocinha e vilão? Apesar de ser interessante, eu dispensaria saber que Norma era estuprada pelo próprio irmão quando era adolescente pra ver um bom conflito no final. Onde já se viu ela se esconder e deixar o xerife idiota resolver tudo em apenas dois minutos? Não é assim que as coisas funcionam numa season finale, caros roteiristas.

E o Dylan, que nada fez além de ficar hipnotizado pela Bradlay e brigar com o irmão por causa de mulher? O personagem é bom demais pra não ganhar sua própria história numa season finale, produção. Mas achei legal vê-lo ensinando Norma a atirar. Eles estão ficando tão próximos que a palavra “mãe” escapou da sua boca sem querer, haha. Acho que ele vai mesmo ser assassinado pelo irmão quando ficar próximo demais das pessoas que ele ama. Se eu estiver certo, lembrem-se de me dar os créditos, mesmo que outra pessoa vá se hospedar com vocês no Bates Motel na próxima temporada. Então, até a próxima oportunidade.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Quando a Bradley leu a carta da amante de seu pai, havia somente uma inicial do nome com a letra B. E quando vemos a professora do Norman com o pescoço cortado, ela está com um colar com a letra B. Será que ela é a amante do pai da Bradley?

    ResponderExcluir