sábado, 20 de abril de 2013

[Crítica] Hart of Dixie - 2x18: Why Don't We Get Drunk?


Uma competição saudável pelo seu futuro.

Review:
(Spoilers Abaixo)

Parece que faz um século desde que Hart of Dixie entrou em hiatus. E a sensação de estende para a trama do episódio, que salta algumas semanas desde o último episódio exibido. Se vocês pensam que Bluebell ainda é uma cidade pequena e tranquila para costurar um casaquinho sentados no banco da praça, vocês estão completamente enganados. Bem-vindos à nova Bluebell, onde o body shot é garantido e roupas não são permitidas. É isso mesmo! A cidade charmosa acabou se tornando um refúgio para os festeiros em um eletrizante Spring Break. Só fico pensando uma coisa: Quantos adolescentes o Burt Reynolds matou?

Zoe Hart finalmente superou o seu término com o Wade. Ela está pronta para seguir em frente. E ao dizer isso, eu me referi a uma comemoração - cheia de bebidas alcoólicas - com o Jonah, em pleno Spring Break. Se vocês analisarem bem, irão ver que o Jonah nada mais é do que uma versão bem-sucedida do Wade. Ele é tão cretino quanto o antigo namorado da doutora - sem contar mulherengo. Por essas e por outras, eu gostaria que eles passassem a se envolver, forçando a Zoe a criar novos vínculos. Infelizmente, o destino de Zoe parece querer vasculhar o seu passado.

Não sei quantas vezes eu já disse isso, mas irei repetir: Não gosto do George junto da Zoe. Eles são sem graça juntos. Não consigo ver fofura e os dois sempre ficam mais chatos quando estão juntos. Vocês podem dizer que eles são um casal perfeito, mas eles são certinhos demais. Cadê o tempero da relação? George está muito bem com a Tansy. De fato, ele vive o seu melhor momento. Alguns episódios atrás, ele chegou até a quebrar uma janela de carro e raptou um cachorro. Quando está com a Tansy, ele é impulsivo. E a Zoe também precisa de um cara de cretino, porque ela já é a certinha da relação.

Infelizmente, o roteiro parece que olhará para trás e forçará a brotar chamas dos antigos sentimentos entre eles, por mais que toda aquela lenha já tenha sido queimada. George passou todo o episódio com ciúmes da Hart, impedindo-a de se divertir. E daí que o Jonah é um idiota? Talvez ela possa consertá-lo, assim como fez com o Wade (ou quase!). A questão é que é divertido acompanhar essas diferenças e mudanças e eu torço para que eles não fiquem juntos. Mas, como a decisão não depende de mim, acredito que essa reta final irá investir pesado no casal.

Lemon e Wade também tiveram um certo destaque nesse episódio. Eles se inscreveram para uma competição de resistência (ala Big Brother). O último que mantivesse suas mãos no barco, o ganharia - que tem o valor de 50 mil dólares. Isso é mais do que suficiente para comprar o Rammer Jammer. Porém, o objetivo dos dois entrou em conflito. Era óbvio que eles iriam acabar se unindo, mas foi fofo ver que o Wade desistiu por vontade própria ao invés dos dois terem sido vencidos pelo cansaço. Agora eles serão sócios e terão a chance de colocar seus sonhos nos trilhos.

Por último - e não menos importante -, temos o caso médico do Brick. Ele escondeu os sintomas, mas foi obrigado a ir para o médico. Porém, quando ele disse que os resultados foram bons, ficou claro que ele estava realmente mal, mas não teve coragem de dizer para ninguém. E agora? Será que os seus amados irão descobrir isso logo? Não quero que o Brick morra. E, como uma pequena consideração final, o que foi a Zoe mostrando os peitos para o Jonah? Pena que ele foi embora. Quero todo mundo no twitter fazendo campanha para ele retornar.
Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário