sábado, 27 de abril de 2013

[Crítica] Smash - 2x10/11: The Surprise Party / The Dress Rehearsal


Há muitos obstáculos no caminho da perfeição.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Se havia alguma esperança quanto ao destino final de Smash, elas acabaram de morrer esta semana. Como já era esperado, NBC confirmou que a série foi cancelada e não retornará para uma terceira temporada. Porém, não há motivos para os fãs ficarem tristes. Além de prometer exibir todos os episódios restantes, os produtores também planejaram um Series Finale especial para os fãs, onde entregarão um desfecho amarrado de seus personagens. Adorei a atitude da emissora e dos produtores e o respeito que eles mantiveram com os fãs da série.

Desde o meu retorno às críticas de Smash, eu falei bastante mal da série. Talvez eu tenha sido muito malvado - apesar de todas as queixas terem sido devidamente justificadas. Esqueci de comentar diversas coisas interessantes sobre o show, até porque, eram episódios antigos e eu só conseguia me lembrar do básico. Porém, a programação da série está voltando ao normal e, com esta última crítica dupla, a série está em dia na grade do blog. Foi um longo trabalho e eu espero que vocês curtam acompanhar essa jornada final comigo. Tenho que reconhecer que o enredo desses dois episódios foram bem melhor que os anteriores e a série parece estar entrando no eixo para uma maravilhosa Series Finale.

A bomba de que o Jimmy está dando uns pegas na Karen finalmente veio à tona. Derek não poderia ter ficado mais furioso, é claro. O que eu achei mais interessante foi ver a Karen fazendo o papel de uma mulher de verdade e enfrentando os dois homens ao seu redor - que pareciam estar disputando-a como um pedaço de carne. É claro que não durou muito e ela logo correu para os braços do drogado Jimmy novamente. Eu pensei que esse plot sobre as drogas já tinha acabado, mas parece que está voltando com força total nesses últimos episódios. Vale lembrar que a Karen achou cocaína na jaqueta do Jimmy e o traficante dele apareceu na saída do seu espetáculo novamente. Fico me perguntando o que ele irá querer dessa vez, uma vez que as dívidas do Jimmy foram pagas.


Bem, voltando ao espetáculo, finalmente Hit List e Bombshell bateram de frente. Pode parecer uma surpresa, mas eu sabia que seria inevitável que esses dois shows competissem de uma certa forma. É claro que os níveis são completamente diferentes. Bombshell está sendo produzido há duas temporadas e não faz muito tempo desde que Hit List apareceu. Porém, a novata começou dando uma surra na memória do ícone representado por Marilyn Monroe. Nem mesmo a Ivy tirando a sua roupa em uma cena salvou a produção de ser chamada de "passado". Atualmente, estou pendendo mais para o lado de Hit List - apenas por causa da história, que me intriga. Bombshell era incrível, mas não gostei das mudanças e o conteúdo sexual. Entendo que trabalhar a realidade do ícone é mais importante, mas eu gostava quando tudo parecia um conto de fadas. Mas tenho certeza que nem todos concordam com isso.

Duas relações foram bem trabalhadas nesses dois episódios. Primeiro temos o Tom e o Ivy, que tinham perdido a essência de sua amizade por causa do cargo de diretor do Tom. No décimo episódio ele conseguiu reconquistá-la com uma linda surpresa de aniversário. Acho que ninguém guardaria mágoas depois daquela demonstração de amor, não é verdade? Outro casal que ganhou atenção foi a Julia e o seu amigo dos tempos de faculdade (que eu esqueci o nome). Depois da procura pelo perdão do cara, sabia que não ia demorar muito para o enredo tocar no campo dos relacionamentos. Independente se foi forçado ou não, gosto de ver a Julia feliz. Ela sempre foi uma bagunça na história, então é ótimo vê-la entrando nos trilhos.

E, assim como os personagens, as duas peças do momento também estão tendo seu grande desenvolvimento. Depois de problemas com a produção e desentendimento, os dois projetos conseguiram ganhar vida. Assim como vocês, eu também quero um episódio em que só tenha a peça. Gostaria de vê-la completa pela primeira vez. Gostaria de ressaltar que eu adorei a ideia do Derek em mudar o começo de Hit List, fazendo com que a Diva mate alguém logo no começo e mantendo o suspense da identidade da pessoa. Enfim, depois de tantos erros, acho que a série está finalmente começando a acertar. Vamos acompanhar os próximos episódios.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
1 Comentários

Comentário(s)

1 comentários:

  1. Poxa! Eu gostei de Smash no 1o episódio da 1a temporada, mas depois ficou tão...sei lá, vazio, sem nada, sabe? Eu realmente adorei o final da 1a temporada, mesmo sendo "superprevísivel". Agora, é melhor ser cancelada mesmo (nããão kkkk). Quer dizer, não faz diferença assistir, é puro entretenimento, não ensina nada...é melhor cancelar! Infelizmente! :p

    ResponderExcluir