domingo, 14 de abril de 2013

[Crítica] Grimm - 2x17: One Angry Fuchsbau

"Baby, eu posso ver sua auréola." 
(Beyonce, Halo)

Review:
(Spoilers Abaixo)

Estou precisando desse negócio que os roteiristas estão tomando, cadê a NBC pra disponibilizar um pouco pra mim? A temporada em si, já está com um saldo extremamente positivo, agora, essa última sequência de episódios está melhor do que eu poderia esperar. Aliás, desde o The Good Shepherd que a série não faz um episódio ruim. Uma sequência de 12 episódios que pode ser considerada extremamente satisfatória. Definitivamente os roteiristas conseguiram chegar em um equilíbrio entre procedural, arco central e desenvolvimento, que é de dar inveja.

Hoje, como estou trabalhado na ousadia e na alegria, vou começar falando da trama central. Os roteiristas da série são bem espertos quando se trata dos arcos principais, eles sempre constroem tramas complexas que podem ser levadas por milhares de caminhos diferentes. Isso me deixa curioso pra ver aonde vão levar esses plots e ver como eles vão terminar. Como por exemplo, Adalind grávida e toda trabalhada na purpurina das gestantes, afinal, os personagens só de olhar pra ela já notam um brilho que nem eu sei de onde vem. Mas como eu ia dizendo, os roteiristas podem levar esse lance dela estar grávida por vários caminhos. E estou ansioso pra descobrir o que ela pretende não só com a gravidez, como com todo resto. Eu sei há tempos, que essa Loira Fatal não está nem aí pras Famílias Reais, o que ela quer mesmo é o poder só pra ela. Então, estou me preparando psicologicamente pras sambadas na cara que essa mulher vai nos proporcionar.

Em paralelo a isso vemos que Juliette continua lembrando de Nick, o problema é que as lembranças não estão sendo exatamente bondosas com a personagem. Estão todas voltando ao mesmo tempo, e uma memória atropela a outra e ela acaba visualizando vários Nick's ao mesmo tempo. Tomara que ela não vá lembrar das vezes que eles transaram, já imaginou vários Nick's querendo transar ao mesmo tempo? Pois é, parece que o preço pra trazer sua memória de volta, vai ser a loucura. Agora, o Nick está disposto a pagar esse preço? Eu acho que não. Prevejo até o final da temporada, Nick abrindo mão da Juliette e deixando com que ela se esqueça dele. Gostei muito da aparição daquela velha de La Llorona aparecendo pra dar uma ajuda pra Juliette, apesar de não minha opinião não ter ajudado muito.

Acho que essa é a primeira vez que vemos um caso completamente relacionado ao lado sobrenatural da série, né? Sem o envolvimento policial e tudo o mais? Apenas Nick, Hank, Rosalee, Monroe e Bud (!!!) tentando impedir que um Wesen use seus poderes para o mal. Aliás, adoram colocar a Rosalee pra ser a vítima desses Wesens, ela é quase a Quinn (de Glee), passando por quase todas as loucuras que os roteiristas inventam. Gostei bastante de como essa trama foi conduzida, sempre achei o Ziegevolk um dos wesens mais interessantes, por causa da habilidade de induzir pessoas a fazerem/sentirem/visualizares coisas. Bom, tirando o final meio preguiçoso que os roteiristas deram, gostei do caso e da trama.

Alguém me explica pra quê tantos hiatos nessa Fall? Agora só teremos episódios novos dia 19, ou seja, os roteiristas desistiram de separar as Fall's e agora uma vai emendar na outra. Daqui a pouco chega Setembro de novo (até porque o ano está voando, né?), e Grimm e Arrow ainda estão passando. Mas tenho que me admitir que a promo do próximo episódio me deixou bastante ansioso, louco pra ver como vão abordar o tema "Satanás" na série. 

Promo - 2x18: Ring Of Fire

Compartilhe
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Stumble Upon
  • Share to Evernote
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário